Insights de investimento, análises de mercado e muito mais! Siga o Seu Dinheiro no Instagram

2022-05-12T19:20:54-03:00
Renan Sousa
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo e SpaceMoney. Twitter: @RenanSSousa1
NOVIDADES NA BOLSA

Vitreo lança primeiro ETF de criptomoedas com atualização mensal da carteira na B3; saiba onde investe o CRPT11

O novo ETF da B3 terá o código CRPT11, com exposição a 20 ativos diferentes, incluindo moedas do metaverso, finanças descentralizadas (DeFis), NFT e, é claro, bitcoin (BTC)

12 de maio de 2022
16:37 - atualizado às 19:20
Lançamento do ETF de criptomoedas da Vitreo Empiricus CRPT11
Entenda mais sobre esse novo ETF de criptomoedas da bolsa brasileira. - Imagem: Divulgação

O mercado brasileiro acaba de ganhar mais um fundo de índice (ETF, na sigla em inglês) relacionado ao mercado de criptomoedas. Dessa vez, foi a vez da Vitreo, que em breve passará a adotar a marca Empiricus Investimentos, entrar no promissor ramo de investimentos em moedas digitais. 

O novo ETF da B3 terá o ticker CRPT11, com exposição a 20 ativos do mercado de criptomoedas, incluindo moedas relacionadas ao metaverso, às finanças descentralizadas (DeFis), jogos em NFT, como o Axie Infinity (AXS) e, é claro, bitcoin (BTC)

Por volta de 16h35, o CRPT11 registrava queda de 6,44%, cotado a R$ 9,00, em linha com o momento ruim do mercado cripto.

Composição e taxas do CRPT11

Diferentemente dos nossos vizinhos norte-americanos, que ainda não têm à disposição um ETF de preço à vista de bitcoin, o nosso mercado é bem diversificado nesse quesito.

Já são nove fundos de índice que investem em NFTs, DeFis, Web 3.0 e mono ativos — com exposição ao BTC e ao ethereum (ETH), a segunda maior criptomoeda do mundo.

A principal diferença entre o ETF da Vitreo/Empiricus e os demais vem do índice de referência, que tem rebalanceamento mensal. Com taxa de administração de 0,75% ao ano, o CRPT11 segue a carteira do índice Empiricus Teva Criptomoedas Top 20. 

Outros ETFs são corrigidos em períodos de tempo maiores, como é o caso do HASH11 cada três meses.

No caso do CRPT11, serão 20 ativos digitais, com os seguintes pesos:

  • Bitcoin (BTC): 58,91%
  • Ethereum (ETH): 27,63%
  • Solana (SOL): 2,38%
  • Terra (LUNA): 2,28%
  • Cardano (ADA): 2,11%
  • Polkadot (DOT): 1,33%
  • Avalanche (AVAX): 1,25%
  • Polygon (MATIC): 0,60%
  • Cosmos Hub (ATOM): 0,44%
  • ApeCoin (APE): 0,47%
  • Chainlink (LINK): 0,43%
  • Stellar (XLM): 0,36%
  • Algorand (ALGO): 0,34%
  • Uniswap (UNI): 0,27%
  • Internet Computer (ICP): 0,23%
  • Filecoin (FIL): 0,23%
  • The Sandbox(SAND): 0,19%
  • Tezos (XTZ): 0,19%
  • Axie Infinity (AXS): 0,19%
  • Decentraland (MANA): 0,18%

É um bom momento para um ETF?

Na conversa com Vinícius Bazan, analista de criptomoedas da Empiricus e coordenador do lançamento desse novo fundo, ele destaca que o mercado brasileiro está crescendo — e nem mesmo a queda recente do bitcoin irá atrapalhar os planos. 

“É difícil saber qual o melhor momento para lançar um novo produto no mercado, mas nós acreditamos que o investidor pode aproveitar os descontos das criptomoedas e investir em um ativo negociado em bolsa”

Vinicius Bazan, analista da Empiricus

Além disso, ele ressalta a importância de manter uma carteira equilibrada em ativos digitais, não ultrapassando 5% do total dos seus investimentos. 

As várias partes de um mesmo ETF

A diversificação de uma carteira pode limitar as perdas em momentos de tensão do mercado, e o mesmo acontece com as criptomoedas. Por isso, os itens que compõem o CRPT11 fornecem exposição aos mais diversos segmentos do mercado cripto. 

E o peso deles no índice é de caso pensado: a maior parcela vai para bitcoin e ethereum, e o restante é dividido entre os demais projetos. “Queremos aproveitar o potencial desse mercado, mas sempre com muita segurança para o investidor.”

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

A PARTIR DE JUNHO

Quer um pedacinho da Eletrobras (ELET3)? O trabalhador poderá usar recursos do FGTS para comprar ações

O trabalhador deverá fazer reserva de aquisições entre 3 e 9 de junho. O governo liberou o uso de até 50% do FGTS para compra de ações da Eletrobras

DESINVESTIMENTO

Em meio à turbulências, Petrobras (PETR4) assina mais um contrato de venda de refinaria

A operação ainda deve passar pelo crivo do Cade. A venda da refinaria Lubnor por US$ 34 milhões faz parte do plano de desinvestimento

DIPLOMACIA RUSSA

Bandeira branca? Putin diz que vai viabilizar comércio de grãos ucranianos e fertilizantes

Em conversa com o presidente da França e o chanceler da Alemanha, Putin afirmou que vai aumentar a oferta de grãos e fertilizantes

NÃO VINGOU

Terra 2.0 derrete mais de 60% no dia do lançamento; saiba por quê

A Terra 2.0 já acumula perdas; o renascimento da criptomoeda sofre com a perda de credibilidade, após falhas no protocolo da antiga moeda

NOVA CRIPTO NA ÁREA

Lançamento da Terra 2.0: vale a pena investir em um projeto criado pelos mesmos desenvolvedores da extinta Terra (LUNA)? Especialistas falam sobre nova criptomoeda

A resposta foi quase unânime: os analistas deixaram de acompanhar a Terra (LUNA) e não acreditam mais no projeto

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies