🔴 RENDA MÉDIA DE R$ 21 MIL POR MÊS COM 3 CLIQUES – SAIBA COMO

Cotações por TradingView
Carolina Gama
QUE MORDIDA!

Apple vê lucro cair pela primeira vez desde 2019 e ações caem em NY — saiba o que abocanhou um pedaço da maçã no 4T22

A receita da fabricante de iPhones, por sua vez, registrou a maior queda em base anual desde setembro de 2016

Carolina Gama
2 de fevereiro de 2023
18:40 - atualizado às 22:00
Apple
Imagem: Shutterstock

Em 2019, quando a Apple reportou pela última vez uma queda nos lucros, Wall Street só podia colocar a culpa na estagnação das vendas de smartphones. Desta vez, outros fatores abocanharam uma fatia da maçã.

Os bloqueios na China — que atrapalharam a produção do iPhone 14 Pro e do iPhone 14 Pro Max —, a queda da demanda por smartphones em meio à aceleração da inflação e o dólar mais forte são alguns dos motivos pelos quais a Apple viu seu lucro líquido cair 13% entre outubro e dezembro do ano passado na comparação com o mesmo período do ano anterior, para US$ 29,998 bilhões.

A receita, por sua vez, somou US$ 117,154 bilhões no período, um resultado 5,5% menor do que o obtido no mesmo trimestre de 2021 e também o pior desempenho desde 2016.

Ainda que os analistas e investidores já esperassem por resultados mais fracos, Wall Street penalizou as ações da Apple no after market em Nova York: os papéis AAPL chegaram a cair mais de 5% assim que os resultados foram anunciados. 

Um trimestre difícil

O trimestre representa uma perda significativa para a Apple — e a primeira baixa nos lucros em relação às projeções em quase sete anos.

A queda de recordes negativos não parou por aí: essa também foi apenas a segunda perda de receita da Apple desde agosto de 2017, com as vendas ficando mais de 3% abaixo das estimativas.

Veja como a Apple se saiu em relação às projeções da Refinitiv:

  • Lucro por ação: US$ 1,88 contra US$ 1,94 estimado, queda de 10,9% ano a ano;
  • Receita: US$ 117,15 bilhões contra US$ 121,10 bilhões estimados, queda de 5,5% ano a ano;
  • Receita do iPhone: US$ 65,78 bilhões contra US$ 68,29 bilhões estimados, queda de 8,17% ano a ano;
  • Receita do Mac: US$ 7,74 bilhões contra US$ 9,63 bilhões estimados, queda de 28,66% ano a ano;
  • Receita do iPad: US$ 9,40 bilhões contra US$ 7,76 bilhões estimados, alta de 29,66% ano a ano;
  • Receita de outros produtos: US$ 13,48 bilhões contra US$ 15,23 bilhões estimados, queda de 8,3% ano a ano;
  • Receita de serviços: US$ 20,77 bilhões contra US$ 20,67 bilhões estimados, alta de 6,4% em relação ao ano anterior;
  • Margem bruta: 42,96% versus 42,95% estimado.

"Como o valor na nova geração de iPhones manteve o mesmo ticket da anterior, a desaceleração é facilmente atribuída a uma queda nos volumes: com a recessão batendo na porta, não está fácil fazer o upgrade", diz Richard Camargo, analista da Empiricus.

Ele destaca que a única vertical de negócios a apresentar crescimento foi a de serviços, que compila as receitas da Apple Store, do iCloud e outros. "Nesta vertical, a Apple teve receitas de US$ 20,7 bilhões, crescimento de 6,5% na comparação anual", afirma.

  • Em dúvida sobre como investir? Faça o download GRATUITO do e-book Onde investir em 2023 e confira a opinião dos maiores especialistas do mercado financeiro sobre os ativos mais promissores para este ano. BAIXE AQUI

Apple avisou antes 

Durante a teleconferência de resultados do trimestre passado, o CFO da Apple, Luca Maestri, alertou que, embora o desempenho em 2022 fosse considerado bom, as coisas ficariam difíceis em 2023. 

Embora Maestri não tenha fornecido orientação específica para o período, citando “incerteza contínua em todo o mundo”, ele ofereceu uma pista sobre o que a Apple tem reservado para os próximos meses.

Especificamente, o executivo espera que o desempenho da receita desacelere na comparação anual. O principal problema, disse ele aos acionistas, é que a empresa espera quase 10 pontos percentuais de efeitos negativos do câmbio. 

As vendas de Mac, explicou ele, também “cairão substancialmente” em comparação com o crescimento que o negócio experimentou durante a pandemia.

A Apple não forneceu orientações para o atual trimestre encerrado em março. A empresa não fornece projeções desde 2020, em princípio citando a incerteza causada pela pandemia.

Compartilhe

DEPOIS DOS BALANÇOS

O pior já passou para a Americanas (AMER3)? CEO diz que varejista está “onde queria” neste momento — mas ainda falta muito para o equilíbrio

26 de fevereiro de 2024 - 15:01

Além dos resultados atrasados dos nove meses iniciais de 2023, a varejista anunciou que o plano de recuperação judicial foi homologado pela Justiça do Rio de Janeiro

U9

A China vai passar por cima da Ferrari? O novo supercarro elétrico da BYD que promete fazer o esportivo dos sonhos comer poeira

26 de fevereiro de 2024 - 14:31

A chinesa revelou neste fim de semana um novo supercarro elétrico que, segundo ela, pode atingir velocidades semelhantes às dos modelos de última geração produzidos por gigantes da indústria

PROBLEMAS NO PORTFÓLIO

Fiagro quer executar garantias de CRA após empresa de biocombustíveis pedir blindagem temporária de dívidas na Justiça

26 de fevereiro de 2024 - 13:28

O VCRA11 investe em títulos ligados à Brasil Bio Fuels, companhia que conseguiu uma tutela cautelar de urgência contra execução de dívidas

EM OUTRAS TERRAS

Vale (VALE3) vai receber US$ 160 milhões por venda de operação na Indonésia

26 de fevereiro de 2024 - 10:55

Após o fechamento da transação — algo que só deve acontecer no fim de 2024 —, subsidiária da Vale manterá exposição à PTVI como uma joint venture não operada

LOGÍSTICA EM FOCO

Sequoia (SEQL3) e Grupo Move3 recebem sinal verde do Cade para fusão

26 de fevereiro de 2024 - 9:03

A fusão aprovada pelo Cade cria um dos líderes no segmento de encomendas expressas e soluções logísticas no setor privado, de acordo com a Sequoia

Foguete não tem ré?

Petrobras (PETR4) bate 6 recordes em valor de mercado só em fevereiro e já vale R$ 571 bilhões; hora de vender as ações?

25 de fevereiro de 2024 - 17:19

Analistas explicam o bom desempenho da estatal na bolsa, mas acreditam que pode ser hora de reduzir a exposição no papel

óleo, gás e... fertilizantes

Petrobras (PETR4) anuncia aumento da produção com nova plataforma no pré-sal e religação de fábrica de fertilizantes

25 de fevereiro de 2024 - 13:00

Estatal divulgou a ida do navio-plataforma Marechal Duque de Caxias para o campo de Mero, na bacia de Santos, e a religação de uma fábrica de fertilizantes

Carta aos acionistas

Em carta anual aos acionistas, Warren Buffett elogia suas empresas favoritas, mas diz ver poucas oportunidades novas para investir

24 de fevereiro de 2024 - 16:39

Saiba quais são as queridinhas da carteira do megainvestidor, que tem ainda US$ 167,6 bi em caixa, mas não vê boas candidatas a novos investimentos

Warren Buffett

Berkshire Hathaway vê lucro operacional saltar 28% no 4T23 e bate recorde de caixa; veja os principais números da empresa em 2023

24 de fevereiro de 2024 - 15:36

Empresa do megainvestidor Warren Buffett está sentada sobre uma pilha de dinheiro de US$ 167,6 bilhões

Desceu quadrado

Para grandes credores da Light (LIGT3), não é possível aprovar novo plano de recuperação judicial da empresa

24 de fevereiro de 2024 - 14:54

Só os pequenos credores teriam apoiado novo plano de RJ da empresa, diz fonte; Light tem muitas debêntures na mão de pessoas físicas

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies