🔴 RENDA MÉDIA DE R$ 21 MIL POR MÊS COM 3 CLIQUES – SAIBA COMO

Cotações por TradingView

Como diversificar a carteira de ações? Veja 4 fundos para investir na bolsa

As ações se dividem em quatro nichos na bolsa, de acordo com seu valor de mercado e liquidez. Conheça os segmentos e veja como diversificar.

15 de fevereiro de 2021
13:21 - atualizado às 13:31

Se você quer investir em ações, mas tem dúvidas de como diversificar sua carteira, Max Bohm fez um vídeo para te ajudar. Ele explica quais são os segmentos das ações listadas na B3. Ele também traz quatro opções de fundos de investimento para você conseguir uma diversificação nesses segmentos de forma simples, rápida e barata. Veja o vídeo abaixo:

Resumão do vídeo

As ações se dividem em quatro nichos na bolsa, de acordo com seu tamanho:

  1. Large Caps: empresas com mais de 20 bilhões de reais em valor de mercado. Exemplos: Vale, Petrobras e Itaú.
  2. Mid Caps: empresas com valor de mercado entre 10 e 20 bilhões de reais. Exemplos: Totvs, Cyrela e Porto Seguro.
  3. Small Caps: valor de mercado entre 5 e 10 bilhões de reais. Exemplos: Movida e SLC Agrícola.
  4. Microcaps: companhias que valem até 5 bilhões de reais. São mais de 100 empresas na bolsa, tais como Sinqia, 3R Petróleo e Ambipar.

São 370 companhias listadas no bolsa brasileira nesses segmentos. Quanto maior a empresa, maior a liquidez da sua ação na bolsa e vice-versa.

Como investir de forma fácil e diversificada?

O Max Bohm trouxe quatro opções de fundos de ações. São eles:

Microcaps e Small Caps

Se você quer focar no segmento das menores ações da bolsa, que tem o maior potencial de alta (e também o maior risco), o Max sugere esses dois fundos: Vitreo Microcap Alert e Special Situations.

Adicionando Mid Caps:

Se, além das pequenas, você também deseja se expor a ações maiores, a recomendação do Max é pelo fundo da Vitreo inspirado na carteira do Felipe Miranda, o Oportunidades de uma Vida.

Diversificação total, com ações 'P, M e G'

Uma carteira diversificada e com balanceamento adequado de risco é a proposta do fundo Vitreo MAB Plus.

A composição da carteira é de 70% de ações Large Caps e Mid Caps e 30% de concentração na pequenas notáveis da bolsa.

Quer conhecer mais sobre a estratégia de investimentos do Max Bohm? Veja sua nova aposta na bolsa aqui.

Compartilhe

Chama o Max!

Ambipar (AMBP3) tem resultados positivos e é um case ESG | Chama o Max!

28 de maio de 2021 - 10:27

A microcap de gestão ambiental apresenta enorme potencial e tem preocupação com sustentabilidade.

Itaú (ITUB4) ou Itaúsa (ITSA4): o que comprar? | Chama o Max!

6 de abril de 2021 - 11:12

Um dilema que não sai da cabeça dos investidores é o tema do Chama o Max de hoje: Itaú (ITUB4) ou Itaúsa (ITSA4)? Para começar, é preciso esclarecer a diferença entre as duas companhias. ITUB4 é a principal ação do Banco Itaú, o maior banco brasileiro, reconhecido por sua gestão eficiente, retornos acima da médica […]

Chama o Max

Ainda dá tempo de declarar seu amor pelas ações da Weg (WEGE3)? Confira a análise

11 de março de 2021 - 16:33

A empresa formadora de bilionários entregou mais de 32.000% a quem comprou suas ações em 2001, e ainda pode te fazer feliz.

chama o max

Um meteoro passageiro chamado juros

6 de março de 2021 - 9:07

O que fez a curva de juros norte-americana empinar tanto nos últimos meses e de uma maneira tão vigorosa nos últimos dias?

Chama o Max

Devo comprar ações da Jereissati para surfar na retomada da economia? Confira a análise

2 de março de 2021 - 18:16

Como investidor, você pode tirar proveito da retomada da economia através dos papéis de uma das mais promissoras microcaps nacionais.

Chama o Max

Novos tempos requerem uma nova mentalidade

19 de fevereiro de 2021 - 17:51

Seria importante para a B3, que está cada vez mais diversificada; mas ainda há muito espaço para evoluir.

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies