O melhor time de jornalistas e analistas do Telegram! Inscreva-se agora e libere a sua vaga

2022-02-10T12:33:08-03:00
INQUILINOS X PROPRIETÁRIOS

A inflação do aluguel é bem menor do que você pensa, de acordo com um novo índice da FGV

Segundo o novo índice da instituição, o Ivar, quem mora de aluguel em São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre e Belo Horizonte viu os preços subirem 1,23% nos últimos doze meses, bem abaixo do IGP-M

10 de fevereiro de 2022
12:33
Aluguel
Imagem: Shutterstock

Quem mora de aluguel certamente está assustado com a disparada do IGP-M, índice de referência para o reajuste dos contratos.

Mas, segundo um novo indicador criado pela Fundação Getulio Vargas (Ibre/FGV) para calcular a variação nacional dos preços, a alta das prestações foi bem menor.

Os aluguéis residenciais ficaram 1,23% mais caros nos 12 meses terminados em janeiro, de acordo com o Índice de Variação de Aluguéis Residenciais (Ivar). Trata-se de um aumento bem menor que o do IGP-M, que subiu 16,91% no período, e também da alta de 10,38% do IPCA.

Em 2021, o Ivar fechou com queda de 0,61%, depois de ter subido 4,08% em 2020. 

No acumulado em 12 meses até janeiro, os aluguéis ficaram mais caros nas quatro capitais pesquisadas pelo novo índice da FGV.

A taxa subiu 0,40% em São Paulo. No Rio de Janeiro, teve alta de 1,85%. Em Porto Alegre, saltou 0,84%. Em Belo Horizonte, avançou 3,69%.

Altas em janeiro

Em janeiro, a taxa acelerou em relação a dezembro e avançou 1,86% em janeiro, também com salto nas capitais apuradas.

Em São Paulo, o aluguel residencial subiu de 0,48% em dezembro para um salto de 2,45% em janeiro. 

Enquanto isso, no Rio, o índice passou de alta de 1,03% em dezembro para expansão de 1,30% em janeiro; em Belo Horizonte, passou de 1,17% para 2,08%; e, em Porto Alegre, de 0,43% para 1,06%.

O Ivar

A FGV decidiu lançar o Ivar no mês passado para medir a evolução mensal dos valores de aluguéis residenciais do mercado de imóveis no Brasil.

O novo índice conta com informações dos contratos assinados entre locadores e locatários com a intermediação de empresas administradoras de imóveis.

Antes, a instituição reunia suas informações através de anúncios de imóveis residenciais para locação, e não os valores reais negociados, como faz agora.

*Com informações do Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

MADE IN CHINA

Shopee, Shein e AliExpress livre de taxas? Bolsonaro diz que sim e Guedes diz que não!

Chefe do Executivo volta a contrariar o ministro da Economia, Paulo Guedes, que na última semana defendeu o digitax — um imposto que seria aplicado em compras online de fornecedores estrangeiros

BYE BYE GOVERNO!

Privatização vem aí: conselho do PPI altera regras da capitalização da Eletrobras (ELET3); saiba por que mudou

O TCU aprovou na sessão de quarta-feira (18) o processo de privatização da companhia — a proposta do relator venceu por 7 votos a favor e 1 contra

NOVO SHAPE

Da academia pra carteira: Smart Fit (SMFT3) tem potencial de alta de 34%, diz Itaú BBA — saiba se é hora de comprar

Depois do confinamento provocado pela covid-19, a indústria fitness enfrenta agora um cenário desafiador, com inflação alta, segundo o banco de investimentos

SEM LIMITE

STF nega impor prazo a Lira para análise de pedidos de impeachment de Bolsonaro

O chefe do Executivo é alvo de mais de 140 solicitações de impedimento; entenda a decisão da corte máxima

VAI TER DISNEY?

Dólar acumula desvalorização de 12,59% frente ao real no ano — veja o que mexe com o mercado de câmbio

A moeda norte-americana teve o pior desempenho semanal em quase dois meses, quando levou um tombo de mais de 5%

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies