Menu
Victória Mantoan
Clube do livro
Victória Mantoan
É jornalista e especialista em conteúdo da Empiricus
2018-10-10T16:18:45-03:00
Colunista

Quatro livros para entender o (nada fácil) Brasil de hoje

Ainda que os efeitos das pesquisas eleitorais sobre a Bolsa sejam imediatistas, as sacudidas são testemunhas do entranhamento que há entre economia e política

29 de setembro de 2018
6:01 - atualizado às 16:18

Para iniciar esta coluna inaugural, vou tomar emprestada e talvez deformar a fala de uma grande figura, com o já adiantado pedido de desculpas: Antônio Cândido, que podemos chamar de pai da teoria literária brasileira, dizia que a literatura serve para confirmar a humanidade do homem. Eu gosto de traduzir essa ideia dizendo que ela nos lembra de que, no fundo, estamos todos no mesmo barco. Mas creio que dá para ir além: a leitura, de modo geral, tem essa capacidade – não apenas a ficção.

A crise que o Brasil enfrentou nos últimos anos, mesmo com o acirramento ideológico (se não por conta dele), no mínimo, escancarou discussões antes muito restritas à classe política e até acadêmica. Orçamentos das diferentes esferas de governos, teto dos gastos, dívida pública, Previdência, reformas. Se não sabemos todos ao certo a definição técnica e os detalhes de cada um desses termos, passamos a ouvi-los nos almoços de domingo em família. A figura do ministro da Fazenda é uma das mais importantes variáveis da atual disputa eleitoral.

Thomas Piketty ficou mundialmente famoso com o livro Capital – No século XXI. Discorde-se ou não das teses defendidas em sua obra, o autor deu uma declaração que reflete bem a razão de existir deste Seu Dinheiro e o que se pretende nesta coluna e que eu parafraseio agora: ao falar de economia, estamos tratando da vida das pessoas, dos salários delas, das suas aposentadorias.

E podemos sempre fazer isso com bons livros.

Certas ideias de Brasil

Ainda que os efeitos das pesquisas eleitorais sobre a Bolsa sejam imediatistas, as sacudidas são testemunhas do entranhamento que há entre economia e política, que também aparece nesta coluna. Isso não é uma particularidade brasileira, é claro. Mas temos muitas outras. Começamos, então, com uma lista de livros que podem ajudar a entender o Brasil de hoje.

Para dar nome à lista, tomo emprestada expressão usada pelos próprios autores indicados. O que temos aqui não é uma repetição das mesmas ideias de maneira diferentes, são interpretações, que podem convergir e divergir em diferentes pontos. “Certas ideias de Brasil”:

O pior emprego do mundo - Thomas Traumann

"O Brasil das últimas décadas lembra uma das Cidades invisíveis, de Italo Calvino"

Se você acha que o pior emprego do mundo é o seu, talvez seja a hora de ter uma conversa com Traumann, que já foi porta-voz da presidência e ministro da Secretaria de Comunicação Social. Ele está disposto a afirmar que o ocupante da pasta da Fazenda é que ganha, na verdade, a disputa. O livro conta com prefácio de Delfim Netto e, em um momento em que o chefe da economia brasileira está tão em destaque, a obra é esclarecedora. Além de enxergar claramente o impacto das decisões dos ministros sobre o seu dinheiro, se chegar ao final, você terá uma grata leitura sobre "como se escolhe um ministro da Fazenda".

Crise e reinvenção da política no Brasil - Fernando Henrique Cardoso

"É uma situação insustentável, não há dúvida. A questão é como enfrentá-la"

Ao falar de política, o ex-presidente jamais poderia deixar de fora aspectos essencialmente econômicos (e não deixou mesmo). Discute a Constituição de 1988 e suas implicações tanto para partidos quanto para o orçamento do Estado. Aceitando que os dois temas não podem ser tratados sozinhos, dado que na vida real política e economia andam de mãos dadas, é possível fazer discussões mais pragmáticas sobre os caminhos do Brasil.

O elogio do vira-lata - Eduardo Giannetti

"O texto semeia, a leitura insemina. O leitor lê o livro, mas há livros que leem o leitor"

Em uma reunião de 25 textos produzidos entre 1989 e 2018, talvez seja possível dizer que Giannetti faz um mergulho nas raízes de nosso conhecido complexo de vira-lata em busca do que há de elogioso no nosso Brasil. Seu livro extrapola a cartilha de economia para tratar de temas culturais e até filosóficos. Dentre as abordagens, há a história do pensamento econômico e discussões que ajudam a entender a postura de "inferioridade" que mantemos diante das "nações ricas".

Uma certa ideia de Brasil -  Pedro Malan

"Verdadeiro, falso e fictício"

Cito aqui o título de um dos textos escritos ao longo de 15 anos por Pedro Malan em coluna no jornal O Estado de S. Paulo e que agora foram reunidos em livro. Como ele mesmo faz questão de apontar no prefácio, a obra dá conta de cinco mandatos presidenciais interpretados, ouso dizer que, "em tempo real". Como historiadora, não resisti e um apanhado de leituras sobre a economia brasileira feitas "agora" sendo lidas "depois". Passa diante dos olhos do leitor um projeto de Brasil (ou projetos) que prosperou e ruiu.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

seu dinheiro na sua noite

A chance do Pão de Açúcar de focar no seu negócio principal

Nessa nova experiência de home office que muitos de nós estamos vivendo, parcial ou integralmente, um dos desafios é conseguir manter o foco durante todo o expediente. Algumas pessoas dizem conseguir se concentrar muito melhor trabalhando de casa, onde é mais silencioso e confortável. Outras, como eu, encontraram bastante dificuldade para não procrastinar e acabar […]

Falta só a sanção

Câmara aprova prorrogação do prazo de entrega do Imposto de Renda até 31 de julho

Além de dar mais 90 dias de prazo, o texto também limitou o pagamento do imposto a, no máximo, seis parcelas

FECHAMENTO

Ibovespa engata segunda alta consecutiva, mas tempo segue fechado em Brasília

O Orçamento segue empacado e a situação fiscal preocupa, mas NY e as commodities vieram para salvar o dia e fazer o Ibovespa fechar a sessão no azul

Clássicos repaginados

Hasbro se une à plataforma de games Roblox para lançar novos produtos

A gigante dos brinquedos anunciou uma série de itens das linhas Nerf e Monopoly em parceria com a novata Roblox

Bom momento

Construtoras apresentam prévias operacionais fortes, apesar de restrições por causa da pandemia

Apesar dos lançamentos fracos, Cyrela viu crescimento nas vendas líquidas em comparação ao mesmo período do ano anterior; Direcional e Moura Dubeux bateram recordes de vendas

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies