Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-07-30T20:47:23-03:00
Kaype Abreu
Kaype Abreu
Formado em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná (UFPR). Colaborou com Estadão, Gazeta do Povo, entre outros.
decisão temporária

CVM suspende oferta de recebíveis que financiaria cooperativas do MST

Decisão da autarquia vale por 30 dias; CVM diz que a oferta não apresenta informações consideradas essenciais para os investidores

30 de julho de 2021
19:04 - atualizado às 20:47
Colheita do arroz orgânico no Rio Grande do Sul (RS) – 2021 MST
Colheita do arroz orgânico no Rio Grande do Sul (RS) – 2021 - Imagem: Tiago Giannichini / Divulgação / MST

A CVM suspendeu por 30 dias a oferta pública de distribuição de Certificados de Recebíveis do Agronegócio (CRA) vinculados ao Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST).

A oferta financiaria a produção de alimentos orgânicos e da agricultura familiar de sete cooperativas do MST. Os CRAs, que são títulos de renda fixa, são da classe sênior da 1ª série da 31ª emissão da securitizadora Gaia Impacto.

Caso as irregularidades não sejam corrigidas em 30 dias, a CVM pode cancelar a oferta em definitivo. Segundo a área técnica da autarquia, a oferta não apresenta informações consideradas essenciais para que investidores tomem as suas decisões.

A autarquia disse que os ofertantes deveriam incluir nos documentos da oferta informação sobre a vinculação dos devedores do lastro dos CRA ao MST.

De acordo com a CVM, essa é uma característica homogênea dos devedores do lastro dos valores mobiliários a serem emitidos, "portanto, deveria constar na documentação, como previsto pela Instrução CVM 400".

"A superintendência também determinou que a ofertante publique imediatamente um comunicado ao mercado, informando a decisão da suspensão", disse a autarquia.

Outro lado

Procurada, a Gaia Impacto preferiu não se manifestar. A securatizadora e a corretora Terra Investimentos emitiram um aviso ao mercado respondendo que "o MST não é um grupo econômico e não se enquadra tecnicamente em categorias jurídicas, sendo apenas definido como um movimento social".

A Gaia lembra que as devedoras do lastro dos CRA são cooperativas agrícolas regularmente constituídas e registradas na forma da Lei nº 5.764, de 16 de dezembro de 1971, que se dedicam à produção, industrialização e comercialização de produtos agrícolas.

"Não há, portanto, qualquer associação formal ou vinculo econômico e jurídico das devedoras do lastro dos CRA ao referido movimento", disse a corretora.

Segundo a Gaia e a Terra, os investidores que já tiverem aderido à oferta terão o prazo de cinco dias úteis, se assim desejarem, para desistir do investimento, como previsto no prospecto.

"A emissora e o coordenador Líder estão avaliando as consequências no cronograma estimativo da oferta e manterão o mercado devidamente informado sobre ajustes que se fizerem necessários", dizem em comunicado.

A corretora e a sucurizadora tentarão reverter a decisão, segundo informaram.

Recursos para cooperativas do MST

Os CRAs da oferta totalizariam R$ 17,5 milhões, dinheiro que financiaria a produção de alimentos como arroz, feijão, milho, laticínios, entre outros.

O MST já havia buscado recursos no mercado financeiro, em 2020, mas em uma oferta restrita a investidores institucionais - aqueles que têm patrimônio investido igual ou acima de R$ 1 milhão.

Na oferta atual, qualquer pessoa poderia comprar os títulos a partir de R$ 100. O investimento tem uma remuneração pré-fixada de 5,5% ao ano, paga com o lucro da produção das cooperativas.

O CRA do MST tem um prazo de 5 anos e isenção de Imposto de Renda, com reserva feita através da corretora Terra Investimentos - cujo prazo era 12 de agosto, depois da abertura no último dia 27.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

em busca de inovação

Hospital Mater Dei compra fatia da A3Data, de inteligência artificial, por R$ 40 milhões

A3Data foi fundada em 2014 e desenvolve projetos de grande impacto nas organizações, líderes em seus segmentos, voltado para o aumento de receita, redução de custos e melhora na experiência dos clientes

seu dinheiro na sua noite

Semana termina da mesma forma que começou: com os olhares do mundo voltados para a China

Ainda que as perdas registradas nesta sexta-feira (24) tenham sido mais modestas do que as da última segunda-feira (20), a semana termina da mesma forma que começou — com os olhares do mundo voltados para a China. Os analistas e especialistas diminuíram as apostas de que uma eventual falência da incorporadora chinesa Evergrande possa se […]

Entrevista com o CEO

Gasolina cara? Não dá para fazer milagre com preço dos combustíveis, diz presidente da Ipiranga

Para Marcelo Araujo, questões conjunturais como o câmbio e a alta das commodities afetam a subida dos preços neste momento

fique de olho

Dividendos: TIM paga R$ 137,5 milhões em juros sobre capital próprio

pagamento ocorre no dia 27 de outubro, sendo a data de 29 de setembro de 2021 como aquela que servirá para identificar os acionistas com direito a receber os valores

BLINK!

Via Varejo (VIIA3) é uma oportunidade de compra? Evergrande foi apenas um susto? Entenda esses e outros assuntos no BLINK!

Você já sabe que toda sexta-feira tem dois compromissos marcados: o happy hour e o encontro com Felipe Miranda, CIO e estrategista-chefe da Empiricus. Como sempre, ele responde perguntas feitas pelos seus seguidores de forma descontraída. Confira, afinal: sextou

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies