Menu
2021-01-11T09:09:04-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
relatório focus

Mercado realiza leves ajustes em projeções para inflação e PIB

Relatório Focus aponta ainda melhora em mediana das estimativas para dívida líquida pela sétima vez seguida

11 de janeiro de 2021
9:09
pib 2020
Imagem: Shutterstock

Os economistas do mercado financeiro fizeram um leve ajuste para baixo na projeção para a inflação e o PIB no acumulado de 2020. Já para 2021, as mudanças foram positivas.

Conforme o Relatório Focus, pesquisa conduzida pelo Banco Central, a mediana das estimativas aponta que o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) fechará 2020 em 4,37%, abaixo dos 4,38% divulgados anteriormente. Esta foi a segunda vez consecutiva que a projeção foi diminuída.

Para 2021, a expectativa para o índice oficial de inflação do País subiu de 3,32% para 3,34%.

No caso do PIB, a mediana das projeções dos economistas aponta que a economia contraiu 4,37% no ano passado. No relatório anterior, a projeção era de queda de 4,36%.

Já a expectativa para este ano é de um crescimento de 3,41% da economia brasileira, um pouco acima dos 3,40% divulgado no Relatório Focus anterior.

Dívida líquida

Pela sétima edição consecutiva do Relatório Focus, os economistas melhoraram a projeção para a dívida líquida do País, e pela nona seguida o resultado em 2021.

A expectativa agora é de que ela alcance 63,75% do PIB em 2020, abaixo dos 64,60% estimados na semana passada. Para 2021, a perspectiva é de que ela alcance 64,95% do PIB, menos que os 66,30% divulgados no boletim passado.

A expectativa para o déficit primário permanece sendo de 10,6% do PIB em 2020 e 3% em 2021, enquanto a projeção para o resultado nominal em 2020 foi ligeiramente melhorada, de déficit de 15% para 14,95% do PIB. A estimativa para 2021 permanece sendo de saldo negativo de 7%.

O resultado primário reflete o saldo entre receitas e despesas do governo, antes do pagamento dos juros da dívida pública. Já o resultado nominal reflete o saldo já após as despesas com juros.

Balança comercial

Os economistas reduziram levemente a projeção para a balança comercial em 2021, de superávit de US$ 55,1 bilhões para US$ 55 bilhões.

Na semana passada, o Ministério da Economia anunciou que a balança comercial do Brasil fechou 2020 com superávit de US$ 50,9 bilhões, terceiro maior saldo desde 1989, ano de início da série histórica.

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

Rapidinhas da semana

BLINK: Magalu ou ViaVarejo? Quem mandou melhor no 1º trimestre?

Felipe Miranda, sócio-fundador e CIO da Empiricus, fala sobre Magalu, ViaVarejo e muito mais no Blink

Virando a chavinha

Agibank traça estratégia para abandonar imagem de ‘financeira’

Banco gaúcho quer alcançar marca de 35 milhões de clientes em 6 anos

O melhor do Seu Dinheiro

O dragão à solta, Elon Musk, bitcoin e outras notícias que mexeram com seus investimentos

O temor com o retorno da inflação nos EUA, as falas de Elon Musk sobre o bitcoin, as ações de empresas em recuperação judicial e outros destaques da semana

Como vai ser?

Decisão sobre ICMS vai destravar ações, dizem especialistas

Cobrança continuará até que Receita seja autorizada a alterar sistema

Efeitos da reestruturação

CEO da Cogna afirma que ajustes feitos em 2020 já mostram primeiros resultados

Rodrigo Galindo cita margem Ebitda recorrente e prazo médio de recebimento de alunos pagantes como efeitos positivos

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies