🔴 TCHAUZINHO, NUBANK: Itaú BBA revela o nome da ação que pode colocar o roxinho para comer poeira; CLIQUE AQUI  e descubra a resposta no nosso Telegram

Market Makers
Matheus Soares
Cofundador do Market Makers
2022-08-09T09:34:11-03:00
Market Makers

Precisamos falar de múltiplo: Saiba como identificar se uma ação está barata na bolsa

Existem três formas de ganhar dinheiro com ações. Uma delas é com o crescimento do lucro por ação. Mas é preciso interpretar corretamente o múltiplo Preço/Lucro (P/L) de uma empresa

9 de agosto de 2022
9:34
Moedas com um grafico de ações
Imagem: Shutterstock

Na última CompoundLetter, eu expliquei que a expansão de múltiplo é uma entre as três formas de ganhar dinheiro com ações - as outras duas são dividendos e crescimento do lucro por ação. 

Apesar da minha explicação, a complexidade do tema exige uma leitura mais profunda sobre como interpretar corretamente o múltiplo Preço/Lucro (P/L) de uma empresa.

É importante entender a dinâmica de múltiplo porque muitos analistas acabam justificando suas recomendações de compra, neutra ou venda com base na relação P/L que uma ação negocia vis-à-vis o seu histórico de preços.

Frases como: "a ação está negociando a um valuation atrativo de 15 vezes o lucro do ano que vem (15x P/L) vs. 20x a média histórica com um crescimento de lucro de 20% ao ano" são comuns em um relatório tradicional de sell side.

Potencial de alta de uma ação

Se você é um dos 8 leitores que se anima com a frase acima a respeito da sua ação predileta, cuidado: essa frase diz pouco ou quase nada sobre o potencial de valorização de uma ação. 

O que gera valor para uma empresa não é crescimento de lucro, mas sim a qualidade desse crescimento.

Falaremos sobre isso, mas antes uma pergunta: você já parou pra pensar no por que algumas empresas negociam a 30x enquanto outras negociam a 15x? 10x? 5x?

Uma ação que negocia a 5 vezes não necessariamente está barata, assim como aquela que negocia a 50 vezes não necessariamente está cara.

O múltiplo apenas nos indica o preço que o mercado tem topado pagar pelo lucro da companhia. Cabe a você avaliar se concorda ou não.

O P/L de uma ação é uma função do:

  1. Retorno sobre o capital investido (ROIC) que uma empresa gera em seus investimentos;
  2. Lucro que a empresa retém em seu balanço patrimonial para que possa reinvesti-los com o mesmo ROIC;
  3. Crescimento do lucro por ação, que acaba sendo uma variável que depende diretamente do ROIC e do lucro retido;
  4. Taxa de desconto (para facilitar, podemos encarar como o custo de oportunidade de se investir em outro lugar), expectativa de inflação, tributos, prêmio de risco e competição na indústria são informações relevantes para avaliar corretamente o múltiplo.

A fórmula do múltiplo de uma ação

Com base nesses quatro fatores, podemos destrinchar a fórmula que dá origem ao múltiplo P/L (sim, existe uma fórmula para se chegar ao múltiplo justo de uma empresa):

P/L = (1 - b) / k - g, onde:

b = lucro retido pela empresa

k = taxa de desconto

g = crescimento do lucro

O múltiplo varia

Ou seja, se uma empresa retém 35% do lucro para novos investimentos, tem um g de 5% e uma taxa de desconto de 10%, então:

P/L = (1 - 0,35) / (0,10 - 0,05) = 13 vezes

Veja que se o g fosse de 6%, então o P/L = (1 - 0,35) / (0,10 - 0,06) = 16,3 vezes

Viram como o múltiplo varia a depender do quanto a empresa cresce? Esse é um dos motivos pelos quais empresas de crescimento tendem a negociar com múltiplo alto.

Crescimento e retorno

A grande questão é que o crescimento não gera valor se não for investido a uma taxa de retorno acima da taxa de desconto (ou custo de capital). É por isso que o aumento do lucro por ação (LPA), sozinho, não quer dizer nada.

Mais importante do que entender o crescimento do LPA, é entender se a empresa consegue ter ROIC acima do custo de capital. Na tabela abaixo, podemos ver como uma empresa pode crescer lucro e ao mesmo tempo destruir valor.

Armadilha de preço de uma ação

Portanto, a maior armadilha de preço de uma ação vem justamente quando a companhia reporta crescimento de lucro acompanhado de um ROIC abaixo do custo de capital.

Nestes casos, quando o múltiplo contrai por conta de um maior denominador (lucro maior faz o múltiplo P/L cair), a ação não necessariamente está mais barata já que ela merece passar a negociar com desconto.

Como o g é uma função do lucro retido e do ROIC (g = ROIC * lucro retido), uma empresa que cresce e tem ROIC crescente e elevado deveria negociar a um múltiplo P/L maior do que uma empresa que possui ROIC igual sua taxa de desconto. 

A tabela abaixo mostra exatamente essa relação entre crescimento de lucro e ROIC:

Cuidado ao seguir justificativas de recomendação com base apenas no crescimento do lucro por ação (LPA) e múltiplo "justo". Crescimento do LPA não diz nada sobre a atratividade da empresa.

Food For Thought

A carta semestral da Athena Capital é uma leitura obrigatória para aqueles que apreciam um "conteúdo raiz" sobre investimentos em ações. 

A gestora não só traz a sua visão para os setores de software, e-commerce, marketplace e setor financeiro, como também se aprofunda no fundamento de empresas como Locaweb, Mercado Livre, XP, Hapvida e Rede D'or.

"Investir em uma empresa que negocia a 30x sua receita 12 meses a frente - em 2021 isso não era um caso isolado - significa acreditar que, em 15 anos, seu tamanho será de aproximadamente 50 vezes o atual e que sua margem líquida estrutural irá tangenciar o patamar de invejáveis 20%."

Abraço,
Matheus Soares

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

NÃO EMPOLGOU

O The Merge do ethereum foi um fiasco? 3 fatos para entender por que a criptomoeda despencou após a atualização mais esperada da história

26 de setembro de 2022 - 13:35

Analistas entendem que os benefícios do The Merge apenas começaram e a disparada das cotações só deve acontecer entre 3 e 5 anos

ESTÁGIO E TRAINEE

Santander, Nubank e Embraer estão com vagas abertas para estágio e trainee; veja oportunidades com bolsas-auxílio de até R$ 8 mil

26 de setembro de 2022 - 13:26

Os processos seletivos aceitam candidaturas até o final de outubro, com início previsto a partir de janeiro de 2023

SEGURO MORREU DE VELHO…

Ação do IRB (IRBR3) pode subir mais de 50%, mas o Safra diz que não é hora de comprar; saiba por quê

26 de setembro de 2022 - 13:07

O banco tem recomendação neutra para os papéis da resseguradora, e cortou o preço-alvo de R$ 2,40 para R$ 1,70 em reflexo da oferta primária de ações que captou R$ 1,2 bilhão no início do mês.

DIVIDENDO E CAPITAL

Localiza (RENT3) vai colocar R$ 346 milhões no bolso dos acionistas, mas pode “tirar” uma parte em outra operação; entenda

26 de setembro de 2022 - 10:34

Localiza (RENT3) vai distribuir juros sobre o capital próprio (JCP), mas chama acionistas para aumento de capital que pode chegar a R$ 150 milhões

é hora de comprar?

XP inicia cobertura da Eletrobras (ELET3) com recomendação de compra e acredita que o papel pode subir 55%

26 de setembro de 2022 - 10:14

Para a XP, potencial de valorização da Eletrobras (ELET3) tem relação com forte geração de caixa e mudanças trazidas pela privatização

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies