🔴 CHANCE DE MULTIPLICAR O SEU CAPITAL POR 7,5X COM 1 CLIQUE – CONHEÇA A FERRAMENTA

Estadão Conteúdo
racha

Fora dos atos, MBL vira alvo de ataques de rede bolsonarista

Para o deputado federal Kim Kataguiri (DEM-SP), do MBL, as pautas do ato de domingo, como o fechamento do Congresso e do Supremo Tribunal Federal, são “antiliberais, anticonservadoras e antirrepublicanas”

Kim Kataguiri disse que o grupo está sendo alvo de "fake news" e de "mau-caratismo". - Imagem: Michel Jesus/ Câmara dos Deputados

Um dos principais organizadores dos protestos de rua pelo impeachment da presidente cassada Dilma Rousseff, o Movimento Brasil Livre (MBL) passou a ser alvo de ataques de grupos bolsonaristas nas redes sociais após a recusa de participar dos atos pró-governo Jair Bolsonaro marcados para domingo, dia 26.

Depois de apoiar Bolsonaro no segundo turno da eleição presidencial de 2018, o MBL - que tenta criar um partido - se distanciou do governo e adotou uma agenda própria, com a reforma da Previdência à frente.

A ofensiva contra o MBL parte de grupos como Direita São Paulo, Juntos pela Pátria e Movimento Brasil Conservador, além de youtubers alinhados com o Palácio do Planalto. "Todos os movimentos genuinamente de direita estão deveras desapontados com o MBL", disse a representante do Juntos Pela Pátria, Elizabeth Rezende.

Em vídeo divulgado nesta segunda-feira, 20, o deputado federal Kim Kataguiri (DEM-SP) disse que o grupo está sendo alvo de "fake news" e de "mau-caratismo". Segundo ele, há postagens ligando o MBL ao atentado a faca sofrido por Bolsonaro em setembro do ano passado. Kataguiri afirmou que vai processar os autores dessas postagens.

Para ele, pautas do ato de domingo, como o fechamento do Congresso e do Supremo Tribunal Federal, são "antiliberais, anticonservadoras e antirrepublicanas". "A gente não vai defender de maneira nenhuma. O problema não está na instituição, está em ações de pessoas que utilizam o poder da instituição para fins pessoais."

O parlamentar chamou ainda os grupos que estão organizando as manifestações de domingo de "adesistas". "O presidente, quando erra, tem que ser criticado. Isso precisa ser pontuado. Não essa idolatria cega, não criar uma seita. Se não, vai ser um PT, uma CUT azul."

'Bola da vez'

"Fazem ataques a qualquer um que critique o governo. O MBL é a bola da vez", disse um dos coordenadores do MBL, Renato Batista. O MBL optou também por não ir a protestos contra cortes na Educação. "Se a manifestação pró-governo do dia 26 for um fiasco, isso vai potencializar os atos do dia 30 (contra o governo)."

Com informações do jornal O Estado de S. Paulo.

Compartilhe

SEU MENTOR DE INVESTIMENTOS

Por que Bolsonaro corre o risco de se transformar no primeiro presidente em exercício a perder a reeleição

16 de janeiro de 2022 - 7:52

Em tese, Bolsonaro teria mais chance de manter imunidade – no caso, parlamentar – se concorresse a uma vaga no Senado

Alarme falso

Ex-presidente Dilma Rousseff recebe alta; exames médicos não indicaram problemas de saúde

25 de maio de 2021 - 16:55

Dilma havia sido internada no Hospital Moinho de Ventos, em Porto Alegre, após sentir um mal-estar na noite de ontem

Saúde em foco

Ex-presidente Dilma Rousseff passa mal e é internada em Porto Alegre

25 de maio de 2021 - 11:38

A assessoria do Hospital Moinhos de Vento informou que está buscando informações e que “por questões de garantia do sigilo dos dados, aguardam as devidas autorizações” para atualização

julgamento envolvendo a estatal

CVM inocenta Dilma e Graça Foster por irregularidade na Abreu e Lima, da Petrobras

3 de novembro de 2020 - 17:59

Autarquia inabilitou por 15 anos para atuar em companhias abertas os ex-diretores da estatal Paulo Roberto Costa (Abastecimento) e Renato Duque (Serviços) por violação ao dever de lealdade

CRISE POLÍTICA

“Fatos eram de longe menos graves”, diz um dos autores do impeachment de Dilma

24 de abril de 2020 - 16:57

“Em termos jurídicos, os fatos, comprovados, são contundentes e configuram crime de responsabilidade a ensejar o impeachment do presidente.”

Equipe econômica vê ‘Dilma 3’ no pró-Brasil

24 de abril de 2020 - 13:12

Ironia expõe a insatisfação da equipe econômica com o programa de investimentos lançado pela ala militar do governo

caso na justiça

Santander ganha causa em tribunal contra analista demitida por texto contrário a Dilma

12 de novembro de 2019 - 15:26

Em junho de 2014, a funcionária do banco foi responsável por um documento divulgado a um grupo de clientes que afirmava que a reeleição da então presidente seria negativa para os mercados

Bancos

Relator da CPI do BNDES sugere indiciamento de Lula, Dilma e mais 71

8 de outubro de 2019 - 17:17

Relatório também pede anulação dos acordos de colaboração premiada dos empresários Joesley Batista, Wesley Batista e do ex-diretor da JBS Ricardo Saud

Seu mentor de investimentos

Bolsonaro, quem diria, “dilmou”

15 de abril de 2019 - 13:42

Quando a intempestiva intervenção de Bolsonaro fez com que a Petrobras perdesse 32,4 bilhões de reais em valor de mercado

Após três meses

Governo Bolsonaro é desaprovado por 30% da população, diz Datafolha

7 de abril de 2019 - 10:19

Outros 33% classificaram a gestão como “regular”; 32% avaliaram como “ótima ou boa”

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar