Menu
2020-10-13T16:39:41-03:00
Estadão Conteúdo
Disputa antiga

OMC autoriza UE a retaliar EUA por subsídios à Boeing, mas bloco quer acordo

Vice-presidente executivo da UE, Valdis Dombrovskis disse no Twitter que o bloco pretende agora retomar o diálogo com os EUA “de maneira construtiva” para decidir sobre os próximos passos

13 de outubro de 2020
16:39
Estados Unidos e União Europeia
Estados Unidos e União Europeia - Imagem: Shutterstock

A Organização Mundial de Comércio (OMC) anunciou nesta terça-feira, 13, decisão que autoriza a União Europeia a retaliar os Estados Unidos por causa de subsídios dados pelo país à Boeing. A retaliação pode chegar a US$ 3,99 trilhões ao ano no total, segundo a entidade.

A OMC diz que os EUA não conseguiram comprovar seus argumentos, ao apresentar alegações contra a UE no caso. Agora, esta poderá lançar tarifas contra produtos americanos, para fazer valer a decisão.

Vice-presidente executivo da UE, Valdis Dombrovskis disse no Twitter que o bloco pretende agora retomar o diálogo com os EUA "de maneira construtiva" para decidir sobre os próximos passos. Segundo ele, a UE prefere um acordo negociado, mas se isso não ocorrer "seremos forçados a defender nossos interesses e responder de maneira proporcional".

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

Rumo aos R$ 6?

Dólar sobe e toca os R$ 5,60; Banco Central faz dupla atuação para tentar segurar o câmbio

Disparada da moeda americana ocorre em meio à fuga de recursos que migram para os títulos públicos americanos, cujos retornos dispararam recentemente

Não gostou

Conselheira da Petrobras critica forma da demissão de Castello Branco

Segundo ela, está havendo uma desintegração vertical e nacional da Petrobras, com a única finalidade de remunerar os acionistas, o que precisa ser mudado.

Esperança

Mundo pode crescer em 2021 mais que 5,5% previstos em janeiro, diz FMI

Kristalina Georgieva também defendeu crédito para empresas e famílias, a partir das circunstâncias de cada país, até a crise de saúde ser superada.

Necessidade econômica

Reação do mercado de trabalho na pandemia depende de condição sanitária, diz IBGE

A população ocupada encolheu em 8,373 milhões de pessoas em um ano, enquanto o total de desempregados aumentou em 2,294 milhões.

Subindo

Insumo no atacado tem forte alta em 12 meses, diz FGV

Em 12 meses, registraram a maior alta da série iniciada em agosto de 1995.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies