Menu
2019-04-03T09:10:21-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Joint Venture

Embraer planeja distribuir US$ 1,6 bilhão em dividendos após conclusão de negócio com Boeing

Distribuição extraordinário só deve acontecer após a conclusão do negócio com a norte-americana Boeing, que renderá à brasileira cerca de US$ 3 bilhões líquidos

16 de janeiro de 2019
11:21 - atualizado às 9:10
Embraer
Imagem: Wikpedia

A Embraer está pensando em distribuir US$ 1,6 bilhão em dividendos extraordinários, anunciou a companhia nesta quarta-feira, 16.

Mas a distribuição extraordinária só deve acontecer após a conclusão do negócio com a norte-americana Boeing, que renderá à brasileira cerca de US$ 3 bilhões líquidos.

A empresa anunciou, ainda, que terá um robusto balanço no fechamento da operação, com US$ 1 bilhão em caixa líquido, bonds transferidos para a joint venture, além de uma estrutura de capital fortalecida para suportar novas oportunidades de crescimento.

Em apresentação para investidores arquivada na CVM, a brasileira defende que a "Nova Embraer" será um ativo valioso a seus acionistas. A transação com a Boeing otimizará as operações de aviação executiva e Defesa & Segurança, que permanecem 100% sob o guarda-chuva da Embraer, e trará sinergias anuais de US$ 50 milhões aos segmentos, destaca a empresa. Além disso, a Embraer frisa que terá um upside com a participação de 20% na joint venture de aviação comercial, que deverá deslanchar com o apoio e escala da Boeing.

A empresa aposta que os principais catalisadores de receita da "Nova Embraer" após 2020 - quando a transação com a Boeing já deverá estar concluída - serão a joint venture para promoção e desenvolvimento do KC-390 (na qual a brasileira detém participação majoritária de 51%), oportunidades do Super Tucano e novos programas de Defesa, a posição de liderança em jatos executivos light/midsize e as receitas de serviços.

Sobre as margens operacionais da "Nova Embraer", a companhia espera resultados positivos de sua estratégia de rentabilidade em aviação executiva, do novo momento do programa KC-390 - passando do desenvolvimento para produção do jato militar - e dos ganhos de escala da parceria com a Boeing.

*Com Estadão Conteúdo 

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

Temos vacina!

Por unanimidade, Anvisa aprova uso emergencial da CoronaVac e da vacina de Oxford/AstraZeneca

Primeiros profissionais de saúde já foram vacinados em pronunciamento do governador de São Paulo, João Doria

Mais uma recomendação

Técnicos da Anvisa recomendam uso emergencial da vacina de Oxford/AstraZeneca

Mais cedo, área técnica havia defendido aprovação da CoronaVac

Ainda falta...

Anvisa devolve pedido de uso emergencial da Sputnik

Laboratório russo não apresentou os requisitos mínimos para que o pedido de uso emergencial pudesse ser analisado pela agência

Quase lá

Área técnica da Anvisa recomenda uso emergencial da CoronaVac

Diretores da agência analisam pedidos de uso de vacinas. No momento, a área técnica ainda faz a apresentação. Em seguida, a relatora do tema, diretora Meiruze Freitas lerá seu voto, com os outros quatro diretores da agência votando depois

coronavírus

Covid-19: Brasil tem 8,4 milhões de casos e 61 mil novos diagnósticos nas últimas 24h

Segundo ministério, 7.388.784 pacientes recuperaram-se da doença

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies