Insights de investimento, análises de mercado e muito mais! Siga o Seu Dinheiro no Instagram

2022-04-19T13:31:37-03:00
Liliane de Lima
É repórter do Seu Dinheiro. Jornalista formada pela PUC-SP.
CARREIRAS

Trabalho híbrido ou home office? Saiba qual o modelo ideal de trabalho para funcionários e chefes — e o que concluiu um estudo de Harvard

O modelo de trabalho híbrido é o preferido dos colaboradores; estudo de Havard aponta que o ideal é ir um ou dois dias ao escritório por semana

19 de abril de 2022
13:31
Mulher trabalha em computador de casa
Imagem: Shutterstock

A flexibilidade da carga horária e do modelo de trabalho nunca foi tão relevante quanto agora.  Com a experiência de poder trabalhar em casa ou em qualquer outro lugar que não seja no escritório, o retorno às atividades presenciais tem sido tema de debate. 

Uma pesquisa da PwC e PageGroup Brasil mostra que os funcionários estão satisfeitos com o home office adotado em larga escala durante a pandemia. Já os chefes, nem tanto. 

Segundo o estudo “Modelos de Trabalho Pós-Pandemia”, 67% dos liderados preferem regime integral de home office ou regime híbrido.

Já para quem possui cargos de chefia, a preferência cai para 58%, de acordo com a  pesquisa, que entrevistou 289 executivos e 633 colaboradores, entre 17 de janeiro e 4 de fevereiro. 

Ir ao escritório cinco vezes por semana? Não, obrigado

O regime totalmente presencial não deve retornar como no contexto pré-pandemia, e nesse ponto chefes e empregados concordam.

Apenas 35% dos executivos possuem a preferência de ir três ou mais vezes ao escritório ou o trabalho presencial. Já entre os colaboradores, essa expectativa cai para 23% dos entrevistados. 

“O percentual de quem prefere home office integral ou o regime híbrido com um ou dois dias da semana no escritório é maior na faixa dos que estão há um ou dois anos na empresa do que na de quem está há mais de sete anos”, aponta o estudo. 

Além disso, quem prefere o trabalho no formato híbrido com mais de três idas ao escritório são os que possuem pouco tempo na empresa. 

O modelo totalmente remoto é preferido entre os colaboradores brasileiros mais novos, segundo a pesquisa da PwC e PageGroup. Cerca de 64% dos funcionários entre 27 e 18 anos preferem trabalhar fora do escritório. 

Já os que possuem 28 anos ou mais de idade, tendem a preferir o modelo híbrido ou presencial: cerca de 28% dos nascidos entre 1980 e 1994 (geração Y); 22% dos nascidos entre 1961 e 1979 (geração X) e 20% dos Baby Boomers — nascidos entre 1945 e 1960.

No início do ano,  44,3% dos colaboradores brasileiros estavam trabalhando na modalidade híbrida ou mista, ainda de acordo com a pesquisa. 

Quantos dias por semana é ideal ir ao escritório? Harvard responde

Preferências à parte, qual o modelo ideal de trabalho? Os acadêmicos de Harvard entraram em campo, quer dizer, no escritório, em busca da resposta.

A conclusão do estudo, divulgado nesta semana pela Bloomberg, é que apenas um ou dois dias no escritório é a configuração ideal para o trabalho híbrido.

A pesquisa contou com 130 funcionários administrativos das principais empresas norte-americanas. Os colaboradores foram divididos em três grupos — um integralmente em trabalho presencial, outro em home office e o “intermediário”, no modelo híbrido — e avaliados durante nove semanas.  

O estudo de Harvard  analisou mais de 30 mil e-mails enviados pelos funcionários participantes. Como resultado, o grupo híbrido teve um desempenho melhor e obteve melhores avaliações de seus líderes do que aqueles que estavam integralmente em casa ou no escritório. 

Prithwiraj Choudhury, professor e co-autor da pesquisa de Havard, afirmou que “o trabalho híbrido é plausivelmente o ponto ideal. [...] É o modelo que pode oferecer o melhor dos dois mundos” — presencial e home office. 

Leia também

*Com informações de Bloomberg

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

NOITE CRIPTO

Bitcoin (BTC) retoma parte do fôlego, mas ainda segue abaixo dos US$ 30 mil; confira o que mexe com as criptomoedas

O mercado global de ativos digitais já perdeu mais de US$ 1 trilhão em valor desde o início do grande inverno cripto

PASSARINHO NA GAIOLA

E agora Elon Musk? Acionistas entram com ação contra o bilionário e o Twitter (TWTR34); saiba o motivo

A plataforma também está sendo alvo do processo, que envolve denúncias de uso de informação privilegiada no âmbito da oferta de compra da empresa

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

O copo meio cheio do Ibovespa, a nova chance da Cielo (CIEL3) e o retorno da Terra (LUNA); confira os destaques do dia

A possibilidade de que o Federal Reserve seja obrigado a manter o ritmo do aperto monetário ajudaram os ativos de risco nesta quinta-feira

ELEIÇÕES DE 2022

Distância entre Lula e Bolsonaro aumenta para 21 pontos na nova pesquisa Datafolha; confira as intenções de voto

Instituto destaca que o levantamento anterior, feito em 22 e 23 de março, tinha cenários distintos, excluindo pré-candidatos que deixaram a disputa e adicionando nomes que passaram a ser apresentados pelos partidos

FECHAMENTO DO DIA

Dólar cai abaixo dos R$ 4,80 e Ibovespa sobe 1% com sinais de fraqueza da economia americana; entenda a razão

O Ibovespa reagiu ao bom desempenho dos ativos no exterior após os investidores entenderem que o Fed deve segurar o aperto monetário

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies