🔴 RECEBA TODA SEMANA RECOMENDAÇÕES PARA PODER DOBRAR O SEU DINHEIRO – CONHEÇA O MÉTODO

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
No Seu Dinheiro você encontra as melhores dicas, notícias e análises de investimentos para a pessoa física. Nossos jornalistas mergulham nos fatos e dizem o que acham que você deve (e não deve) fazer para multiplicar seu patrimônio. E claro, sem nada daquele economês que ninguém mais aguenta.
Novo governo

Equipe de transição tem dificuldades para ter acesso a informações sigilosas da Caixa e teme “surpresas”

Escolhido para presidir a Caixa, Pedro Guimarães tem usado como base o TCU, onde há 200 processos abertos para apurar irregularidades na instituição

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
16 de dezembro de 2018
9:36 - atualizado às 9:54
Caixa Econômica Federal
Agência da Caixa Econômica Federal em São Paulo - Imagem: Itaci Batista/Estadão Conteúdo

A equipe que cuida da transição na Caixa está enfrentando dificuldades para ter acesso aos dados de operações sigilosas do banco, usado nos últimos anos como braço do governo na liberação do crédito, segundo apurou o ‘Estadão/Broadcast’.

A principal fonte de informações do novo comando está sendo o Tribunal de Contas da União (TCU), onde há 200 processos abertos para apurar irregularidades na instituição.

Apenas dados públicos, como balanços do banco e outros relatórios disponíveis na internet, foram colocados à disposição. O temor da equipe de transição é encontrar, só depois de assumir, operações que colocam em risco a saúde financeira do banco.

Escolhido para presidir a Caixa, Pedro Guimarães já foi oito vezes ao TCU e tem se encontrado com diferentes ministros, que relatam processos distintos em relação ao banco. Procurada, a Caixa não comentou o assunto.

Fatiamento político

O presidente eleito, Jair Bolsonaro, orientou Guimarães a acabar com as irregularidades decorrentes do fatiamento político dos últimos anos. Partidos políticos, como o PP - que apadrinhou o presidente atual, Nelson Antonio de Souza - e o PR, o primeiro a declarar apoio formal ao futuro governo após a eleição, estão querendo fazer indicações, embora o novo governo tenha prometido resistir a isso.

Bolsonaro, além disso, tem demonstrado interesse em colocar um militar no posto de vice-presidente de tecnologia da informação do banco, para “vasculhar” os contratos da instituição. Isso, porém, poderia trombar com a nova política do banco, de escolher os diretores via empresas de contratação de executivos.

Futebol. Outro ponto que aumentou a pressão sobre o novo comando é a decisão, anunciada por Bolsonaro, de rever R$ 2,5 bilhões em publicidade e patrocínio do banco. Foi uma resposta à chiadeira com a suspensão da renovação dos contratos dos times de futebol. Eles não serão renovados antes da adoção de exigências feitas pelo TCU.

Lógica financeira

O Estadão/Broadcast apurou que Bolsonaro orientou que o novo comando do banco priorize patrocínios regionais em vez de grandes eventos esportivos e disse que eles precisarão ter “lógica financeira”.

A ideia é que a Caixa passe a focar nas linhas em que já tem tradição, como o crédito imobiliário, e nas políticas públicas, como a gestão do FGTS. Empréstimos a grandes empresas - que diminuíram drasticamente - devem cessar para que o enfoque seja microcrédito e crédito consignado. Na área de infraestrutura, deverão ser priorizados iluminação pública e saneamento.

Ainda na interinidade, o presidente Michel Temer anunciou que barraria o aparelhamento político nas estatais e fundos de pensão. Mas, assim que assumiu definitivamente, colocou nas 12 vice-presidências do banco indicações do MDB, PSDB, DEM, PR, PRB, PSB e PP, que ficou também com a presidência.

Novo modelo. Depois que o Banco Central e a Polícia Federal recomendaram o afastamento de quatro vices por suspeitas de corrupção, o conselho de administração do banco, presidido pela número 2 do Ministério da Fazenda, Ana Paula Vescovi, impôs uma nova forma de escolher executivos. A seleção é feita por uma empresa independente.

Dessa forma foram escolhidos quatro vices: de governo, corporativo, loterias e habitação. Eles já estão trabalhando e têm mandato de dois anos. Outro processo está em andamento para a escolha de mais quatro: gestão de ativos de terceiros (área onde fica o FI-FGTS), logística, produtos de varejo e a própria tecnologia da informação.

Além de adotar o novo modelo de escolha dos executivos, a Caixa decidiu mudar a forma como são escolhidas as empresas contempladas com recursos do fundo de investimento que usa parte do dinheiro dos trabalhadores para aplicar em infraestrutura, o FI-FGTS.

*Com Estadão Conteúdo

Compartilhe

SORTE DE ABRIL

Mega-Sena faz 1 multimilionário; saiba de onde é o ganhador e quanto ele vai embolsar

30 de abril de 2023 - 8:15

A aposta vencedora foi feita em Minas Gerais e, sozinha, vai receber o prêmio de um pouco mais de R$ 61 milhões

ACUMULOU

Mega-Sena: ninguém acerta e prêmio sobe para R$ 37 milhões; saiba como ter mais chances de acertar as seis dezenas

2 de abril de 2023 - 8:13

Segundo a Caixa, o próximo sorteio da Mega-Sena acontece na quarta-feira, 5 de abril, e quem vencer pode levar a bolada para casa

ACUMULOU

Mega-Sena: ninguém acerta e prêmio sobe para R$ 63 milhões; saiba como ter mais chances de acertar as seis dezenas

22 de janeiro de 2023 - 8:15

Segundo a Caixa, o próximo sorteio da Mega-Sena acontece na quarta-feira, 25 de janeiro, e quem vencer pode levar a bolada para casa

ACUMULOU

Mega-Sena: ninguém acerta e prêmio sobe para R$ 115 milhões; saiba como ter mais chances de acertar as seis dezenas

23 de outubro de 2022 - 8:07

Segundo a Caixa, o próximo sorteio da Mega-Sena acontece na quarta-feira, dia 26 de outubro, e quem vencer pode levar uma bolada para casa

ACUMULOU

Mega-Sena pode pagar prêmio de R$ 100 milhões neste sábado (22); saiba como ter mais chances de acertar as seis dezenas

22 de outubro de 2022 - 16:55

O sorteio será às 20h no Espaço Loterias Caixa, no Terminal Rodoviário do Tietê, em São Paulo, e com transmissão ao vivo no canal da Caixa no YouTube

Engordando os proventos

Caixa Seguridade (CXSE3) pode pagar mais R$ 230 milhões em dividendos após venda de subsidiárias, diz BofA

14 de setembro de 2022 - 13:22

Analistas acreditam que recursos advindos do desinvestimento serão destinados aos acionistas; companhia tem pelo menos mais duas vendas de participações à vista

DESINVESTIU

Caixa Seguridade (CXSE3) vende participação em cinco empresas para a CNP por mais de R$ 600 milhões; confira detalhes do negócio

13 de setembro de 2022 - 19:53

Com o fechamento da operação, a Caixa Seguridade deixará de deter qualquer participação societária na Holding Saúde, na Previsul, na CNP Cap, na CNP Consórcios e na Odonto Empresas

COMPRAR OU VENDER

Na corrida do seguro, quem vence: IRB (IRBR3), Porto (PSSA3), Caixa Seguridade (CXSE3) ou BB Seguridade (BBSE3)?

13 de setembro de 2022 - 15:08

O UBS BB elevou o preço-alvo de duas das empresas do setor e uma delas tem potencial de valorização de 30%, saiba quem tem o primeiro lugar nesse pódio

Auxílio a motoristas

Caixa começa a pagar Benefício Caminhoneiro a 140 mil beneficiários nesta terça (06); veja quem tem direito aos R$ 1.000

6 de setembro de 2022 - 12:39

Auxílio governamental para ajudar motoristas a custearem o combustível será pago a quem fez a autodeclaração entre 15 e 29 de agosto; Benefício Taxista também já vem sendo pago

ACUMULOU

Mega-Sena: ninguém acerta e prêmio sobe para R$ 60 milhões; saiba como ter mais chances de acertar as seis dezenas

4 de setembro de 2022 - 8:28

Segundo a Caixa, o próximo sorteio acontece na quinta-feira, dia 8 de setembro, e quem vencer pode levar uma bolada para casa

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar