IPCA + 7,5%: receba esta e outras ofertas ‘premium’ de renda fixa no WhatsApp; clique aqui

Cotações por TradingView
2023-01-16T17:03:43-03:00
Carolina Gama
DO CHÃO NÃO PASSA

Moody’s rebaixa Americanas e coloca AMER3 a dois passos da pior nota de crédito de todas; saiba o que isso significa

A agência de classificação de risco cortou o rating de Ba2 para Caa3 e colocou a varejista em nova revisão para futuros rebaixamentos

16 de janeiro de 2023
17:03
fachada lojas americanas
Imagem: Divulgação

A agência de classificação de risco Moody’s rebaixou a nota de crédito da Americanas (AMER3) de Ba2 para Caa3 e colocou a varejista em revisão para futuros cortes. Com isso, a empresa ficou a um passo do grau altamente especulativo (Ca) e a dois da pior nota (C). Mas o que isso significa?

A divulgação do rombo de R$ 20 bilhões da empresa — que elevou a dívida para R$ 40 bilhões — colocou as principais agências de classificação de risco em estado de alerta. Fitch e S&P Global já haviam cortado a nota de crédito da Americanas na semana passada e nesta segunda-feira (16) foi a vez da Moody’s. 

O movimento simboliza a deterioração da capacidade da varejista de honrar dívidas e manter os negócios. 

O que diz a Moody’s sobre a Americanas

Na sexta-feira (13), a Americanas obteve uma liminar para suspender os efeitos de toda imposição contratual de vencimento antecipado de dívida ou obrigações relativas aos instrumentos financeiros do grupo. 

A Moody's acredita que, na ausência de um acordo com os credores para salvaguardar a liquidez, é provável que a empresa entre em recuperação judicial dentro de 30 dias a partir do anúncio. 

Durante o período de liminar, a agência espera que a Americanas apresente alternativas para melhorar sua estrutura de capital, incluindo a negociação de um possível aporte de seus acionistas de referência. 

Por dentro do rebaixamento 

De acordo com a Moody’s, o rebaixamento da nota de crédito da Americanas também reflete os maiores riscos de governança, em particular a falta de controles e transparência adequados, o que prejudica substancialmente a credibilidade da administração.

Além disso, a agência diz que a imposição do standstill aos credores segue uma forte deterioração da confiança e o aumento do risco de crédito com incertezas relacionadas ao nível de endividamento da Americanas e sua capacidade de servir essa dívida, além do aumento do risco de violação de cláusulas e aceleração da dívida na ausência do suspensão automática concedida em 13 de janeiro.

O standstill é um acordo formal que visa evitar o pedido de recuperação judicial ou a interposição de ações individuais, em busca da satisfação de um crédito.

A classificação de crédito da Americanas

Com as recentes mudanças das agências de classificação de risco, a nota de crédito da Americanas está assim:

  • Moodys: de Ba2 para Caa3
  • Fitch: de BB e para CC
  • S&P Global: de BB para B

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

maus ventos

O Brasil vai acabar? Inflação pode deixar de responder ao BC se Lula conseguir mudar meta, dizem gestores

31 de janeiro de 2023 - 21:24

Rodrigo Azevedo, da Ibiuna, e Felipe Guerra, da Legacy, estão com visão pessimista para o Brasil

DIA 31

Está confirmado: Lula vai para os EUA no dia 10 de fevereiro — veja o que ele vai discutir com Biden

31 de janeiro de 2023 - 20:06

Enquanto o encontro não chega, o petista tentou acalmar os ânimos dos investidores — que seguem desconfiados em relação à responsabilidade fiscal do novo governo

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Ibovespa sobe em meio ao caos de um interminável janeiro; o que afeta a bolsa nos próximos dias?

31 de janeiro de 2023 - 18:57

Veja tudo o que movimentou os mercados nesta terça-feira, incluindo os principais destaques do noticiário corporativo

MELHORES DO MÊS

Renascimento cripto: bitcoin (BTC) volta a brilhar, sobe mais de 30% e é disparado o melhor investimento de janeiro; títulos do Tesouro ficam na lanterna

31 de janeiro de 2023 - 18:46

As medalhas de prata e bronze foram para o ouro e para o Ibovespa, em um movimento de busca por segurança — e barganhas

ESTAGNOU?

Dividendos do Maxi Renda (MXRF11) não cresceram em 2022, mas os proventos destes outros três fundos imobiliários subiram mais de 50% — veja quais são

31 de janeiro de 2023 - 18:33

O melhor resultado foi obtido pelo Santander Papéis Imobiliários CDI (SADI11), com alta de 77,1%

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies