Menu
Vinícius Pinheiro
O melhor do Seu Dinheiro
Vinícius Pinheiro
2021-03-18T10:49:00-03:00
O melhor do Seu Dinheiro

Apertem os cintos… o juro subiu

18 de março de 2021
10:48 - atualizado às 10:49
Selo O Melhor do Seu Dinheiro; investimentos
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

Entre o risco de ver a inflação sair de controle e o de interromper a retomada vacilante da economia, o Banco Central não titubeou: foi logo na jugular ao elevar os juros para 2,75% ao ano.

A alta de 0,75 ponto percentual da Selic veio além do esperado. Primeiro, porque o país enfrenta o momento mais grave da pandemia da covid-19, que certamente terá reflexos na atividade econômica ao longo do ano.

A decisão também surpreendeu pela lambança do BC na comunicação com o mercado. Afinal, até o começo do ano e com a inflação já comendo solta, o Copom seguia com o chamado “forward guidance”, uma sinalização de que não mexeria nos juros por um longo período.

Agora, em um verdadeiro “cavalo de pau” na condução da política monetária, os diretores do BC já anteciparam uma nova alta de 0,75 ponto, que levará a Selic para 3,50% na próxima reunião, no começo de maio.

Seja como for, a alta mais forte e a sinalização dura contra a inflação devem tirar parte da pressão sobre o dólar e as taxas de longo prazo. Ou seja, a expectativa é de uma reação positiva no mercado.

Vai ser importante saber também como o presidente Jair Bolsonaro vai reagir ao aperto dos juros, no que deve ser o primeiro teste da lei da autonomia do Banco Central que acabou de ser promulgada.

Mas imagino que a pergunta que você tenha em mente neste momento seja outra. Se a dúvida for o destino dos seus investimentos, eu recomendo a leitura da reportagem que a Julia Wiltgen preparou sobre os impactos da alta dos juros nas principais aplicações.

O que você precisa saber hoje

MERCADOS

A alta de 0,75 ponto percentual da Selic pegou muita gente de surpresa, inclusive o sócio fundador da Mauá Capital, Luiz Fernando Figueiredo. A repórter Jasmine Olga entrevistou o ex-diretor do BC e traz a visão de um dos “papas” da política monetária sobre a decisão do Copom.

O Ibovespa fechou ontem em alta de 2,22%, aos 116.549 pontos, após a confirmação de que o banco central dos Estados Unidos deve manter a taxa de juros do país em patamares historicamente baixos por um bom tempo. O dólar caiu 0,59%, a R$ 5,59.

O que mexe com os mercados hoje? Enquanto o mundo repercute a decisão do Fed, os mercados por aqui devem se ajustar à decisão do Banco Central de aumentar a taxa básica de juros para 2,75% ao ano, com impactos na bolsa, no dólar e nos juros futuros.

ECONOMIA

Se você fez um empréstimo ou financiamento em 2020, ou já tinha alguma operação do tipo ao longo do ano, acima de R$ 5 mil, você precisa declarar no imposto de renda. Veja como fazer isso corretamente.

Empresas e consumidores podem ver uma queda no preço dos computadores, depois que o governo anunciou ontem a redução do imposto de importação sobre eletroeletrônicos e bens de capital.

EMPRESAS

O relator da MP que trata da privatização da Eletrobras defendeu ontem um novo modelo de desestatização da companhia, que segundo ele conta com a simpatia do Ministério da Economia. Confira o que ele está propondo.

O Magazine Luiza (MGLU3) fortaleceu sua presença no mercado de moda e a estratégia de utilizar conteúdo para atrair consumidores ao anunciar a aquisição da plataforma de conteúdo especializado em moda, beleza e cultura Steal The Look (STL).

Este artigo foi publicado primeiramente no "Seu Dinheiro na sua manhã". Para receber esse conteúdo no seu e-mail, cadastre-se gratuitamente neste link.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

Carteira digital

PicPay entra com pedido de IPO na Nasdaq

Aplicativo atingiu recentemente a marca de 50 milhões de usuários, mas crescimento veio acompanhado de um prejuízo de mais de R$ 800 milhões só no ano passado

Mercados hoje

Bolsas sobem em Nova York após dois dias de queda; índice de empresas brasileiras avança apesar do petróleo

Otimismo com retomada da economia norte-americana impulsiona bolsas. A maior surpresa do dia é o Nasdaq, que sobe mesmo com o peso das ações da Netflix

O varejo ferve

Renner mira compra da Dafiti com recursos da oferta de ações

Varejista anunciou captação de até R$ 6,5 bilhões na bolsa e pode usar os recursos para fazer uma proposta pelo e-commerce de moda

Pouso forçado

Demanda por voos deve encerrar o ano em menos da metade do nível pré-pandemia

O prejuízo total das companhias aéreas em 2021 deve ficar entre US$ 47 bilhões e US$ 48 bilhões, de acordo com a ação Internacional de Transporte Aéreo (Iata)

Agora vai?

Governo vai reduzir valor de arrecadação por áreas “micadas” do pré-sal em novo leilão

A arrecadação que o governo pretende receber pela exploração de dois campos do pré-sal foi reduzida em R$ 25,5 bilhões; novo leilão deve acontecer em dezembro

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies