Menu
SD Branding
CONTEÚDO PATROCINADO POR Empiricus

Em 100% dos bear markets do passado as mínimas sempre voltam a ser testadas. A história irá se repetir?

Depois do breve período de recuperação, a bolsa brasileira volta a cair, em movimento semelhante ao visto em todos os bear markets do passado. O que fazer com o seu patrimônio agora?

24 de abril de 2020
16:00 - atualizado às 16:26
Imagem de urso com fundo de cotações de ações, um símbolo da temporada de baixa na bolsa
Bear market - Imagem: Shutterstock

Depois de um março sangrento, o mês de abril marca a recuperação de quase 20 mil pontos na bolsa brasileira, logo após termos registrado o maior histórico de circuit breakers, o 'botão do pânico'. Esse movimento foi o suficiente para que alguns investidores voltassem a ficar otimistas com uma possível retomada e passarem a garantir que o pior já passou.

Mas será que superamos o fundo do poço tão rápido?

Um estudo aprofundado de todos os bear markets do passado, mostram que é preciso ter calma.

Analisando as últimas crises, foi possível notar um comportamento padrão. Em todos os bear markets do século, sem exceção, três movimentos se destacam.

O primeiro, é o começo da tudo: a queda brusca.

O segundo é um repique, uma breve recuperação. Podemos chamá-lo de 'Bull Trap': um armadilha para aqueles que acreditam que o pior ficou para trás.

Se comporta como uma recuperação, parece uma recuperação, mas não é. O que vem depois, o terceiro movimento, é uma queda que se iguala ou até mesmo supera o tombo anterior.

Lembra alguma coisa?

Se você olhar para a Bolsa brasileira, vai ver que primeiro movimento de queda começou em fevereiro, quando as notícias do coronavírus se tornaram piores e a guerra dos preços do petróleo preocuparam o mundo todo.

Em março, chegamos aos 63 mil pontos, a mínima histórica dos últimos 4 anos.

Logo em seguida a bolsa voltou a subir… De março até o meio de abril foram 20 mil pontos escalados.

Se esse é um bear market clássico, estamos entrando na terceira fase?

Se o histórico estiver correto, podemos cair abaixo dos 62 mil pontos. Ainda mais abaixo do primeiro movimento de queda desta crise. Isso aconteceu em 100% dos bear markets anteriores.

A tensão política que toma conta de Brasília não ajuda a criar um ambiente mais amigável para a bolsa brasileira. Nesta sexta-feira (24) mesmo, após o pedido de demissão do ministro da Justiça Sergio Moro, a bolsa brasileira chegou a despencar mais de 9%, ameaçando acionar o botão de pânico mais uma vez durante essa crise…

Se o padrão dos bear markets do passado se repetir, o que acontece com o seu patrimônio? Você está preparado para uma nova queda?

O Felipe Miranda, estrategista chefe da Empiricus, pode te ajudar a fazer exatamente isso: minimizar o impacto do bear market no seu patrimônio e te deixar pronto para aproveitar as oportunidades de lucros quando o mercado voltar a crescer.

E ele é muito claro: o momento não é de sair comprando qualquer coisa na bolsa. Antes, é preciso minimizar a perda. Saiba como no link abaixo.

CONHEÇA A MELHOR PROPOSTA PARA PROTEGER O SEU PATRIMÔNIO

Conteúdo patrocinado

A Locaweb pode dobrar de valor? Max Bohm acredita que sim; veja as razões

O e-commerce está se expandindo rapidamente, o padrão de consumo está mudando e essa é uma tendência que veio para ficar. Max Bohm, especialista em Microcaps explica a razão por trás do potencial da Locaweb DOBRAR de valor nos próximos anos.

CONTEÚDO PATROCINADO

Por que Max Bohm diz que você pode ficar milionário com 3 ações [NOME AQUI]

Ele dá o nome de uma ação que tem potencial de dobrar de valor durante a retomada pós-crise do cononavírus; veja aqui

CONTEÚDO PATROCINADO

LIVE: As 3 ações que podem criar uma nova geração de milionários no Brasil

Max Bohm fala ao vivo nesta quarta-feira (3), às 11h, sobre as oportunidades de ficar milionário com a retomada dos mercados com apenas três ações. Dê o play no link abaixo e acompanhe.

Conteúdo patrocinado

Como nascem os milionários (e como você pode ser um deles)

Existem muitas formas e estratégias que podem te ajudar a chegar ao seu objetivo. Além de poupar e gerar renda, uma outra forma de acelerar o caminho até o primeiro milhão é encarar o mercado de ações.

Fechar
Menu