🔴 HERANÇA EM VIDA? NOVO EPISÓDIO DE A DINHEIRISTA! VEJA AQUI

Larissa Vitória
Larissa Vitória
É repórter do Seu Dinheiro. Formada em jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP), já passou pelo portal SpaceMoney e pelo departamento de imprensa do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT).
REBATEU FAKE NEWS

‘Estou meio acostumada a tomar paulada’: Luiza Trajano fala sobre política, empreendedorismo e os desafios do Magalu (MGLU3)

A empresária rebateu alguns dos principais boatos que envolvem o seu nome e comentou as perspectivas do varejo no TAG Summit 2022

Larissa Vitória
Larissa Vitória
18 de agosto de 2022
19:13 - atualizado às 16:57
Luiza Helena Trajano Magazine Luiza (MGLU3)
Brasil, São Paulo, SP, 21/05/2018. Retrato de Luiza Helena Trajano - Imagem: NILTON FUKUDA/ESTADÃO CONTEÚDO/AE

Luiza Trajano é conhecida pela sua atuação como presidente — e, depois, líder do conselho de administração — do Magazine Luiza (MGLU3); também é famosa por sua fortuna, que lhe garante a presença no rol das mulheres mais ricas do Brasil.

Mas a empresária também vê seu nome constantemente cercado de polêmicas. “Já estou até meio acostumada a tomar paulada”, declarou ela, nesta quinta-feira (18).

Luiza afirmou que circulam muitas fake news a seu respeito e rebateu alguns dos principais boatos que envolvem o seu nome durante participação no painel de encerramento do TAG Summit 2022. 

Luiza Trajano: política sem partido

Um dos rumores mais conhecidos e famosos no mercado é de que a empresária estaria ligada ao Partido dos Trabalhadores — e que teria recebido um convite para integrar a chapa do candidato à presidência Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

“O Lula nunca me chamou para ser vice-presidente. Mas todo mundo me chamou: o Ciro, o Kassab, eles precisavam de uma mulher”, esclareceu.

Luiza Trajano reforçou que nunca se filiou a partido político nenhum, mas sempre acreditou na união da sociedade civil.

A empresária ajudou a fundar e atualmente preside o Grupo Mulheres do Brasil. A associação, criada em 2013 por 40 mulheres vindas de diversos segmentos da economia, tem como meta principal a conquista de melhorias para o país.

Além disso, busca se tornar o maior grupo político suprapartidário do Brasil. “A gente não discute lado”, destacou Luiza.

Veja também - A apelo de Luiza Trajano teve motivo: Magalu (MGLU3) tem R$135 milhões de prejuizo no 2T22

Momento difícil para o varejo — e para o Magazine Luiza (MGLU3)

A presidente do conselho do Magazine Luiza também comentou o momento atual e as perspectivas para o varejo.

A empresária relembrou que, depois do governo, o setor é o que mais gera empregos no Brasil, mas, assim como outros segmentos econômicos, foi prejudicado pelo ciclo de alta da taxa Selic: “Além da inflação, nós saímos de um dígito de juros para dois dígitos muito rapidamente”.

O impacto dos desafios macroeconômicos podem ser observados nas finanças do Magazine Luiza no último trimestre. A varejista registrou prejuízo líquido de R$ 135 milhões, revertendo um lucro líquido de R$ 95,5 milhões obtido no mesmo período do ano anterior. 

Apesar disso, Luiza Trajano acredita que as perspectivas são positivas e que, a partir de agosto, será possível observar uma normalização do cenário.

“Temos que lutar mais e, por causa do custo financeiro maior, a margem é menor. Mas, mesmo assim, vamos crescer, porque o potencial do Brasil é muito grande”, afirmou.

Compartilhe

MERCADOS HOJE

Bolsa hoje: Ibovespa acelera ganhos com Petrobras (PETR4), Vale (VALE3) e recuperação de Wall Street; dólar tem leve queda

18 de abril de 2024 - 6:35

RESUMO DO DIA: Após mais de uma semana de quedas, o Ibovespa se livrar do sufoco com apoio do minério de ferro. Na agenda do dia, o exterior segue de olho nas reuniões de primavera do FMI e do Banco Mundial. O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, e o presidente do Banco Central, Roberto Campos […]

AÇÕES NO SHAPE

Smart Fit (SMFT3) vai virar “monstro”? Banco recomenda compra das ações e vê espaço para rede de academias dobrar de tamanho

17 de abril de 2024 - 15:25

Os analistas do JP Morgan calcularam um preço-alvo de R$ 31 para os papéis da Smart Fit (SMFT3), o que representa um potencial de alta da ordem de 30%

DESTAQUES DA BOLSA

Ozempic que se cuide! Empresa de biotecnologia faz parceria para distribuir caneta do emagrecimento no Brasil e ações disparam quase 40% 

17 de abril de 2024 - 14:03

Com o anúncio, a Biomm conquistou R$ 1,2 bilhão em valor de mercado na B3; a comercialização do similar do Ozempic deve ainda passar pelo crivo da Anvisa

MERCADOS HOJE

Bolsa hoje: Vale (VALE3) não é suficiente e Ibovespa fecha em queda na esteira de Nova York; dólar cai a R$ 5,24

17 de abril de 2024 - 6:49

RESUMO DO DIA: O Ibovespa até tentou interromper o ciclo de quedas com o forte avanço do minério de ferro e a prévia do PIB, mas o tom negativo de Nova York falou mais alto e arrastou o principal índice da bolsa brasileira. Com isso, o Ibovespa terminou o pregão em baixa de 0,17%, aos […]

REPORTAGEM ESPECIAL

O fracasso das empresas “sem dono” na B3. Por que o modelo das corporations vai mal na bolsa brasileira

16 de abril de 2024 - 15:54

São vários exemplos e de inúmeros setores de companhias sem uma estrutura de controle que passaram por graves problemas ou simplesmente fracassaram

MAIS 11 ATIVOS PARA A CONTA

Fundo imobiliário BTLG11 fecha acordo de quase R$ 2 bilhões por portfólio de imóveis em SP

16 de abril de 2024 - 11:36

O FII deve adquirir 11 ativos, com cerca de 550 mil metros quadrados prontos e performados

SÉRIE A DA B3

Auren (AURE3) fica de fora da segunda prévia do Ibovespa, que agora conta com a entrada de apenas uma ação

16 de abril de 2024 - 10:32

Se a previsão se confirmar, a carteira do Ibovespa contará com 87 ações de 84 empresas a partir de maio

MERCADOS HOJE

Bolsa hoje: Ibovespa cai pela quinta vez seguida pressionado por juros nos EUA e questão fiscal; dólar fecha no maior nível em 13 meses, a R$ 5,26

16 de abril de 2024 - 6:33

RESUMO DO DIA: A perspectiva de juros elevados por mais tempo nos Estados Unidos ganhou força mais uma vez e, combinada com a preocupação com o cenário fiscal doméstico, gerou mais lenha para a bolsa brasileira aumentar as cinzas. Pela quinta vez consecutiva, o Ibovespa terminou o dia no vermelho, com queda de 0,75%, aos […]

MERCADOS HOJE

Bolsas hoje: Ibovespa recua com pressão de bancos e Wall Street no vermelho; dólar sobe a R$ 5,18

15 de abril de 2024 - 6:43

RESUMO DO DIA: O Ibovespa terminou a sessão desta segunda-feira (15) no vermelho, pressionado pelo desempenho dos bancos, que recuaram em meio à crescente aversão ao risco no mercado hoje. O principal índice de ações da B3 fechou o pregão em baixa de 0,49%, aos 125.333 pontos. Já o dólar à vista avançou 1,25%, aos […]

ANOTE NO CALENDÁRIO

Agenda econômica: Prévia do PIB no Brasil e balanços nos EUA são destaque junto com Livro Bege nos próximos dias

15 de abril de 2024 - 6:20

As reuniões do FMI ao longo da semana permanecem no radar, com discussões focadas na estabilidade financeira global e nas estratégias para enfrentar as incertezas econômicas

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar