O melhor time de jornalistas e analistas do Telegram! Inscreva-se agora e libere a sua vaga

2022-03-30T10:52:22-03:00
Liliane de Lima
É repórter do Seu Dinheiro. Jornalista formada pela PUC-SP.
APÓS PRESSÃO...

LinkedIn altera política e passa a permitir o anúncio de vagas destinadas a negros e indígenas

A plataforma LinkedIn foi alvo de notificações do Procon-SP e do Ministério Público por excluir vaga afirmativa, na semana passada

30 de março de 2022
10:52
plataforma de empregos linkedin
Imagem: Souvik Banerjee/Unsplash

O LinkedIn, rede social para uso profissional, alterou a política de divulgação de empregos e passou a permitir o anúncio de vagas afirmativas — destinadas preferencialmente para negros, indígenas, mulheres, pessoas com deficiência e LGBTQIA+. 

A rede social esteve envolvida em polêmica na última semana após derrubar uma vaga que dava preferência à candidatura de negros e indígenas no Centro de Análise de Liberdade e do Autoriotarismo (Laut). 

Mas o caso da Laut não foi inédito. A Natura&Co informou que já teve uma vaga afirmativa excluída pelo LinkedIn. A companhia de cosméticos liderou o “Manifesto empresarial em defesa da ação afirmativa”, em apoio a ação, protocolada no último dia 24, pela Educafro e pelo Centro Santos Dias de Direitos Humanos.

As organizações não governamentais pedem indenização de R$ 10 milhões por danos morais coletivos. Alvo de notificações do Procon-SP e do Ministério Público, a plataforma anunciou a mudança nesta terça-feira, 29.

“Atualizamos nossa política global de anúncios de vagas para permitir a divulgação de publicações que expressem preferência por profissionais de grupos historicamente desfavorecidos na contratação em países onde esta prática é considerada legal”, afirmou em nota. 

Ainda no informe, a plataforma “agradeceu o feedback” e pontuou que “fazer a coisa certa é importante e estamos comprometidos em continuar aprendendo e melhorando”. 

Leia também

Derrubada de vagas afirmativas

O anúncio de vagas afirmativas, embora sejam legais e regulamentadas pela Lei de Cotas, ainda é alvo de polêmicas. O LinkedIn, por exemplo, não previa esse tipo de política nas publicações de oportunidades disponibilizadas na plataforma. 

“A nossa política diz que ‘O LinkedIn proíbe a discriminação em anúncios de emprego com base em características protegidas, como idade, sexo, deficiência, etnia, raça e orientação sexual”, explicou o diretor-geral da plataforma na América Latina, Milton Beck, ao Estadão. 

Ele acrescentou que: “no entanto, em uma jurisdição onde isso seja legalmente aceito, o LinkedIn pode permitir anúncios cuja linguagem expressa preferência por pessoas e grupos historicamente desfavorecidos”. “A nossa política agora se alinha com o que é esperado pelos nossos usuários, clientes e a sociedade em geral.” 

Importância das vagas afirmativas

O reitor da Faculdade Zumbi dos Palmares, José Vicente, avalia que as políticas afirmativas “são indispensáveis sobretudo num país marcado pela exclusão, pela desigualdade racial e sobretudo pela manifesta intensidade do racismo nas relações sociais e nas relações do mercado de trabalho”. 

“Em qualquer país, elas [políticas afirmativas] são importantes para garantir a representação, a pluralidade e a diversidade, e num país como o nosso, que tradicionalmente é excludente por conta do racismo estrutural, é indispensável. Sem elas, a gente continuará com o mesmo panorama que nós temos hoje, ou seja, 54% da população de negros e você não tem negros nas empresas”, acrescentou, em entrevista à Agência Brasil. 

  • IMPORTANTE: liberamos um guia gratuito com tudo que você precisa para declarar o Imposto de Renda 2022; acesse pelo link da bio do nosso Instagram e aproveite para nos seguir. Basta clicar aqui  

Leia também

*Com informações de Estadão e Agência Brasil 

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

'PERGUNTA PRO SACHSIDA'

Bolsonaro se pronuncia sobre ‘fritura’ e possível substituição do presidente da Petrobras (PETR4)

Bolsonaro voltou a dizer que “ninguém vai tabelar preço de combustível”, mas afirmou que a “finalidade social” da Petrobras não está sendo cumprida

BAIXOU A PREVISÃO

Magazine Luiza (MGLU3) rebaixado: JP Morgan corta previsão para ações antes do balanço de amanhã, mas projeção ainda é de alta de quase 50%; entenda motivos

O cenário de alta dos juros deve pressionar o varejo, mas o JP Morgan entende que a empresa está bem posicionada no setor

ESFRIOU

Ano deve ter queda de fusões e aquisições, mas 2022 conta com negócios de grante porte até o momento; relembre algumas delas

Entre os fatores que causaram essa freada, estão a guerra entre Rússia e Ucrânia e a expectativa de desaceleração na China, após lockdowns para conterdos casos de covid

SEU DIA EM CRIPTO

Terra (LUNA) não acompanha recuperação do bitcoin (BTC) neste domingo; criptomoedas tentam começar semana com pé direito

Mesmo com a retomada de hoje, as criptomoedas acumulam perdas de mais de dois dígitos nos últimos sete dias

A COISA VAI ESQUENTAR

Novo capítulo da guerra? Vizinhos da Rússia, Finlândia e Suécia devem se juntar à Otan e tensão na região aumenta

Vladimir Putin, presidente russo, já havia dito que a entrada dos países na Organização exigiria retaliações

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies