🔴 [TESTE GRÁTIS] 30 DIAS DE ACESSO A SÉRIE RENDA IMOBILIÁRIA – LIBERE AQUI

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
No Seu Dinheiro você encontra as melhores dicas, notícias e análises de investimentos para a pessoa física. Nossos jornalistas mergulham nos fatos e dizem o que acham que você deve (e não deve) fazer para multiplicar seu patrimônio. E claro, sem nada daquele economês que ninguém mais aguenta.
DIA 45

A roda gigante de Lula: presidente relança Minha Casa, Minha Vida com direito a afago em ministros

O presidente aproveitou a ocasião para trazer ministros e aliados mais para perto de si — o petista foi generoso na distribuição de elogios a aliados

Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
14 de fevereiro de 2023
20:44 - atualizado às 22:56
O presidente Luiz Inácio Lula da Silva, discursa durante o lançamento do novo programa Minha Casa, Minha Vida, em Santo Amaro (BA)
Imagem: Joédson Alves/Agência Brasil

Duas rodas paralelas que giram em torno do mesmo eixo, suspensas em duas torres verticais e que sustentam em suas circunferências bancos oscilantes para duas ou mais pessoas. Essa é a descrição de uma roda gigante — mas não a de Luiz Inácio Lula da Silva

O presidente relançou nesta terça-feira (14) o programa Minha Casa, Minha Vida e disse que o programa vai fazer a roda gigante do país começar a girar. 

Acontece que a roda gigante de Lula carrega muito mais do que um pequeno grupo de pessoas. O programa habitacional volta a focar a população de renda mais baixa com a chamada Faixa 1, que atenderá famílias com renda bruta de até R$ 2.640 — antes, o limite era de R$ 1.800. 

O petista oficializou o retorno do programa em Santo Amaro, na Bahia, onde fez a entrega de 684 unidades em dois conjuntos habitacionais. Ao todo, o governo previa inaugurar hoje 2.745 casas, em nove municípios de seis estados.

A novidades do Minha Casa, Minha Vida

Embora o conteúdo da Medida Provisória assinada por Lula hoje não tenha sido divulgado, algumas novidades já foram anunciadas. Entre elas estão o novo valor de renda do Faixa 1, a ampliação da inclusão da locação social, a possibilidade de aquisição de moradia urbana usada e a inclusão de famílias em situação de rua no programa, além da meta de contratar 2 milhões de moradias até 2026. 

Nos últimos anos, o programa habitacional cambaleou com a falta de recursos do orçamento. Tanto que o Casa Verde e Amarela, modelado no governo de Jair Bolsonaro, não oferecia o nível de benefícios do Faixa 1, que historicamente contou com subsídios de 85% a 95% do valor do imóvel. 

Com a aprovação da PEC da Transição, Lula conseguiu espaço para turbinar a política habitacional e voltar a contratar casas voltadas às famílias de mais baixa renda.

O orçamento do programa em 2023 ficou em R$ 9,5 bilhões, bem menos do que os R$ 34,2 milhões inicialmente previstos para o setor. Dos R$ 9,5 bilhões, a maior parcela, de R$ 7,8 bilhões, foi destinada ao instrumento de sustentação do Faixa 1: o Fundo de Arrendamento Residencial (FAR).

Lula faz política

Lula usou o relançamento do Minha Casa, Minha Vida não só para colocar a roda gigante para começar a girar, mas também para fazer política, distribuindo afagos a ministros e aliados.

Rui Costa (Casa Civil), Wellington Dias (Desenvolvimento Social), Márcio França (Portos e Aeroportos) e Paulo Teixeira (Desenvolvimento Agrário), que estavam presentes no evento, receberam um carinho do presidente. 

“Trabalhar com Rui Costa é ter tranquilidade, porque você não precisa pedir para ele fazer as coisas. Ele sabe o que fazer. Ele me dá tranquilidade”, afirmou. “Márcio França vai nos ajudar a resolver problemas crônicos do Brasil”, emendou.

Lula ainda elogiou o senador Otto Alencar (PSD-BA), aliado do PT. “Otto Alencar é um irmão, só está no PSD porque não quero ele no PT”, declarou. “Não quero roubar senador de nenhum partido, mas Otto tem extraordinária lealdade”.

Compartilhe

INTERNACIONAL

Haddad nos Estados Unidos: ministro da Fazenda tem agenda com FMI e instituição chefiada por brasileiro Ilan Goldfajn; veja

14 de abril de 2024 - 16:44

De segunda (15) a sexta-feira (19), o ministro participa, em Washington, da reunião de primavera do Fundo Monetário Internacional (FMI) e do Banco Mundial

NOVO CAPÍTULO

Entrou na briga: após críticas de Elon Musk a Alexandre de Moraes, governo Lula corta verba de publicidade do X, antigo Twitter

13 de abril de 2024 - 16:43

Contudo, a decisão só vale para novos contratos, porque há impedimento de suspensão com os que já estão em andamento

APÓS APAGÕES

Na velocidade da luz: Enel terá um minuto para responder os consumidores, decide Justiça de São Paulo

13 de abril de 2024 - 15:20

Desde novembro do ano passado, quando milhões de consumidores ficaram sem energia após um temporal com fortes rajadas de vento

MINISTRO E BILIONÁRIO

Em meio a embate de Elon Musk com Alexandre de Moraes, representante do X (ex-Twitter) no Brasil renuncia ao cargo

13 de abril de 2024 - 12:55

Em sua conta no LinkedIn, o advogado Diego de Lima Gualda data o fim de sua atuação na empresa em abril de 2024

META FISCAL

Mal saiu, e já deve mudar: projeto da meta fiscal já tem data, mas governo lista as incertezas sobre arrecadação

13 de abril de 2024 - 11:49

A expectativa é para a mudança da meta fiscal a ser seguida no próximo ano devido a incertezas sobre a evolução na arrecadação

ELEIÇÕES 2024

São Paulo já tem oito pré-candidatos na disputa por nove milhões de votos; conheça os nomes

7 de abril de 2024 - 15:45

Guilherme Boulos (PSOL) e o atual prefeito Ricardo Nunes (MDB) lideram as pesquisas de intenção de votos a seis meses das eleições municipais

VEM DINHEIRO AÍ?

Haddad acerta com mercado financeiro mudanças na tributação e prazos para atrair investimentos para bolsa 

4 de abril de 2024 - 8:44

A expectativa é de que as propostas avancem após a regulamentação da reforma dos impostos sobre o consumo, aprovada no ano passado pelo Legislativo

Eleições municipais

Simone Tebet diz que subirá em palanque de prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes, quando Jair Bolsonaro não estiver

31 de março de 2024 - 11:54

Candidato a reeleição na capital paulista, Nunes é do MDB, partido da ministra do Planejamento

INÍCIO DA DITADURA

Maioria da população diz que data do golpe de 1964 deve ser desprezada, diz Datafolha; como o governo Lula lidará com a data?

30 de março de 2024 - 15:02

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) determinou que o governo não realize atos em memória do golpe neste ano

SOE O GONGO

Quem será o herdeiro de Bolsonaro em 2026? Pesquisa revela nome com mais chances contra Lula na próxima eleição

30 de março de 2024 - 10:55

Quando os eleitores são informados que Michelle e Tarcísio teriam apoio explícito de Bolsonaro, eles empatam tecnicamente com o atual presidente da República

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies