🔴 3 ações para LUCRAR com a SELIC em alta: clique aqui e descubra quais são

2022-05-27T01:24:05-03:00
Camille Lima
NEGÓCIO FICOU CARO

Enjoei (ENJU3) deu pra trás na compra da Gringa, de Fiorella Mattheis; por que o brechó desistiu do mercado de luxo?

Após ENJU3 despencar quase 80% na B3 desde o IPO, acionistas da empresa decidiram que era melhor usar o direito de recesso do que manter a fatia na empresa, quebrando uma das condições estipuladas no contrato

23 de maio de 2022
10:31 - atualizado às 1:24
Enjoei (ENJU3) desiste de compra da Griga, de Fiorella Mattheis
Enjoei (ENJU3) desiste de compra da Griga, de Fiorella Mattheis - Imagem: Divulgação

Os holofotes já estavam preparados para a estreia do Enjoei (ENJU3) na mesma tapeçaria vermelha — e gringa — que a atriz Fiorella Mattheis. Mas a caminhada de fama e luxo da empresa mal começou e já chegou ao fim.

Estava tudo certo para a entrada da plataforma no mundo de artigos de luxo usados, com a compra do brechó chique Gringa, de Fiorella, em dezembro passado. Esta seria, inclusive, a primeira aquisição do Enjoei desde o IPO em 2020.

O negócio foi avaliado em R$ 14,25 milhões, que seriam desembolsados em duas parcelas anuais. Mas ninguém gosta de negociar uma coisa e pagar mais caro no final, muito menos o Enjoei, que decidiu “dar para trás” no acordo.

Por que o Enjoei deu para trás?

Como em todo contrato, existem condições a serem cumpridas antes de o negócio ser concluído. A questão é que, na aquisição da Gringa, uma das condições estipuladas pelo Enjoei não foi atingida.

Deixe-me explicar. A compra da plataforma de Fiorella Mattheis abriu o chamado direito de recesso.

Em português mais claro, isso significa que o Enjoei deveria reembolsar, pelo valor patrimonial da ação, seus acionistas que não concordassem com a transação.

O negócio com a Gringa estabelecia que a retirada dos investidores não passasse de R$ 1,5 milhão. Porém, muitos acionistas decidiram que era melhor resgatar o dinheiro do que manter sua fatia no Enjoei (ENJU3).

Ou seja, além de pagar os R$ 14,25 milhões pela empresa de Fiorella Mattheis, a companhia ainda teria que desembolsar mais de um milhão de reais para devolver o dinheiro dos acionistas.

Mas o acordo não chegou ao fim de fato. O Enjoei afirmou que ainda pretende retomar as discussões junto aos acionistas da Gringa para encontrar alternativas para a combinação de negócios de forma que atenda aos interesses de ambas as partes.

Por que os acionistas usaram o direito de recesso?

O direito de os acionistas pedirem o dinheiro de volta em caso de aquisições como a realizada pelo Enjoei está previsto na Lei das S/A, mas quase nunca é usado porque o valor patrimonial da ação costuma ser menor do que as cotações na bolsa.

Ou seja, vale mais a pena para o investidor simplesmente vender seus papéis no mercado do que exercer o direito, caso ele não queira continuar sócio da empresa após a transação.

Mas não é de se estranhar que os acionistas do Enjoei tenham decidido que valia mais a pena receber o valor inicial de volta do que vender os papéis depois da conclusão do negócio.

Isso porque as ações do Enjoei despencaram tanto na bolsa de valores que agora a cotação na B3 e o valor patrimonial dos papéis estão equilibrados.

Afinal, desde a abertura de capital da plataforma em 2020, as ações ENJU3 acumularam desvalorização de 79,9%. Só em 2022, a queda somou 23,1%.

Hoje, os papéis caem forte. Por volta das 11h15 desta segunda-feira (23), ENJU3 recuava 5,94%, negociada a R$ 2,06.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

GALINHA DOS OVOS DE OURO

Subsidiária da MRV (MRVE3) nos EUA garante mais de R$ 1 bilhão para construtora com venda de empreendimentos na Flórida

A Resia vendeu dois conjuntos localizados na Flóridas e a negociação rendeu cerca de R$ 375 milhões aos cofres da incorporadora

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

A quadrilha triste do Ibovespa e o nascimento de uma nova gigante; confira os destaques do dia

O mês de junho vai chegando ao fim, mas o mercado financeiro parece longe de se juntar às alegres festividades juninas espalhadas pelo país.  Na B3 e em Wall Street, os investidores dançam uma quadrilha pra lá de triste e cheia de obstáculos.  Não estamos falando de uma ponte quebrada, uma cobra perdida ou uma […]

FECHAMENTO DO DIA

Ibovespa despenca mais de 11% e tem o pior mês desde março de 2020; dólar sobe a R$ 5,23

O início do aperto monetário do Federal Reserve levou os ativos globais a ter um semestre para esquecer – e o Ibovespa não escapou disso

Proventos

Dividendos: Rede D’Or (RDOR3) e Raia Drogasil (RADL3) vão distribuir quase R$ 300 milhões em juros sobre capital próprio; veja detalhes

Pagamento de nova leva de proventos aos acionistas está previsto para o dia 16 de julho, no caso da Rede D’Or

ALTAS E BAIXAS

Destaques da bolsa: Fleury (FLRY3) e Hermes Pardini (PARD3) disparam com fusão; TC (TRAD3) e Light (LIGT3) despencam

A nova consolidação no setor de saúde mexeu com o segmento nesta quinta; a renúncia do CEO da Light pesou sobre as ações da empresa

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies