2022-01-16T15:04:04-03:00
DA REALIDADE PARA O NOVO DIGITAL

Walmart no metaverso: gigante do varejo dos EUA vai fabricar e vender no mundo virtual; entenda

Para ter um pé nesse universo, Nike e marcas de vestuário como Urban Outfitters, Ralph Lauren e Abercrombie & Fitch também entram com pedidos de marca registrada

16 de janeiro de 2022
15:03 - atualizado às 15:04
Walmart - Imagem: Shutterstock

A experiência de compra dos norte-americanos está cada vez mais perto de entrar em um novo patamar, o do metaverso. O Walmart deu sinais de que vai se aventurar nesse mundo virtual com planos de criar sua própria criptomoeda e coleção de tokens não fungíveis, ou NFTs.

A gigante do varejo norte-americano registrou várias novas marcas no final do mês passado que indicam sua intenção de fabricar e vender bens virtuais, incluindo eletrônicos, decoração de casa, brinquedos, artigos esportivos e produtos de higiene pessoal. 

Em um documento separado daqueles enviados ao Escritório de Patentes e Marcas Registradas dos Estados Unidos, o Walmart disse que ofereceria ainda aos usuários uma moeda virtual, além de NFTs. Saiba o que é e como surgiu o NFT.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Clique aqui e receba a nossa newsletter diariamente

O Walmart não está sozinho

A Nike apresentou uma série de pedidos de marca registrada no início de novembro, que previam seus planos de vender tênis e roupas de marca virtual. 

Mais tarde naquele mês, empresa a disse que estava se unindo à Roblox para criar um mundo online chamado Nikeland. Em dezembro, comprou a empresa de tênis virtual RTFKT por um valor não divulgado.

A Gap também começou a vender NFTs de seus icônicos moletons com logotipo. A fabricante de vestuário disse que seus NFTs terão preços em níveis que variam de US$ 8,30 a US$ 415, e vêm com um capuz físico.

Nas últimas semanas, outras varejistas de vestuário como Urban Outfitters, Ralph Lauren e Abercrombie & Fitch também registraram marcas detalhando suas intenções de abrir algum tipo de loja virtual.

Cervejinha online

O metaverso não está sendo invadido apenas pelos grandes nomes do varejo internacional. Marcas de bebidas também começam a se aventurar por esse universo.

Conhecida por patrocinar pistas de corrida de cavalo premium,a Stella Artois adaptou esse conceito e apostou no patrocínio dentro de jogos online de corridas de cavalo.

Para tornar isso possível, a marca fechou uma parceria com a Zed Run, plataforma baseada em blockchain.

Parques da Disney

Na última semana de dezembro, a Disney Enterprises teve aprovada uma patente de simulador de mundo virtual. A tecnologia projetaria imagens 3D e efeitos virtuais em espaços físicos, de acordo com o Escritório de Patentes dos Estados Unidos. Confira detalhes de como os fãs da Disney poderão desfrutar do metaverso durante suas visitas aos parques.

*Com informações da CNBC

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Clique aqui e receba a nossa newsletter diariamente
Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

NOVO MODELO DE NEGÓCIOS

Varejo adota ‘loja-contêiner’ para fugir dos custos de shoppings e aluguéis; conheça o que são os estabelecimentos modulares

A estreante no formato é a Chilli Beans, de óculos de sol. “Acho que não teria uma Eco Chilli se não houvesse pandemia”, afirma o CEO, Caito Maia

NÃO MEXE NO MEU QUEIJO

Membros do mercado financeiro defendem Lei das Estatais em documento enviado ao ao Congresso; revogação seria ‘retrocesso’

O texto também cita o relatório de 2020 em que a OCDE afirma que a Lei das Estatais deixou os conselhos de empresas públicas mais independentes de interferências

NESTA SEGUNDA-FEIRA

Governador de São Paulo fará coletiva nesta segunda-feira após Bolsonaro aprovar isenção do ICMS sem garantia de compensação aos estados

O presidente da República vetou o fundo de ajuda aos estados após sancionar o teto do imposto estadual

SEU DOMINGO EM CRIPTO

‘Compre na baixa’ anima e bitcoin (BTC) busca os US$ 22 mil; criptomoedas aguardam semana de olho no Fed

Entre os destaques da próxima semana estão o avanço dos juros nos Estados Unidos e um possível default da Rússia

DE OLHO NO FUTURO

Goldman Sachs quer entrar no mundo da ‘renda fixa’ em criptomoedas e lidera grupo para comprar a Celsius por US$ 2 bilhões

O staking vem crescendo nos últimos meses e é motivo de certa preocupação após o caso da Celsius — e o banco de Wall Street quer um pedaço dele