Menu
2020-05-01T10:58:24-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
mercados agora

Exterior tem dia negativo após ameaça de Trump

Bolsa brasileira e de diversas partes do mundo estão fechadas por causa do feriado, mas aquelas que operam nesta sexta-feira demonstram uma aversão ao risco

1 de maio de 2020
10:22 - atualizado às 10:58
Selo Mercados AGORA Ibovespa dólar
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

Em dia de negociações locais paralisadas por conta do feriado do Dia do Trabalhador, o exterior tem pregões predominantemente operando no negativo nesta sexta-feira (1). Em foco, estão ameaças dos Estados Unidos e a temporada de balanços - que dimensiona a crise global.

Por volta das 7h, o Dow Jones futuro caía 1,7%, Nasdaq recuava 2,2% e S&P perdia 1,8%. A bolsa de Londres também operava no campo negativo, enquanto Frankfurt, Paris, Milão, Madri e Lisboa permaneciam fechadas por conta do feriado.

Na Ásia também houve pausas por causa do Dia do Trabalhador. Mas, entre as bolsas que operaram, o índice Nikkei (Tóquio) caiu 2,84%. Na Oceania, o índice S&P/ASX recuou 5,01%, em Sydney.

A aversão ao risco de hoje se deve ao presidente dos EUA, Donald Trump, que ameaçou tarifar a China por uma suposta culpa pelo novo coronavírus. "Eles não pararam o vírus em termos de competência ou eles deixaram isso se disseminar", disse nesta quinta-feira (30) em entrevista coletiva.

Os pregões também são influenciados pela temporada de balanços financeiros das empresas. Amazon, por exemplo, frustrou a previsão de analistas e cai 6% na Nasdaq.

No Brasil, ontem o Ibovespa caiu 3,20%, para 80.505,89 pontos. Mas em abril o índice avançou 10,25% em meio a um alívio de incertezas externas, após derreter 30% no mês anterior por causa da crise do novo coronavírus.

*Conteúdo em atualização. Mais informações em instantes.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

ANÁLISE

Quarentena de pijama? Não, no mundo cripto tem muita coisa rolando

Nas próximas linhas, Helena Margarido vai mostrar a você um mercado que caminha na contramão de todo establishment e permanece com alta demanda em meio à crise atual: a revolução está somente começando.

Ninguém segura

A corrida dos touros: Ibovespa sobe pelo quarto dia e volta aos 93 mil pontos; dólar cai a R$ 5,09

O Ibovespa teve mais um dia de ganhos e chegou ao maior nível desde 6 de março, sustentado pelo otimismo global. O dólar à vista caiu forte, chegando a R$ 5,01 na mínima da sessão

tombo histórico

Abinee reporta queda de 30,3% na produção do setor eletroeletrônico em abril

Essa foi a maior queda verificada na série histórica iniciada no início de 2002, segundo o presidente da entidade, Humberto Barbato

Empresários de comércio e serviços

76% de 400 micro e pequenos empresários esperam queda de faturamento

A pesquisa ouviu empresários dos setores de comércio e serviços. Parcela de 26% dos entrevistados espera recuo de 31% a 50%, enquanto 22% têm expectativa de queda até 30%

Compartilhamento de serviços

Cade nega recurso da Claro e mantém aprovação de operação entre Tim e Telefônica

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) negou recurso apresentado pela Claro contra o aval do órgão a operação de compartilhamento de redes entre a TIM e a Telefônica Brasil

Ajuda financeira

Maia diz ter informação que socorro a Estados e municípios será pago até dia 9

Presidente da Câmara, Rodrigo Maia afirmou que a primeira parcela do socorro a Estados e municípios deve ser entregue aos entes até a próxima terça-feira, 9

Em meio ao bom humor global

Tesouro capta US$ 3,5 bilhões no exterior com títulos de dívida de 5 e 10 anos

Mais cedo, o Tesouro informou que tinha concedido mandato para a emissão de dois novos papéis

Fundo Nacional de Aviação Civil

Ajuda aérea: setor de aviação terá acesso a empréstimos de fundo, diz relatório de MP

Uma das previsões de relatório da MP de ajuda ao setor aéreo foi liberar o uso dos recursos do Fundo Nacional de Aviação Civil (Fnac) para empréstimos ao setor até 31 de dezembro de 2020

Efeito corona

Com prejuízo de R$ 19 bilhões, venda de dias dos namorados deve cair 33% na pandemia

O prejuízo calculado pode ultrapassar R$ 19 bilhões, mesmo com reabertura de parte das atividades em algumas regiões do Estado de SP, diz Fecomercio

em avaliação

Bolsonaro fala em liberar mais parcelas do auxílio emergencial

Bolsonaro também confirmou que Guedes quer retomar a proposta da Carteira Verde e Amarela, que flexibiliza os contratos de trabalho

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements