O melhor time de jornalistas e analistas do Telegram! Inscreva-se agora e libere a sua vaga

2022-04-19T17:10:32-03:00
Guilherme Valle
FECHAMENTO DO CÂMBIO

Dólar registra alta de 0,43% e é negociado a R$ 4,66. Euro também avança e vale R$ 5,03; confira o que movimentou o câmbio nesta terça-feira

Mercados reagem a uma nova ofensiva russa contra a região do Donbass

19 de abril de 2022
17:05 - atualizado às 17:10
dólar e euro
A terça-feira foi mais um dia do dólar ganhando força frente seus pares - Imagem: Shutterstock

O dólar voltou a subir nesta terça-feira e avançou 0,43%, fechando o pregão negociado a R$ 4,6682. Depois de chegar bem próximo ao patamar dos R$ 5,00, o euro também ganhou força agora vale R$ 5,0374.

Por aqui

No Brasil, os investidores seguem atentos aos desdobramentos das paralisações de servidores que têm atrasado a divulgação de dados econômicos importantes. 

Na tentativa de acalmar os ânimos de carreiras consideradas “estratégicas” para o governo, o ministro da Justiça, Anderson Torres, recebeu ontem representantes das polícias federal, rodoviária federal e do Departamento Penitenciário Nacional.

Na ocasião afirmou que o reajuste linear ainda não está fechado e que por isso ainda não foi descartada uma reestruturação das carreiras da segurança pública. O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, também afirmou que caminha para um acordo com os funcionários da autarquia.

Durante o dia, o dólar oscilou entre R$ 4,6857, na máxima, e R$ 4,6408 na mínima. O euro passou o dia negociado no intervalo entre R$ 5,0093 e R$ 5,0524.

MUDANÇAS NO IR 2022: baixe o guia gratuito sobre o Imposto de Renda deste ano e evite problemas com a Receita Federal; basta clicar aqui.

Por

Fora daqui as atenções seguem voltadas para a guerra entre Rússia e Ucrânia. Depois de uma sequência de desilusões com uma possível saída diplomática para o conflito, os investidores assistiram a mais uma ofensiva russa na região do Donbass.

O temor é que a continuidade do conflito acabe tornando a inflação nos Estados Unidos e na Europa, que já é problemática e bastante distante dos níveis habituais, ainda mais persistente. O que obrigaria as autoridades monetárias a tomarem ações mais agressivas.

James Bullard, presidente do Federal Reserve de St. Louis, não descartou que a autoridade monetária opte por uma alta de 0,75% em algum momento deste ano. A fala acabou ajudando o dólar a ganhar força pelo mundo.

Do outro lado do mundo, a China também tem causado impacto para as economias mundo afora. Uma nova onda de contaminações pelo vírus da Covid-19 fez com que o governo chinês impusesse restrições para a circulação de pessoas em Xangai.

O país também deve limitar a produção de aço, o que tem diversos desdobramentos para os mercados internacionais. Mesmo assim, uma nova rodada de estímulos a empresas e pessoas afetadas pela crise está no radar.

O DXY, índice que compara o dólar a seus pares, com especial ênfase para o euro, avançou hoje, indicando que a moeda norte-americana ganha força no mundo.

Acompanhe a nossa cobertura completa de mercados para acompanhar o desempenho de bolsa, dólar e juros hoje. Confira também o fechamento dos principais contratos de DI:

CÓDIGONOME ULT  FEC 
DI1F23DI jan/2313,04%13,07%
DI1F25DI Jan/2512,06%12,09%
DI1F26DI Jan/2611,85%11,85%
DI1F27DI Jan/2711,80%11,80%
Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

MADE IN CHINA

Shopee, Shein e AliExpress livre de taxas? Bolsonaro diz que sim e Guedes diz que não!

Chefe do Executivo volta a contrariar o ministro da Economia, Paulo Guedes, que na última semana defendeu o digitax — um imposto que seria aplicado em compras online de fornecedores estrangeiros

BYE BYE GOVERNO!

Privatização vem aí: conselho do PPI altera regras da capitalização da Eletrobras (ELET3); saiba por que mudou

O TCU aprovou na sessão de quarta-feira (18) o processo de privatização da companhia — a proposta do relator venceu por 7 votos a favor e 1 contra

NOVO SHAPE

Da academia pra carteira: Smart Fit (SMFT3) tem potencial de alta de 34%, diz Itaú BBA — saiba se é hora de comprar

Depois do confinamento provocado pela covid-19, a indústria fitness enfrenta agora um cenário desafiador, com inflação alta, segundo o banco de investimentos

SEM LIMITE

STF nega impor prazo a Lira para análise de pedidos de impeachment de Bolsonaro

O chefe do Executivo é alvo de mais de 140 solicitações de impedimento; entenda a decisão da corte máxima

VAI TER DISNEY?

Dólar acumula desvalorização de 12,59% frente ao real no ano — veja o que mexe com o mercado de câmbio

A moeda norte-americana teve o pior desempenho semanal em quase dois meses, quando levou um tombo de mais de 5%

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies