A AÇÃO QUE ESTÁ REVOLUCIONANDO A INFRAESTRUTURA DO BRASIL E PODE SUBIR 50%. BAIXE UM MATERIAL GRATUITO

2022-07-07T15:29:43-03:00
Carolina Gama
APROVADO!

Quem é Caio Mário Paes de Andrade, o quarto presidente da Petrobras (PETR4) no governo Bolsonaro — e o que ele vai enfrentar

A indicação recebeu luz verde do conselho de administração da estatal nesta segunda-feira (27); mandato vai até 13 de abril de 2023

27 de junho de 2022
14:17 - atualizado às 15:29
Caio Paes de Andrade, indicado a presidência da Petrobras (PETR3;PETR4)
Caio Mário Paes de Andrade, presidente da Petrobras - Imagem: Montagem / Divulgação

O conselho de administração da Petrobras (PETR4) aprovou nesta segunda-feira (27) Caio Mário Paes de Andrade como presidente-executivo da estatal por sete votos a três. Mas quem é ele?

Paes de Andrade é formado em Comunicação Social pela Universidade Paulista e tem cursos de pós-graduação em administração pelas norte-americanas Harvard University e Duke University. 

Com passagens por empresas de tecnologia da informação, ele migrou para a administração pública em 2019, quando assumiu a presidência do Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro).

Em agosto de 2020, Paes de Andrade assumiu o cargo de secretário especial de desburocratização do Ministério da Economia. 

Ele também é membro do Conselho de Administração da Embrapa e da Pré-Sal Petróleo S.A. (PPSA), estatal que administra o óleo lucro da União em campos produtores do pré-sal. Aí reside seu único contato mais claro com o setor de óleo e gás.

Paes de Andrade: uma indicação polêmica

Não bastasse todo embate entre o governo e a Petrobras (PETR4) em torno do aumento de preço dos combustíveis, a indicação de Paes de Andrade ainda deve enfrentar outros obstáculos. 

De acordo com fontes ouvidas pelo Broadcast, o currículo de Paes de Andrade não atenderia os requisitos do cargo. 

Além de não ter nenhuma relação com o setor de atuação da empresa que vai comandar, a formação do executivo também não atendeu às exigências da Petrobras, já que ele não teria concluído uma pós-graduação que consta na documentação.

Os desafios à frente da Petrobras (PETR4)

Paes de Andrade será o quarto presidente da Petrobras (PETR4) no governo Bolsonaro e terá pela frente o desafio de lidar com a pressão federal em relação ao aumento dos combustíveis e à política de preços da estatal, regida por um estatuto. 

Ele substituirá José Mauro Ferreira Coelho, que renunciou ao comando da empresa na segunda-feira (20) em meio, justamente, a essa queda de braço.

Crítico dos reajustes e atrás nas pesquisas de intenção de voto com vistas às eleições de outubro, Bolsonaro vem tentando mexer na direção da Petrobras na esperança de que os executivos evitem repassar a alta dos preços dos petróleo no mercado internacional. 

A política de preços, entretanto, é prerrogativa de uma empresa que tem no governo federal seu sócio majoritário, com amplo controle sobre o conselho de administração.

A intervenção nos preços dos combustíveis, porém, é vetada pelo estatuto da Petrobras, a menos que a estatal seja ressarcida pela União.

Nos últimos meses, a paridade com os preços internacionais do petróleo levou a empresa a promover uma série de reajustes.

O mais recente desses reajustes ocorreu durante o feriado de Corpus Christi. O preço médio de venda de gasolina para as distribuidoras subiu 5,2%. Já o do diesel aumentou 14,2%.

Ainda tem a CPI da Petrobras (PETR4) pela frente

A queda de braço entre o governo e a Petrobras (PETR4) em torno do aumento dos combustíveis não é o único desafio de Paes de Andrade no comando da estatal.

Depois do reajuste anunciado pela empresa no feriado, Bolsonaro propôs a criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar os seguidos reajustes.

Depois do anúncio do reajuste, o presidente disse ter conversado com o líder do governo na Câmara dos Deputados, Ricardo Barros (Progressistas-PR), e com o presidente da Casa, Arthur Lira (Progressistas-AL), para abrir uma CPI.

Bolsonaro e Lira chegaram a sugerir, inclusive, que a forte queda das ações da Petrobras no dia do reajuste mais recente deveu-se ao aumento dos preços. Segundo analistas de mercado, porém, os motivos foram os persistentes ruídos políticos e a queda do petróleo nos mercados internacionais.

O presidente tem defendido a instauração da CPI para investigar a formação de preços de combustíveis.

Desde 2016, a companhia segue os preços internacionais, já que importa petróleo para suprir a demanda interna. A política foi implementada durante o governo Michel Temer.

No início de junho, a Petrobras chegou a lançar um site exclusivamente dedicado a explicar como funciona sua atual política de preços.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

NOITE CRIPTO

Bitcoin (BTC) sente pressão do Fed e recua na semana, enquanto ethereum (ETH) sustenta alta impulsionada pela “The Merge”; entenda

18 de agosto de 2022 - 20:25

O ethereum (ETH) vence a letargia do mercado hoje ainda impulsionado pela The Merge, atualização que, segundo analista, foi enfim “descoberta” pelo mercado

ELEIÇÕES 2022

Bolsonaro aparece no retrovisor de Lula, mas petista ainda pode levar no primeiro turno, segundo Datafolha

18 de agosto de 2022 - 20:00

Essa é a primeira pesquisa de intenção de voto divulgada após o início oficial da campanha presidencial, que começou há dois dias

REBATEU FAKE NEWS

“Estou meio acostumada a tomar paulada”: Luiza Trajano fala sobre política, empreendedorismo e os desafios do Magalu (MGLU3)

18 de agosto de 2022 - 19:13

A empresária rebateu alguns dos principais boatos que envolvem o seu nome e comentou as perspectivas do varejo no TAG Summit 2022

MAIS UM PASSO

Unindo os jalecos: acionistas do Fleury (FLRY3) e Hermes Pardini (PARD3) aprovam a fusão entre as companhias

18 de agosto de 2022 - 19:12

Os acionistas de Fleury (FLRY3) e Hermes Pardini (PARD3) deram aval para a junção dos negócios das companhias; veja os detalhes

o melhor do seu dinheiro

Ibovespa faz o dever de casa, o futuro das petroleiras e quem vai ficar com Congonhas; confira os destaques do dia

18 de agosto de 2022 - 18:40

Passado o grande evento da semana — a divulgação de ontem (17) da ata da última reunião do Federal Reserve — os investidores tiveram pouco com o que trabalhar nesta quinta-feira (18), levando as bolsas globais a mais um dia de muita volatilidade.  A cautela inicial em Nova York e a subida dos juros futuros […]

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies