Menu
Vinícius Pinheiro
O melhor do Seu Dinheiro
Vinícius Pinheiro
Dados da Bolsa por TradingView
2021-03-30T09:29:46-03:00
O melhor do Seu Dinheiro

Sambando na cara da sociedade

30 de março de 2021
9:29
Selo O Melhor do Seu Dinheiro; investimentos
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

Vou começar a newsletter de hoje com uma pergunta. Você sabe o que os eventos listados abaixo têm em comum?

  • Vitória de Jair Bolsonaro nas eleições presidenciais
  • Aprovação da reforma da Previdência
  • Contas externas com déficit praticamente zerado
  • Juros reais negativos nas economias desenvolvidas
  • Novo ciclo de aumento dos preços das commodities
  • Retomada da alta dos juros no Brasil

A resposta é que todos eles deveriam levar a uma queda nas cotações do dólar, de acordo com as previsões do mercado.

Vejamos, por exemplo, a eleição de Bolsonaro. A perspectiva da maioria dos analistas era que a chegada ao poder de um governo liberal na economia atrairia uma enxurrada de recursos do exterior, o que derrubaria o dólar.

O mesmo se falou recentemente após a decisão do Banco Central de ser mais duro no combate à inflação ao elevar a Selic em 0,75 ponto percentual e já indicar novos aumentos no radar.

O problema é que, contra todas as projeções, a moeda norte-americana não apenas não caiu como se aproxima cada vez mais das máximas históricas. Ontem, chegou a ser cotada na casa dos R$ 5,80 ao longo do dia.

Se o câmbio foi mesmo criado por Deus apenas para humilhar os economistas, podemos dizer que neste momento ele está sambando na cara da sociedade.

Mas, afinal, por que o dólar não caiu mesmo com tantos fatores que deveriam levar a um enfraquecimento da moeda? O nosso colunista Matheus Spiess fez uma análise completa da situação do câmbio aqui e lá fora e conta para você o que esperar daqui para frente.

O que você precisa saber hoje

MERCADOS

O Ibovespa teve uma segunda-feira de grande instabilidade, custando a se firmar em algum sentido, mas fechou o dia em alta de 0,56%, aos 115.418 pontos, graças às ações das empresas exportadoras. Já o dólar não resistiu ao turbilhão vindo de Brasília, subindo 0,44%, a R$ 5,76.

O que mexe com os mercados hoje? O Ibovespa deve seguir de olho em Brasília após a reforma ministerial, que fez o presidente trocar o ministro das Relações Exteriores por pressão do Centrão. O receio é que a tensão entre o Congresso e o presidente atrase as reformas estruturais e a agenda de privatizações.

EMPRESAS

Após negar em um primeiro momento, a Petrobras confirmou ontem que demitiu seu gerente-executivo de recursos humanos por suspeita de negociações irregulares com ações da estatal durante o período de silêncio. Saiba mais sobre o caso.

O BNDES, a BNDESPar e a União farão uma oferta pública para vender ao menos 142 milhões de debêntures emitidas pela Vale. A mineradora tem 388,5 milhões de debêntures em circulação no mercado, e esses três vendedores possuem 55% do total.

Depois de um 2020 marcado por escândalos, o IRB Brasil tenta dar mais um passo para virar a página. A resseguradora anunciou ontem que busca um novo CEO para implementar a estratégia para o período de 2021 a 2023.

ECONOMIA

O RH do Planalto teve um dia movimentado ontem depois que Bolsonaro decidiu trocar o comando de seis Ministérios. Ficou confuso com as mudanças? Nesta matéria você confere quem saiu e quem ficará à frente das pastas.

Com o Orçamento na mira do TCU, governo e lideranças do Congresso buscam uma solução para o impasse que pode levar o presidente Jair Bolsonaro a ser acusado de crime de responsabilidade. Saiba mais sobre as negociações.

Se você contribuiu para algum plano de previdência privada em 2020, é necessário prestar contas ao Leão. Confira o passo a passo de como declarar as contribuições feitas a PGBL, VGBL e fundos de pensão, bem como os rendimentos recebidos.

Este artigo foi publicado primeiramente no "Seu Dinheiro na sua manhã". Para receber esse conteúdo no seu e-mail, cadastre-se gratuitamente neste link.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

De olho na estatal

Após novas falas de Bolsonaro sobre privatização, CVM vai investigar a Petrobras (PETR4)

A autarquia abre processo administrativos quando entende que precisa acompanhar os desdobramentos de algum assunto

ENRIQUEÇA ATÉ 2024

‘Investir muito em Bitcoin é coisa de imbecil’: estes 14 investimentos já dispararam até 1300% e têm potencial para te deixar rico

Apesar do hype das criptomoedas, existem outras ‘pechinchas exponenciais’ que estão fora do radar de muitos investidores; conheça

Um brinde

A Ambev (ABEV3) nunca vendeu tanta cerveja como no 3º trimestre. E as ações disparam na bolsa

A gigante de bebidas registrou lucro líquido de R$ 3,6 bilhões no terceiro trimestre, alta de 50% e acima do esperado pelo mercado. Hora de comprar a ação?

MERCADOS HOJE

Entre balanços positivos e nova elevação da Selic, Ibovespa opera em queda; dólar avança

Após a decisão do Copom de elevar em 1,5 ponto percentual a Selic, o mercado já espera mais para a próxima reunião. O impasse em Brasília pressiona ainda mais a curva de juros e já precifica uma alta de 1,75 p.p no próximo encontro.

Tendências da bolsa

AGORA: Ibovespa futuro abre em queda após aumento de juros e IGP-M acima do esperado e dólar avança hoje

A agenda de balanços conta com Petrobras e Vale, enquanto o exterior deve sentir cautela antes da inflação nos EUA amanhã

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies