🔴 MELHORES MOMENTOS DO MACRO SUMMIT BRASIL 2024 – ASSISTA AQUI

Carolina Gama
Formada em jornalismo pela Cásper Líbero, já trabalhou em redações de economia de jornais como DCI e em agências de tempo real como a CMA. Já passou por rádios populares e ganhou prêmio em Portugal.
TENSÃO NO AR

Balão da discórdia: o recado que a China mandou para os EUA após nova crise de espionagem

Embora tenha colocado panos quentes sobre o que chamou de incidente, Pequim também subiu o tom contra Washington

Xi Jinping; computadores china
Xi Jinping, presidente da China - Imagem: Wikimedia Commons

O mundo ainda não conseguiu dar um fim na guerra entre Rússia e Ucrânia e se vê — mais uma vez — às voltas com a escalada da tensão entre  EUA e China. Dessa vez, o motivo é um balão. 

Tudo começou na última quinta-feira (2), quando um balão chinês misterioso apareceu nos céus do estado norte-americano de Montana. Desde então, Pequim e Washington enfrentam uma crise diplomática.

A reação dos EUA foi imediata. Depois de derrubar o balão, o governo de Joe Biden não economizou nas palavras, classificando a situação como um ato irresponsável e que violava a soberania norte-americana e o direito internacional.

A China, por sua vez, disse que não passava de um aparato tecnológico usado para pesquisas meteorológicas, mas que foi desviado pelos ventos.

Mas a crise já estava instalada e o secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken, resolveu adiar indefinidamente sua viagem a Pequim — a previsão inicial era de que ele visitasse a China no domingo (5) e nesta segunda-feira (6).

Imagem ampliada do balão chinês

China manda recado para os EUA

Em meio à escalada de tensão, a China mandou hoje um recado para os EUA. A porta-voz do Ministério das Relações Exteriores chinês, Mao Ning, pediu a ambos os lados que mantenham a calma.

“O que quero enfatizar em relação a esse acidente inesperado é que ambos os lados, especialmente os EUA, devem manter a calma”, disse Mao na primeira coletiva após Blinken resolver adiar a viagem a Pequim. 

A porta-voz enfatizou ainda a natureza acidental da trajetória de voo do balão e disse que a China perdeu o controle de outros veículos desse tipo. 

Quando questionada sobre quem ou que tipo de empresa fez o balão, Mao se recusou a compartilhar detalhes.

Mao reiterou ainda os apelos da China por “respeito mútuo, coexistência pacífica e cooperação ganha-ganha” no relacionamento bilateral.

Mas não foi só de palavras amenas que o recado da China foi feito — Pequim também subiu o tom contra a decisão de Washington de derrubar o balão. 

Após passar dias sobrevoando o território norte-americano, o balão foi derrubado no mar no estado da Carolina do Sul no final de semana.  

O plano inicial era derrubá-lo dentro do estado de Montana, mas os EUA decidiram que seria melhor esperar ele chegar no mar para que não houvesse a possibilidade de destroços caírem sobre áreas habitadas.

Depois disso, o Ministério das Relações Exteriores da China expressou "forte insatisfação e protesto contra o uso da força pelos EUA para atacar aeronaves civis não tripuladas".

De acordo com o jornal japonês Sankei, Washington teria sugerido ainda a implantação de mísseis de médio alcance no Japão como parte de um plano para reforçar as defesas contra a China.

  •  Como investir em 2023? Com o início do novo governo Lula, a guerra entre Ucrânia e Rússia e o medo de uma recessão nas principais economias do mundo, é normal que o investidor não saiba muito o que fazer agora. Por isso, este material exclusivo do Seu Dinheiro revela as melhores oportunidades de investimento nas principais classes de ativos para quem não quer perder dinheiro em 2023. CONFIRA AQUI GRATUITAMENTE

A crise diplomática instalada

O caso do balão gerou uma nova crise entre as duas maiores potências do mundo — reforçada pelo cancelamento da visita do secretário de estado norte-americano a Pequim. 

Os planos para a viagem de Blinken foram anunciados em novembro, depois que o presidente chinês, Xi Jinping, e Biden tiveram seu primeiro encontro pessoal durante o atual governo.

A notícia da reunião e as expectativas de que Blinken visitaria Pequim aumentaram as esperanças de mais estabilidade no tenso relacionamento EUA-China.

Antes da visita de Blinken, o porta-voz do Departamento de Estado dos EUA, Ned Price, disse a repórteres que um dos objetivos das conversas de alto nível com Pequim era a “gestão responsável” do relacionamento bilateral “mais importante” do mundo. 

Essas conversas, acrescentou, visam garantir que “a competição não se transforme em conflito”.

Compartilhe

PRESIDENTE HERMANO

Javier Milei terá semana decisiva: ministro negocia US$ 15 bilhões com FMI e vice tenta passar “pacotão” para destravar Argentina

14 de abril de 2024 - 12:44

Para atingir seus objetivos ultraliberais, o presidente conta com a ajuda do ministro da Economia, Luis Caputo, e de Victoria Villarruel, vice-presidente do país

TENSÕES AUMENTAM

Ataque do Irã deve fazer petróleo e dólar dispararem — mas o efeito nos juros será mais devastador para a economia

14 de abril de 2024 - 9:33

O Irã confirmou ter iniciado uma ofensiva com drones e mísseis contra Israel, em retaliação pelo ataque aéreo que destruiu o consulado iraniano em Damasco, no começo do mês

NO ORIENTE MÉDIO

Noite de terror: veja o que aconteceu nas últimas 24h entre Irã e Israel e como a escalada do conflito afeta o mundo

14 de abril de 2024 - 8:33

O contra-ataque é uma reação após um suposto ataque à embaixada iraniana em Damasco, que deixou um general e seis oficiais mortos

ACIRRAMENTO DAS TENSÕES

Irã fala em retaliação “calibrada” após ataque à embaixada na Síria e navio é capturado em estreito próximo da região 

13 de abril de 2024 - 10:24

O comando da Guarda Revolucionária, uma força paramilitar do Irã, usou um helicóptero para capturar um navio ligado a Israel perto do Estreito de Ormuz neste sábado

LUZ NO FIM DO TÚNEL?

Milei acertou a mão? Inflação na Argentina desacelera pelo terceiro mês seguido e abre espaço para corte de juros

12 de abril de 2024 - 18:59

A grande surpresa dos dados desta sexta-feira (12) foi o núcleo da inflação — aquele que não considera preços monitorados ou sazonais —, que subiu um dígito pela primeira vez desde outubro

ENCONTRO AGUARDADO

Javier Milei quer ajudar Elon Musk na batalha contra Alexandre de Moraes; confira os destaques do encontro entre o presidente da Argentina e o bilionário

12 de abril de 2024 - 16:23

De acordo o porta-voz da presidência, Milei ofereceu ajuda ajuda a Musk no conflito com o judiciário brasileiro a respeito do X, o antigo Twitter

OS TAMBORES DA GUERRA SOAM ALTO

Ataque em 48 horas e socorro da China: o que você precisa saber sobre a vingança do Irã contra Israel que pode abalar o mundo — as bolsas já sentem

12 de abril de 2024 - 15:05

Os mercados nesta sexta-feira (12) refletem a gravidade da situação geopolítica, com o petróleo tipo Brent batendo em US$ 92 o barril. Por aqui, o Ibovespa cai e o dólar atinge o maior valor em seis meses, a R$ 5,14.

GUERRA COMERCIAL

A China contra-ataca: entenda a medida de Xi Jinping que derrubou as ações das fabricantes de chips dos EUA

12 de abril de 2024 - 11:02

Governo chinês orientou as operadoras de telecomunicações a eliminar gradualmente os processadores estrangeiros

BARRIL DE PÓLVORA

Irã joga mais gasolina na fogueira da guerra e pode incendiar o Oriente Médio de vez

11 de abril de 2024 - 19:41

O risco de um conflito ampliado é tamanho que nesta quinta-feira (11), a Rússia e a Alemanha instaram os países do Médio Oriente a mostrarem moderação

FORNALHA EM CHAMAS

O caso de fraude que vai levar uma bilionária ao corredor da morte na Ásia

11 de abril de 2024 - 15:58

A magnata do setor imobiliário Truong My Lan foi considerada culpada de peculato, suborno e violação das regras bancárias relativas a empréstimos

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies