Menu
2018-11-24T17:01:08-02:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Livrarias em crise

Em acordo, editoras exigem que Saraiva pague livros à vista

Para apoiar recuperação judicial da Saraiva, editoras exigem garantias mais claras; acordo semelhante com a Livraria Cultura está no forno

24 de novembro de 2018
17:01
Fachada de loja Livraria Saraiva
Livraria Saraiva fechou quase 20 lojas e pediu recuperação judicial - Imagem: Wikimedia Commons

As editoras condicionaram o apoio à recuperação judicial da Saraiva, pedido na última sexta (23), ao pagamento à vista por todos os livros enviados à livraria, incluindo as encomendas de Natal. Os fornecedores toparam adiar o recebimento de débitos antigos, mas fecharam acordo na quinta-feira para exigir garantias claras daqui para frente.

Segundo apurou o jornal "O Estado de S. Paulo", um contrato parecido é esperado da Livraria Cultura, que também pediu recuperação judicial. Segundo uma fonte do jornal, as negociações com a rede se estenderam pela sexta-feira. No entanto, a situação de caixa da empresa não permitiria pagamentos imediatos de grande porte.

A Cultura se vê numa situação mais difícil que a Saraiva. Apesar de ter fechado quase 20 pontos de venda nas últimas semanas, a Saraiva tem 85 unidades em funcionamento espalhadas pelo país, enquanto a Cultura está restrita a algumas capitais, com 15 lojas.

Além disso, o endividamento da Cultura, de R$ 285 milhões, é proporcionalmente maior em relação à capacidade de faturamento da empresa do que a dívida da Saraiva, que é de quase R$ 700 milhões.

Segundo o "Estadão", fontes do mercado se questionam se a Cultura teria lastro financeiro para garantir o fornecimento de livros nas próximas semanas. A assessoria de imprensa da empresa não retornou à reportagem até o fechamento da edição.

*Com Estadão Conteúdo.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

3º trimestre

Tesla: 5 números do balanço que surpreendeu o mercado

2020 tem sido um ano e tanto para as ações da montadora, que acumula uma alta superior a 420% e que pode fechar o seu primeiro ano no azul

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

2020 é o novo ‘ano dos IPOs’?

Se um viajante do tempo contasse à Julia de março ou abril que, bem antes do fim do ano, as bolsas americanas já teriam se recuperado e ultrapassado os patamares anteriores à crise, o Ibovespa já teria retornado ao patamar dos 100 mil pontos e que 2020 seria um grande ano de aberturas de capital […]

no zero a zero

Ibovespa zera ganhos no fim com queda em NY em meio à incerteza sobre estímulos

Dólar também encerra dia no zero a zero, demonstrando cautela dos investidores sobre pacote de ajuda à economia dos Estados Unidos, e juros futuros sobem com temor fiscal. Após pregão, saiu a notícia de que autoridades americanas estão mais próximas de um acordo

Dia de euforia

Bitcoin quebra recorde em reais e supera a marca dos R$ 70 mil

A moeda também rompeu a máxima do ano em dólar, cotada a mais de US$ 12 mil

Recorde

Arrecadação tem melhor resultado mensal em 6 anos

O resultado representa um aumento real (descontada a inflação) de 1,97% na comparação com o mesmo mês de 2019

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies