Menu
2021-01-15T10:00:23-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
abaixo do esperado

Vendas no varejo recuam 0,1% em novembro, interrompendo seis meses de alta

Resultado veio abaixo das expectativas do mercado, mas as vendas no comércio varejista ampliado cresceram 0,6% ante outubro

15 de janeiro de 2021
10:00
varejo vendas lojas
Imagem: Shutterstock

Após seis meses consecutivos de alta, o comércio varejista ficou próximo da estabilidade em novembro, com o volume de vendas recuando 0,1% em relação a outubro, segundo dados divulgados nesta sexta-feira (15) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O resultado veio abaixo da mediana das estimativas coletadas pelo Projeções Broadcast com economistas, de 0,3%. Mesmo assim, ela ficou dentro do intervalo de expectativas, que iam de queda de 0,6% a alta de 1,5%.

Na comparação com o mesmo período de 2019, o varejo apresentou um aumento de 3,4%, uma desaceleração ante a alta de 8,4% apurada em outubro.

No acumulado no ano, houve alta de 1,2%. Já nos últimos 12 meses, a expansão manteve-se em 1,3% em novembro, sinalizando estabilidade no ritmo das vendas em relação a outubro.

No comércio varejista ampliado, que inclui os segmentos de Veículos, motos, partes e peças e de Material de construção, o volume de vendas cresceu 0,6% em relação a outubro de 2020, sétimo mês consecutivo de aumento.

Por setor

O resultado de novembro interrompeu a sequência de seis resultados positivos consecutivos do indicador do comércio varejista, iniciada em maio de 2020, após dois meses de queda por conta da pandemia de Covid-19.

Segundo o IBGE, cinco das oito atividades apresentaram crescimento entre outubro e novembro. Ainda assim, o desempenho foi prejudicado pelo recuo nas vendas dos setores de:

  • Hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo (-2,2%); 
  • Combustíveis e lubrificantes (-0,4%) e; 
  • Móveis e eletrodomésticos (-0,1%) 

Os destaques positivos ficaram por conta de:

  • Livros, jornais, revistas e papelaria (5,6%); 
  • Tecidos, vestuário e calçados (3,6%); 
  • Equipamentos e material para escritório, informática e comunicação (3,0%); 
  • Artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, de perfumaria e cosméticos (2,6%) e; 
  • Outros artigos de uso pessoal e doméstico (1,4%).

Considerando o comércio varejista ampliado, em novembro, o volume de vendas do setor de Material de construção registrou decréscimo de 0,8%, quando comparado a outubro, enquanto Veículos, motos, partes e peças apresentou aumento de 3,5%.

* Com informações da Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

FECHAMENTO

Aprovação da PEC emergencial garante recuperação do Ibovespa enquanto NY amarga perdas

A fala de Powell fez o Ibovespa reduzir os ganhos, mas ainda assim o principal índice da bolsa avançou 1,35%; dólar teve queda de 0,11%, a R$ 5,6582

Petróleo

Evitar volatilidade nos preços serve a consumidores e produtores, afirma ministro árabe na Opep+

Quanto aos elementos que vêm sendo observados na demanda para as decisões do grupo, o saudita apontou o retorno da mobilidade como uma prioridade.

Retirada histórica

Saques líquidos da poupança somam R$ 5,832 bi em fevereiro, revela BC

Este é o maior volume de retiradas para meses de fevereiro desde 2016, quando as saídas somaram R$ 6,638 bilhões.

Justificativa?

Carga tributária é ‘enorme e escorchante’ e Guedes busca solução, diz Bolsonaro

Bolsonaro disse também que “herdou um país com uma dívida enorme”.

Tentando arrumar a casa

Em meio a turbulência no mercado de títulos, Powell diz que Fed não deixará inflação disparar

“Os EUA têm tido inflação baixa por décadas”, frisou.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies