Menu
2020-05-20T16:48:02-03:00
Victor Aguiar
Victor Aguiar
Jornalista formado pela Faculdade Cásper Líbero e com MBA em Informações Econômico-Financeiras e Mercado de Capitais pelo Instituto Educacional BM&FBovespa e UBS Escola de Negócios. Trabalhou nas principais redações de economia do país, como Bloomberg, Agência CMA, Agência Estado/Broadcast e Valor Econômico.
Sessão tranquila

Ibovespa opera em alta, acompanhando o petróleo e as bolsas dos EUA; dólar fica abaixo de R$ 5,70

O Ibovespa sobe e tenta retomar os 82 mil pontos, impulsionado pelo bom humor externo e pela recuperação do petróleo; o dólar cai a R$ 5,67

20 de maio de 2020
10:33 - atualizado às 16:48
Selo Mercados AGORA Ibovespa dólar
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

O Ibovespa e as bolsas globais voltam a exibir um tom positivo nesta quarta-feira (20), deixando para trás as incertezas relacionadas ao desenvolvimento de uma possível vacina contra o coronavírus. O noticiário internacional mais ameno e a recuperação do petróleo dão ânimo aos investidores — e, com resultado, o dólar à vista também tem um alívio.

Por volta de 16h45, o Ibovespa operava em alta de 0,91%, aos 81.474,89 pontos, impulsionado por Wall Street: por lá, o Dow Jones (+1,61%), o S&P 500 (+1,69%) e o Nasdaq (+2,05%) têm altas firmes — as principais praças da Europa também subiram, mas num ritmo menos intenso.

No câmbio, o dólar à vista recuava 1,41% no mesmo horário, a R$ 5,6750 — o mercado local de moedas também acompanha o exterior, já que, lá fora, a divisa americana também se enfraquece em comparação com os demais ativos de países emergentes.

  • Eu gravei um vídeo para explicar melhor a dinâmica por trás dos mercados nesta quarta-feira. Veja abaixo:

Em primeiro plano, aparece a notícia de que a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) e a China firmaram um acordo de cooperação — o gigante asiático é o maior consumidor global da commodity. A novidade traz alívio ao mercado e aumenta a esperança de estabilização dos preços do produto num patamar mais alto.

Como resultado, o petróleo WTI para junho opera em alta de 5,41%, a US$ 33,71o barril, enquanto o Brent para julho avança 3,87%, a US$ 35,98 — as ações da Petrobras aproveitam o embalo da commodity: os papéis ON (PETR3) sobem 3,47%, enquanto os PNs (PETR4) têm ganho de 3,69%

Cautela doméstica

O bom humor global dita o rumo das negociações nesta abertura de sessão, mas as turbulências no cenário doméstico continuam sendo monitoradas pelos investidores. Mais cedo, o ministério da Saúde divulgou um novo protocolo que prevê o uso da cloroquina ainda nos primeiros sinais do coronavírus.

A medida ocorre após o Brasil registrar um novo recorde de mortes em decorrência da doença em 24 horas: de segunda (18) para terça (19), foram 1.179 óbitos — ao todo, 17.971 já faleceram no país por causa da Covid-19, com mais de 270 mil infectados.

A ausência de nomeação de um novo ministro da Saúde após a saída de Nelson Teich do cargo continua gerando desconforto em Brasília, assim como a falta de articulação entre os poderes para o combate à pandemia — um cenário que, naturalmente, eleva a percepção de risco político nos mercados.

Juros em alta

Apesar do alívio visto no dólar, as curvas de juros futuros operam em alta nesta quarta-feira, numa sessão marcada por um baixo volume de negociações. Ainda assim, os DIs mais curtos continuam precificando novos cortes na Selic na reunião de junho:

  • Janeiro/2021: de 2,52% para 2,54%;
  • Janeiro/2022: de 3,39% para 3,42%;
  • Janeiro/2023: de 4,53% para 4,57%.

Top 5

Além das ações da Petrobras, também se destacam na ponta positiva do Ibovespa as ações da companhias aéreas Gol e Azul. Veja abaixo as cinco maiores altas do momento:

CÓDIGONOMEPREÇO (R$)VARIAÇÃO
AZUL4Azul PN15,37 +12,60%
GOLL4Gol PN13,00 +11,59%
CVCB3CVC ON13,37 +8,00%
HGTX3Cia Hering ON13,32 +6,39%
IRBR3IRB ON7,48 +6,10%

Confira também as cinco maiores baixas do índice:

CÓDIGONOMEPREÇO (R$)VARIAÇÃO
LAME4Lojas Americanas PN26,95 -3,09%
SUZB3Suzano ON40,58 -2,83%
BEEF3Minerva ON13,24 -2,65%
BTOW3B2W ON89,90 -2,45%
MGLU3Magazine Luiza ON57,29 -2,20%
Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

dragão à vista

Economistas voltam a piorar projeções para inflação e dólar em 2021

Possibilidade de dólar fechar o ano abaixo de R$ 5,00 ficou ainda mais remota, segundo mediana de projeções divulgada pelo BC

O melhor do Seu Dinheiro

Quem vai ganhar a corrida das varejistas?

Quem será o novo Magazine Luiza? Essa pergunta virou quase um clichê no mercado depois que a varejista se tornou um dos maiores casos de sucesso da bolsa, com uma valorização de quase 35.000% desde dezembro de 2015. Entre o antigo modelo de lojas de rua e o promissor varejo online, o segredo da empresa […]

alívio no caixa

Governo reabre programa para renegociação de dívidas das empresas

A ideia é proporcionar um alívio no caixa das empresas no momento em que governadores decretaram o fechamento de estabelecimentos não essenciais devido ao colapso em seus sistemas de saúde

briga de galo

IMC mantém, por ora, contrato de franquia com KFC

Juízo indefere pedido da KFC de revogação da exclusividade da IMC na administração das operações KFC no Brasil

Liberalismo sob medida

Ala liberal perde terreno e aponta falhas no governo

Após a interferência na Petrobras e rumores de que Guedes sairia do governo, pacote de medidas liberais está em cheque

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies