🔴 RECEBA ANÁLISES DE MERCADO DIÁRIAS: CLIQUE AQUI E SIGA O SEU DINHEIRO NO INSTAGRAM

2022-06-06T15:14:40-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
DIREITOS AUTORAIS

Enquanto Maverick bomba nos cinemas, Paramount é processada pelo uso do termo ‘Top Gun’

Família do autor cujo artigo inspirou o filme ‘Top Gun’, de 1986, pede indenização por danos não especificados e parte dos lucros de ‘Maverick’

6 de junho de 2022
14:53 - atualizado às 15:14
O ator Tom Cruise no filme Top Gun: Maverick, da Paramount Pictures
Tom Cruise estrela 'Top Gun: Maverick'. Imagem: Reprodução YouTube

O sucesso de “Top Gun: Maverick” é estrondoso. O longa-metragem estrelado por Tom Cruise nem completou duas semanas em cartaz e já faturou US$ 546 milhões. Se convertida em real, a cifra ultrapassa R$ 2,6 bilhões.

E já tem gente de olho no êxito mundial do filme, qualificado como “ridiculamente, exageradamente fantástico", por Chris Aronson, presidente de distribuição da Paramount nos Estados Unidos.

A família do autor cujo artigo inspirou o filme original, “Top Gun”, de 1986, está processando a Paramount Pictures por violação de direitos autorais.

Segundo os herdeiros do autor, a Paramount não recomprou os direitos sobre o artigo “Top Guns”, publicado por Ehud Yonay em 1983 na revista California.

Os pleiteantes são Shosh Yonay, viúva de Ehud, e Yuval, filho do casal. Ehud Yonay morreu em 2012.

A família reivindica indenização por danos não especificados, incluindo participação nos lucros de “Top Gun: Maverick”. Os herdeiros também querem impedir o estúdio de distribuir o filme e de produzir novas sequências.

Datas devem ter impacto no desfecho do caso envolvendo ‘Top Gun: Maverick’

Segundo juristas consultados pela CNBC, as datas envolvendo a produção serão fundamentais para o desfecho do caso.

“Top Gun: Maverick” começou a ser filmado em maio de 2018. O lançamento estava originalmente programado para 2019. Atrasos na produção adiaram para 2020 a chegada do filme aos cinemas.

E então veio o coronavírus. Uma sucessão de adiamentos derivados da pandemia de covid-19 fez com que o filme entrasse em cartaz somente no fim de maio de 2022.

Em janeiro de 2018, Shosh e Yuval Yonay notificaram a Paramount, avisando que pretendiam reivindicar os direitos autorais depois que estes expirassem, no fim de 2019.

A família baseia-se na alegação de que a produção não terminou em 2019, quando o acordo anterior ainda era válido, mas em maio de 2021.

Entretanto, as informações sobre quando a produção foi concluída não são claras. A Paramount ainda não se pronunciou sobre as datas. Nem sobre o processo em si.

  • ‘MULTIPLICOU PARTE DO FGTS EM MAIS DE 24 VEZES’: é isso que aconteceu com quem investiu parte do FGTS em Petrobras (PETR3) e Vale (VALE3) quando o governo permitiu. Agora com a Eletrobras, será que isso pode acontecer de novo? Baixe agora um relatório sobre a oportunidade que se abriu a empresa de energia elétrica e veja se isso pode se repetir. Basta clicar aqui.

*Com informações da CNBC.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

SEM ACORDO

Greve do BC termina na data marcada; paralisação durou 95 dias

5 de julho de 2022

Os servidores do Banco Central cruzaram os braços em abril e reivindicavam reajuste salarial e reestruturação da carreira — demandas que não foram atendidas a tempo

ELEIÇÕES 2022

Pode isso, Arnaldo? Lula critica orçamento secreto enquanto oposição discute divisão das verbas em 2023

5 de julho de 2022

O orçamento secreto envolve a distribuição, sem transparência, de recursos federais a redutos eleitorais de deputados e senadores. O governo usa os pagamentos para comprar apoio político no Congresso.

DE NOVO?

A crise não acabou na Loft: startup faz nova demissão em massa e corte atinge cerca de 380 funcionários

5 de julho de 2022

Segundo a empresa, o novo corte acontece em razão da “reorganização” dos negócios. Em abril, a Loft demitiu cerca de 159 funcionários

A BOLSA COMO ELA É

Isso também vai passar: Entenda por que é hora de aproveitar a baixa do mercado para investir em ações da bolsa

5 de julho de 2022

O Ibovespa negocia aos menores múltiplos desde 2008. Portanto, se ainda não começou a investir, este é um ótimo momento para começar

DESTRONADA

Passa a coroa pra cá, Musk! Tesla perde posto de maior vendedora de carros elétricos do mundo para chinesa apoiada por Warren Buffett

5 de julho de 2022

Enquanto a asiática BYD vendeu 641 mil veículos elétricos no primeiro semestre de 2022, a Tesla entregou apenas 564 mil automóveis

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies