Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2020-07-02T18:01:36-03:00
Victor Aguiar
Victor Aguiar
Jornalista formado pela Faculdade Cásper Líbero e com MBA em Informações Econômico-Financeiras e Mercado de Capitais pelo Instituto Educacional BM&FBovespa. Trabalhou nas principais redações de economia do país, como Bloomberg, Agência Estado/Broadcast e Valor Econômico. Em 2020, foi eleito pela Jornalistas & Cia como um dos 10 profissionais de imprensa mais admirados no segmento de economia, negócios e finanças.
Contendo a animação

Uma dose de otimismo, outra de cautela: Ibovespa perde força e fecha estável, acompanhando Wall Street

Dados mais fortes que o esperado no mercado de trabalho dos EUA pelo segundo mês consecutivo injetaram confiança nos investidores durante a manhã. Mas, considerando que Wall Street estará fechada nesta sexta, um tom mais prudente tomou conta do Ibovespa e das bolsas americanas

2 de julho de 2020
18:01
Selo Mercados FECHAMENTO Ibovespa dólar
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

O Ibovespa abriu o pregão desta quinta-feira (2) com força total: poucos minutos após a abertura, já subia mais de 1,5% e voltava aos 97 mil pontos. E não à toa, já que tanto as praças da Europa quanto os futuros dos mercados americanos operavam em alta firme.

A manhã, afinal, era de bom humor generalizado: os investidores comemoraram a nova surpresa com os dados do mercado de trabalho nos EUA — pelo segundo mês consecutivo, o payroll veio mais forte que o esperado, sinalizando uma recuperação da economia americana.

No câmbio, a manhã também era tranquila, com o dólar à vista chegando a bater os R$ 5,2669 (-0,96%) na mínima — a primeira vez em mais de uma semana que a moeda americana ficou abaixo dos R$ 5,30.

  • Eu gravei um vídeo para falar um pouco mais sobre a dinâmica por trás dos mercados nesta quinta-feira. Veja abaixo:

Essa animação toda, contudo, não se sustentou ao longo do dia. O Ibovespa, veja só, fechou praticamente estável, em ligeira alta de 0,03%, aos 96.234,96 pontos — Wall Street também ficou longe das máximas, com o Dow Jones (+0,36%), o S&P 500 (+0,45%) e o Nasdaq (+0,52%) tendo ganhos moderados.

E, no câmbio, o dólar à vista não conseguiu se sustentar abaixo da linha de R$ 5,30: ganhou força ao longo da tarde e, ao fim do dia, estava cotado a R$ 5,3472, em alta de 0,55%.

O que aconteceu? Bem, a sessão desta quinta-feira foi, de certa maneira, atípica: os dados do mercado de trabalho americano costumam sair apenas às sextas-feiras — e o motivo que provocou essa antecipação foi o mesmo que desencadeou uma onda de cautela durante a tarde.

Recuperação antecipada?

Grande parte do otimismo visto lá fora durante a manhã estava relacionado com o relatório do mercado de trabalho nos EUA em junho: foram criados 4,77 milhões de empregos no país — as estimativas dos analistas eram mais modestas, indicando numa abertura de 3,5 milhões a 4 milhões de novos postos.

Foi o segundo mês consecutivo em que o mercado de trabalho americano surpreendeu os investidores: em maio, quando boa parte dos agentes financeiros acreditava que seriam fechadas milhões de vagas no país, foram abertos 2,5 milhões de novos postos.

Com isso, ganhou força a leitura de que uma recuperação econômica está em curso nos EUA, o que, em última instância, pode dar força à atividade global e permitir uma retomada já no segundo semestre de 2020. E tal interpretação se sobrepôs à cautela gerada pelo aumento nos casos de coronavírus, ao menos para os mercados financeiros.

Do lado da taxa de desemprego, também houve uma tendência de melhora: o indicador caiu de 13,3% em maio para 11,1% em junho — nível ainda elevado, mas que indica uma trajetória favorável.

E, além dos dados do mercado de trabalho, os investidores mostraram otimismo em relação aos avanços no tratamento para a Covid-19: a Pfizer, em parceria com a BioNTech, anunciou resultados positivos com a sua versão da vacina para a doença.

Tinha um feriado no meio do caminho

Apesar disso tudo, o fato de as bolsas americanas estarem fechadas amanhã, em comemoração ao feriado do dia da Independência dos EUA, aumentou a prudência entre os investidores.

É comum que, às vésperas de uma parada prolongada, muitos agentes financeiros optem por diminuir a exposição ao risco, receosos quanto a algum acontecimento inesperado durante os dias de mercado parado.

Assim, por mais que os dados do mercado de trabalho dos EUA tenham sido encorajadores, a cautela acabou pesando: é melhor adotar uma postura mais prudente agora e evitar surpresas desagradáveis no retorno das operações — pensamento que reduziu os ganhos em Wall Street e afetou o desempenho do Ibovespa por tabela.

Indústria se recupera

No Brasil, destaque para o crescimento de 7% reportado na produção industrial em maio, dado que também serve para animar as operações. Naturalmente, esse crescimento vem após uma queda brusca em abril e março, mas, ao menos, ele mostra uma interrupção na tendência de desaquecimento do setor.

Mas, assim como nos EUA, também tivemos focos de preocupação ao longo da tarde por aqui. Declarações do presidente do Banco Central (BC), Roberto Campos Neto, afirmando que os riscos aos países emergentes aumentaram durante a crise do coronavírus — o que pode atrasar o processo de recuperação — provocaram uma piora no humor dos investidores.

Tanto é que as curvas de juros de médio e longo prazo ganharam força na reta final da sessão e fecharam em alta, após passarem o dia perto da estabilidade — os DIs curtos continuaram praticamente inalterados:

  • Janeiro/2021: estável em 2,06% ;
  • Janeiro/2022: de 2,89% para 2,91%;
  • Janeiro/2023: de 3,96% para 3,98%;
  • Janeiro/2025: de 5,61% para 5,63%.

Top 5

Veja abaixo as cinco ações de melhor desempenho do Ibovespa nesta quinta-feira:

CÓDIGONOMEPREÇO (R$)VARIAÇÃO
BPAC11BTG Pactual units79,00+3,27%
CSNA3CSN ON10,86+2,55%
GOAU4Metalúrgica Gerdau PN7,23+2,26%
JBSS3JBS ON21,30+1,96%
GGBR4Gerdau PN15,78+1,94%

Confira também as maiores baixas do índice:

CÓDIGONOMEPREÇO (R$)VARIAÇÃO
IRBR3IRB ON8,96-12,24%
LAME4Lojas Americanas PN31,20-4,27%
GNDI3Intermédica ON65,50-4,07%
VVAR3Via Varejo ON15,39-3,75%
BTOW3B2W ON107,93-3,65%
Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

IPO adiado

Bluefit: nem desconto de 20% garante estreia da rede de academias na bolsa

Inicialmente estimado em R$ 600 milhões, IPO da rede de academias de baixo custo agora deverá ter o valor reduzido e envolver apenas investidores institucionais, como fundos e fundações

Tensão EUA-China

Executiva da Huawei detida no Canadá em 2018 volta à China após acordo com os EUA

Confinada à cidade de Vancouver há quase três anos, onde havia sido presa sob acusação de fraude, CFO da Huawei, Meng Wangzhou, protagonizou incidente diplomático entre Canadá, EUA e China

o melhor do seu dinheiro

Mercados na semana: O destino da Evergrande, uma análise da Vale e seis ações indicadas por analistas

A semana que termina nos mercados foi marcada pela incerteza quanto ao futuro da incorporadora chinesa Evergrande e seus desdobramentos sobre a economia global. A crise na empresa, que tem um passivo oscilando à beira da insolvência, é consequência do aperto monetário e regulatório sobre o setor promovido pelo governo chinês desde o final do […]

Estimativas

Carrefour (CRFB3) divulga projeção para Atacadão e estima R$ 100 bi em vendas em 2024

A projeção de vendas brutas da rede no exercício social que se encerrará em 31 de dezembro de 2021 é de R$ 60 bilhões

PODCAST MESA PRA QUATRO

Da Conga até o Tik Tok: Gretchen conta de sua carreira artística e como administra seu dinheiro

Aos 60 anos, Gretchen relata sobre sua independência financeira e histórias de família e de carreira

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies