Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2018-11-24T17:01:08-02:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Livrarias em crise

Em acordo, editoras exigem que Saraiva pague livros à vista

Para apoiar recuperação judicial da Saraiva, editoras exigem garantias mais claras; acordo semelhante com a Livraria Cultura está no forno

24 de novembro de 2018
17:01
Fachada de loja Livraria Saraiva
Livraria Saraiva fechou quase 20 lojas e pediu recuperação judicial - Imagem: Wikimedia Commons

As editoras condicionaram o apoio à recuperação judicial da Saraiva, pedido na última sexta (23), ao pagamento à vista por todos os livros enviados à livraria, incluindo as encomendas de Natal. Os fornecedores toparam adiar o recebimento de débitos antigos, mas fecharam acordo na quinta-feira para exigir garantias claras daqui para frente.

Segundo apurou o jornal "O Estado de S. Paulo", um contrato parecido é esperado da Livraria Cultura, que também pediu recuperação judicial. Segundo uma fonte do jornal, as negociações com a rede se estenderam pela sexta-feira. No entanto, a situação de caixa da empresa não permitiria pagamentos imediatos de grande porte.

A Cultura se vê numa situação mais difícil que a Saraiva. Apesar de ter fechado quase 20 pontos de venda nas últimas semanas, a Saraiva tem 85 unidades em funcionamento espalhadas pelo país, enquanto a Cultura está restrita a algumas capitais, com 15 lojas.

Além disso, o endividamento da Cultura, de R$ 285 milhões, é proporcionalmente maior em relação à capacidade de faturamento da empresa do que a dívida da Saraiva, que é de quase R$ 700 milhões.

Segundo o "Estadão", fontes do mercado se questionam se a Cultura teria lastro financeiro para garantir o fornecimento de livros nas próximas semanas. A assessoria de imprensa da empresa não retornou à reportagem até o fechamento da edição.

*Com Estadão Conteúdo.

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

O RUÍDO PERSISTE

Renda mínima permanente? Presidente da Câmara dá a entender que Auxílio Brasil pode se tornar política contínua

Expectativa é de que a mera menção a um programa de renda mínima permanente mantenha a pressão sobre os ativos financeiros locais

Quem dá mais?

A CCR (CCRO3) e o leilão da Dutra: o que está em jogo para a companhia?

A CCR (CCRO3) administra a Dutra desde 1996. Mas, com o novo leilão marcado para essa sexta (26), a empresa pode perder a concessão

ÚLTIMO ADEUS?

De malas prontas para deixar a B3, Banco Inter (BIDI11) reverte prejuízo em lucro líquido de R$ 19,2 milhões no terceiro trimestre

O banco digital também celebrou a marca de 14 milhões de clientes no período, um salto de 94% na comparação com o terceiro trimestre de 2020

Tecnologia em foco

As big techs na balança: veja como foi o trimestre de Google, Microsoft e Twitter

Três das principais big techs americanas reportaram seus balanços nesta noite; veja como se saíram Alphabet/Google, Microsoft e Twitter

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Pressão nos juros, Elon Musk mais rico e o brilho das ações das elétricas

As projeções de bancos e economistas para a alta da Selic não param de subir. É possível ver essa tendência semanalmente no boletim Focus, divulgado toda segunda-feira pelo Banco Central, em relatórios de diversas casas de análise e na curva dos juros futuros — que não param de ser revisados para patamares cada vez mais […]

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies