Menu
2019-04-05T13:41:01-03:00
Estadão Conteúdo
diálogo

Alcolumbre diz que Bolsonaro acerta ao conversar com presidentes de partidos

Presidente esteve nesta quinta-feira com líderes de partidos, pediu ajuda para aprovar a reforma da Previdência e desculpas por “caneladas” – como as menções à “velha política”

5 de abril de 2019
13:41
Em pronunciamento, presidente da CDR, senador Davi Alcolumbre (DEM-AP)
Em pronunciamento, presidente da CDR, senador Davi Alcolumbre (DEM-AP) - Imagem: Marcos Oliveira/Agência Senado

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-SP), disse não saber se a conversa do presidente Jair Bolsonaro com presidentes de partidos políticos terá efeito na reforma da Previdência. Mas politicamente, pontuou Alcolumbre, Bolsonaro tomou a decisão correta.

"Eu não posso dizer se vai surtir efeito, eu espero que sim. Mas, politicamente, é correto conversar com os presidentes de partidos", disse o presidente do Senado ao Broadcast Político, do Grupo Estado, durante o fórum do Grupo de Líderes Empresariais (Lide), em Campos do Jordão (SP).

O presidente esteve nesta quinta-feira com líderes de partidos, pediu ajuda para aprovar a reforma da Previdência e desculpas por "caneladas" - como as menções à "velha política". Também expôs a ideia de criar um conselho político, com quem pretende se reunir a cada 15 dias para sentir a temperatura do Congresso.

Bolsonaro pretende erguer uma base no Congresso que pode chegar a 313 deputados e 57 senadores. Hoje, ele só tem o apoio de seu partido, o PSL. Para aprovação de uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC), como a da reforma da Previdência, o governo precisa do aval de 308 deputados e 49 senadores, em duas votações.

O governo está com dificuldades para avançar nas discussões com a Câmara para a reforma. Na quarta-feira, o ministro da Economia Paulo Guedes se envolveu em uma confusão na Comissão de Constituição e Justiça batendo boca com o deputado Zeca Dirceu (PT-PR).

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

pandemia

Covid-19: número de mortes sobe para 361,8 mil no Brasil

Nas últimas 24 horas, foram registradas mais 3.459 mortes no país

seu dinheiro na sua noite

Petróleo, minério e tudo que há de bom

Entre o fantasma do Orçamento com pedaladas, a besta da PEC “fura-teto”, o gigante da CPI da Covid e o monstro da pandemia, o Ibovespa conseguiu hoje engatar a terceira alta seguida e fechar acima dos simbólicos 120 mil pontos, marca que o índice não via desde fevereiro. Mas como pode? Bem, mais uma vez […]

hoje não

Hering rejeita proposta da Arezzo para potencial fusão

Segundo a Cia. Hering, a proposta “não atende ao melhor interesse dos acionistas e da própria companhia”

Polêmica na privatização

CVM vai investigar CEEE por suposta omissão na divulgação de informações

A autarquia começará a apuração de uma denúncia de omissão de fatos relevantes sobre a privatização da estatal gaúcha

FECHAMENTO

Commodities em alta levam o Ibovespa acima dos 120 mil pontos pela primeira vez desde fevereiro; dólar recua

O clima incerto em Brasília segue assombrando os investidores, mas ainda assim a bolsa brasileira consegue fôlego com as commodities para se manter no azul

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies