🔴 5 MOEDAS PARA MULTIPLICAR SEU INVESTIMENTO EM ATÉ 400X – VEJA COMO ACESSAR LISTA

Julia Wiltgen
Julia Wiltgen
Jornalista formada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) com pós-graduação em Finanças Corporativas e Investment Banking pela Fundação Instituto de Administração (FIA). Trabalhou com produção de reportagem na TV Globo e foi editora de finanças pessoais de Exame.com, na Editora Abril.
Ranking

Bitcoin é novamente o melhor investimento em fevereiro, e bolsa é o pior, com tombo de mais de 7%; veja os melhores e piores investimentos do mês

Com valorização mais modesta, criptomoeda continuou seu processo de redenção; bolsa sofreu com juros altos e debêntures ainda refletem ‘efeito Americanas’

Julia Wiltgen
Julia Wiltgen
28 de fevereiro de 2023
18:51
Confira como anda o bitcoin (BTC) e o preço das criptomoedas hoje
Imagem: Shutterstock

O bitcoin continua em seu processo de redenção, iniciado em janeiro, e ficou novamente em primeiro lugar no ranking dos melhores investimentos de fevereiro.

Dessa vez não foi uma valorização estelar de mais de 30% como no mês passado, mas foi o suficiente para garantir à criptomoeda a medalha de ouro, com alta de pouco mais de 3% em reais. Em dólares, a valorização foi bem mais modesta, de apenas 0,20%.

  • Por que estamos no momento ideal para poder ganhar dinheiro com dividendos? O Seu Dinheiro preparou 3 aulas exclusivas para te ensinar como buscar renda extra com as melhores ações pagadoras da Bolsa. [ACESSE AQUI GRATUITAMENTE]

O segundo lugar ficou com o dólar, que fechou em alta de 2,92% na cotação à vista, a R$ 5,23, mas a moeda americana mantém o desempenho negativo no acumulado do ano.

Em terceiro, o CDI, taxa de juros que segue de perto a nossa elevada taxa básica, continuou firme e forte entregando a sua rentabilidade superior a 1% ao mês.

E assim deve permanecer pelo resto do ano, já que o Banco Central sinalizou, em fevereiro, que a Selic deve se manter em 13,75% ao ano até o fim de 2023. Não por acaso, os títulos Tesouro Selic, atrelados a essa taxa de juros, vieram logo depois do CDI na tabela.

Já a lanterna do ranking traz um desempenho dramático do Ibovespa, que fechou o mês com um tombo de 7,49%, aos 104.432 pontos, acumulando uma baixa de 4,38% no ano.

O principal índice de ações da bolsa brasileira se saiu bem pior que o ouro, com sua queda de 2,00%, e os títulos públicos atrelados à inflação com vencimento em 2045, com sua queda de 1,52%.

Veja a seguir o ranking completo dos melhores e piores investimentos do mês:

Os melhores investimentos de fevereiro

InvestimentoRentabilidade no mêsRentabilidade no ano
Bitcoin3,44%39,03%
Dólar à vista2,92%-1,04%
Dólar PTAX2,14%-0,18%
CDI*1,02%2,00%
Tesouro Selic 20261,02%-
Tesouro Selic 20290,99%-
Poupança antiga**0,61%1,35%
Poupança nova**0,61%1,35%
Tesouro Prefixado 20260,37%2,10%
Tesouro IPCA+ 20290,15%-
Tesouro IPCA+ com Juros Semestrais 2040-0,13%-1,11%
Tesouro IPCA+ com Juros Semestrais 2032-0,19%0,53%
Tesouro IPCA+ com Juros Semestrais 2055-0,28%-2,20%
IFIX-0,45%-2,05%
Índice de Debêntures Anbima Geral (IDA - Geral)*-0,51%-2,19%
Índice de Debêntures Anbima - IPCA (IDA - IPCA)*-0,81%-4,68%
Tesouro IPCA+ 2035-1,01%-2,73%
Tesouro Prefixado com Juros Semestrais 2033-1,17%-0,82%
Tesouro Prefixado 2029-1,18%-0,48%
Tesouro IPCA+ 2045-1,52%-6,24%
Ouro-2,00%0,66%
Ibovespa-7,49%-4,38%
(*) Até dia 27/02.
(**) Poupança com aniversário no dia 25.

Todos os desempenhos estão cotados em real. A rentabilidade dos títulos públicos considera o preço de compra na manhã da data inicial e o preço de venda na manhã da data final, conforme cálculo do Tesouro Direto.
Fontes: Banco Central, Anbima, Tesouro Direto, Broadcast e Coinbase, Inc..

Juro alto por todo lado

Em fevereiro, os sinais de aperto monetário duro continuaram chegando dos Estados Unidos, com a força da economia e da inflação americanas ainda surpreendendo um pouco o mercado. Os investidores permanecem temerosos de que o Federal Reserve mantenha os juros altos por mais tempo que o inicialmente esperado.

Com isso, os principais índices de ações americanos fecharam o mês em baixa, com exceção do Nasdaq, que viu alguma recuperação. Já o dólar se fortaleceu ante moedas fortes, além do próprio real.

O aumento dos juros americanos, que eleva a rentabilidade dos títulos públicos dos EUA, também diminui a atratividade do ouro, que não paga juros, o que explica a queda do metal.

A bolsa brasileira ecoou o desempenho de Nova York, além de ter sofrido com a nossa própria perspectiva de juros elevados por mais tempo, o que tipicamente reduz a atratividade da renda variável.

No último mês, o Banco Central manteve a Selic estacionada em 13,75% ao ano, mas sinalizou que a taxa deve ficar neste patamar até o fim do ano, indicando os problemas de natureza fiscal como os principais responsáveis.

Melhores ações do Ibovespa em fevereiro

EmpresaCódigoDesempenho
São MartinhoSMTO38,76%
MultiplanMULT35,80%
Natura &CoNTCO35,29%
TIMTIMS33,99%
WEGWEGE33,00%
SuzanoSUZB32,98%
KlabinKLBN112,26%
EmbraerEMBR31,47%
Banco do BrasilBBAS30,78%
UltraparUGPA30,69%
Fonte: B3/Broadcast

Piores ações do Ibovespa em fevereiro

EmpresaCódigoDesempenho
AzulAZUL4-39,83%
CVCCVCB3-32,67%
YduqsYDUQ3-31,75%
AlpargatasALPA4-30,71%
GolGOLL4-27,81%
QualicorpQUAL3-25,99%
Pão de AçúcarPCAR3-25,00%
LocawebLWSA3-23,71%
BRFBRFS3-22,61%
MéliuzCASH3-21,62%
Fonte: B3/Broadcast

Ataques de Lula ao BC não ajudam

A discussão em torno do nível da taxa básica de juros e da meta de inflação - que alguns defendem estar baixa demais para o mundo inflacionário em que vivemos agora - se intensificou em fevereiro, com a participação de representantes do governo, empresários e investidores.

Mas os ataques do presidente Lula ao Banco Central e a seu presidente, Roberto Campos Neto, em nada contribuíram para a queda dos juros, pelo contrário. Os juros futuros ficaram pressionados pelo temor de que o governo federal possa acabar de alguma forma intervindo na política monetária.

Juros futuros mais altos não apenas prejudicam ainda mais os ativos de risco, como também os preços dos títulos públicos prefixados e atrelados à inflação.

Os de curto prazo ainda conseguiram se valorizar em fevereiro, com a estabilidade da Selic e a perspectiva de que, cedo ou tarde, ela venha a cair, num horizonte mais ou menos visível; já os de longo prazo, mais impactados pelo risco fiscal elevado com os embates entre governo e BC, amargaram novamente perdas.

Debêntures ainda sofrem com 'efeito Americanas'

Finalmente, o mercado de debêntures continuou sofrendo as consequências do rombo bilionário que levou a Americanas (AMER3) a entrar em recuperação judicial. O calote dado pela empresa ao pedir RJ contaminou todo o mercado de títulos de dívidas de empresas, derrubando os preços dos papéis.

Além disso, vimos, nos últimos dois meses, uma série de grandes empresas abertas mostrando problemas financeiros e reestruturações, como Marisa (AMAR3), Azul (AZUL4), Gol (GOLL4), Light (LIGT3), além da iminência de um segundo pedido de recuperação judicial pela Oi (OIBR3).

Endividadas e pressionadas pelos juros altos, essas companhias veem impacto não só nos preços das suas ações, como também das suas debêntures.

Compartilhe

IR 2024

8 maneiras de aumentar a sua restituição do imposto de renda na declaração de IR 2024

17 de maio de 2024 - 7:13

Ainda não declarou e deseja engordar a restituição? Siga essas dicas

IR 2024

Vai declarar ações ou fundos imobiliários no imposto de renda 2024? Saiba como obter o CNPJ de todas as empresas e FII da B3

16 de maio de 2024 - 8:07

Informar no imposto de renda o CNPJ da empresa emissora da ação ou do fundo emissor da cota é obrigatório

IR 2024

Como a Receita calcula o imposto de renda devido e o valor das restituições

15 de maio de 2024 - 8:03

Jeito de calcular o imposto de renda devido e a eventual restituição varia de acordo com o modelo escolhido de declaração, se completo ou simplificado

IR 2024

Como doar parte do seu imposto de renda para o Rio Grande do Sul e ajudar a população após as enchentes

14 de maio de 2024 - 18:33

Doações incentivadas na própria declaração podem ser direcionadas aos fundos da Criança e do Adolescente e fundos do Idoso do estado

IR 2024

Deixou o Brasil em 2023? Veja como preencher a declaração de saída definitiva do país

14 de maio de 2024 - 8:02

O documento é necessário para encerrar as obrigações fiscais no país e evitar dores de cabeça com a dupla tributação e outros problemas no futuro

Ficou mais fácil

B3 passa a permitir portabilidade digital entre corretoras de ativos negociados em bolsa, como ações, ETFs e fundos imobiliários

13 de maio de 2024 - 19:00

A portabilidade de investimentos já era possível, mas era um processo totalmente manual; agora, 15 corretoras já permitem a portabilidade digital de ativos negociados em bolsa, como ações

IR 2024

IR 2024: por que ainda vale a pena deixar para entregar a declaração de imposto de renda na última hora

13 de maio de 2024 - 7:19

Prazo de entrega da declaração de IR 2024 vai de 15 de março a 31 de maio; veja as vantagens de entregar apenas no final

AUTOMÓVEIS

Chama o síndico! Instalação de tomadas de carros elétricos é a treta da vez nos condomínios; saiba quem está certo nessa discussão

12 de maio de 2024 - 8:26

Crescimento das vendas de carros elétricos gera nova demanda em empreendimentos residenciais e comerciais — e também muitas discussões

IR 2024

Vai preencher a declaração de imposto de renda para parentes ou amigos? Esta ferramenta vai te ajudar

10 de maio de 2024 - 7:10

Contribuinte que faz a declaração de terceiros pode receber autorização de acesso à declaração pré-preenchida deles; veja como funciona

IR 2024

Eles também precisam ser declarados! Saiba quais são os rendimentos isentos e não tributáveis no imposto de renda

9 de maio de 2024 - 7:44

Entre os principais rendimentos isentos estão pensões alimentícias, lucros e dividendos de empresas, indenização por rescisão de contrato de trabalho, além de rendimentos de aplicações financeiras. Confira como declará-los no imposto de renda 2024

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar