⚠️ DIVIDENDOS EM RISCO? Lula e Bolsonaro querem taxar seus proventos e podem atacar sua renda extra em 2023. Saiba mais aqui

2022-09-16T10:08:04-03:00
Renan Sousa
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo e SpaceMoney. Twitter: @RenanSSousa1
CRÍTICAS SEVERAS

Ethereum pós The Merge: criptomoeda cai 8% e recebe críticas do mercado sobre centralização em 3 entidades; entenda

A migração do sistema PoW para PoS abriu um debate sobre uma maior centralização da rede — o que vai na contramão do princípio básico de qualquer criptomoeda

16 de setembro de 2022
10:07 - atualizado às 10:08
O The Merge está ameaçado Atualização do ethereum (ETH), segunda maior criptomoeda do mundo, deve acontecer no segundo semestre
Confira o que movimenta o preço do ethereum hoje. Imagem: Shutterstock

O The Merge foi estabelecido com sucesso e comemorado nas redes sociais pelos entusiastas de criptomoedas. Entretanto, o otimismo não durou muito. Em menos de 24 horas as pressões sobre o ethereum (ETH) já começaram a aparecer.

Isso porque a migração do sistema de proof-of-work (PoW, a prova de trabalho) para proof-of-stake (PoS, a prova de participação) abriu um debate sobre uma maior centralização da rede — o que vai na contramão do princípio básico de qualquer criptomoeda.

E isso se refletiu na penalização dos preços dos tokens. Por volta das 9h30, o ethereum recuava 8,06%, cotado a US$ 1.463,30. Nos últimos sete dias, o recuo chega a 15,51%.

Centralização do ethereum pós The Merge

O método de validação da rede proof-of-stake determina que a validação dos blocos se dê por detentores de tokens (criptomoedas). Em outras palavras, o usuário coloca suas moedas na rede (blockchain) por meio do staking e passa a checar e permitir — ou não — transações.

Evidentemente o processo acaba sendo mais complexo do que isso.

Para evitar abusos desses validadores, a rede tem um mecanismo chamado de slash, que consiste na perda parcial ou total das criptomoedas em staking daquele validador — dependendo, é claro, do tipo de infração cometida.

Após o The Merge, três entidades concentram mais de 50% do ethereum em staking da rede: Lido Finance (30,24%), Coinbase (14,44%) e Kraken (8,30%).

Problemas com a centralização X descentralização

A Lido Finance é a maior plataforma de staking — uma espécie de “renda fixa” no mercado de criptomoedas — da rede ethereum. Por ser descentralizada e ter uma conexão direta com a blockchain do éter, não é o maior ponto de preocupação do mercado.

O problema está na Coinbase e Kraken: as duas corretoras de criptomoedas são entidades centralizadas e sujeitas às normas regulatórias dos países em que operam.

Ainda que pouco mais de 22% dos tokens seja relativamente pouco para uma manipulação de mercado, qualquer tipo de centralização é vista com maus olhos.

Isso porque as criptomoedas nasceram dentro do ideal libertário e as decisões tomadas pela comunidade — não por uma entidade ou grupo oligárquico de pessoas — são a base dessa ideologia.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

A FORÇA DO VENTO

Copel (CPLE6) desembolsa R$ 1,8 bilhão por complexos eólicos no Rio Grande do Norte; veja detalhes

6 de outubro de 2022 - 19:49

A companhia destaca que os dois complexos estão um região que é considerada como “uma das melhores do mundo para a geração de energia de fonte eólica”

ELEIÇÕES 2022

Lula cede espaço para Bolsonaro no Nordeste e perde 9 pontos, segundo pesquisa Genial/Quaest

6 de outubro de 2022 - 19:25

O petista ainda segue liderando as intenções de voto na região onde sempre foi líder absoluto nas pesquisas, mas avanço do rival é um movimento significativo

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

Ibovespa emplaca mais uma alta, a disparada da Mobly (MBLY3) e o Nobel de Literatura; confira os destaques do dia

6 de outubro de 2022 - 18:51

Ao longo desta semana, o Ibovespa e os principais índices de Wall Street estão seguindo caminhos distintos.  Enquanto na B3 a alta do petróleo e a repercussão positiva do primeiro turno das eleições seguem levando a bolsa a patamares cada vez mais próximos dos 120 mil pontos, Nova York continua de olho na inflação e […]

FECHAMENTO DO DIA

Ibovespa pega carona com o petróleo mais uma vez e vai na contramão de NY; dólar também avança

6 de outubro de 2022 - 18:35

Embora o dólar tenha acompanhado a tensão internacional, o Ibovespa voltou a ir na contramão de Nova York com a ajuda do petróleo

UM PÉ NO TÚMULO

Fundo imobiliário MFII11 volta ao ramo de cemitérios com compra de participação em consórcio de serviços funerários

6 de outubro de 2022 - 18:26

O FII detém 35% do Consórcio Cortel São Paulo, responsável pela gestão, operação, manutenção e exploração de cinco cemitérios na capital paulista

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies