Menu
2020-08-18T16:57:02-03:00
Estadão Conteúdo
OPINIÃO POPULAR

‘Nova CPMF’ tem aprovação maior se financiar desoneração e Renda Brasil, mostra pesquisa XP/Ipespe

46% da população concorda com a criação do tributo se servir para financiar a desoneração, enquanto 37% discordam.

18 de agosto de 2020
16:55 - atualizado às 16:57
Paulo Guedes
Paulo Guedes na abertura oficial do Fórum de Investimentos Brasil. - Imagem: Brasil Investment Forum

A possibilidade de criação de uma nova CPMF, aventada pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, tem simpatia da população desde que sirva para desonerar a folha de pagamento das empresas. De acordo com recorte da pesquisa XP/Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas (Ipespe) de agosto, divulgado há pouco, 46% da população concorda com a criação do tributo se servir para financiar a desoneração, enquanto 37% discordam. Outros 7% não tinham opinião e 11% não responderam.

Esse é o cenário de maior aprovação do tributo sobre movimentações financeiras. Caso o novo tributo sirva para custear o Renda Brasil, há um empate nas opiniões: 43% concordam e outros 43% discordam. Para 5%, não faz diferença; 10% não responderam.

Caso a nova CPMF sirva para equilibrar as contas públicas, no entanto, 64% da população se diz contrária à medida. Outros 21% afirmam concordar com o tributo, enquanto 6% se disseram indiferentes e 9% não responderam. No pior cenário, em que o imposto seria criado sem nenhuma contrapartida, 78% da população é contrária. Apenas 12% são a favor, enquanto 1% se disseram indiferentes e 8% preferiram não responder.

Segundo a pesquisa, 59% das pessoas disseram não lembrar de como era cobrada a CMPF, contra 38% que afirmaram se lembrar. Na faixa de 18 a 34 anos, 78% das pessoas afirmaram não se recordar da contribuição, contra 45% das que têm mais de 55 anos. O tributo vigorou entre 1997 e 2007 - sua última alíquota foi de 0,38%.

Para 41% da população, a elevada carga é o principal problema do sistema tributário brasileiro. Outros 28% mencionaram a falta de transparência, enquanto 14% disseram que o maior problema é a injustiça e 6%, a complexidade. Outros 11% não responderam.

A pesquisa XP/Ipespe realizou 1.000 entrevistas telefônicas do dia 13 ao dia 15 de agosto. A amostra considerou sexo, tipo de cidade, região, idade, porte do município, religião, ocupação, nível educacional e renda. A margem de erro é de 3,2 pontos porcentuais.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

EXILE ON WALL STREET

TINWO: carta a um jovem investidor

Investimento tem seu próprio momento de maturação; para amadurecê-lo, não há como apressar sua seiva

K-POP NA BOLSA

Agência de K-pop Big Hit faz oferta de ações na bolsa e deixa membros do BTS multimilionários

A companhia, que captou mais de US$ 820 milhões e fará a sua estreia no índice KOSPI em outubro, pretende pegar carona na popularidade crescente de suas estrelas

Títulos públicos

Veja os preços e as taxas do Tesouro Direto nesta segunda-feira

Confira os preços e taxas de todos os títulos públicos disponíveis para compra e resgate

Um outro olhar

Ibovespa opera em alta acompanhando otimismo com perspectiva de acordo nos EUA

Posicionamento do BC chinês e expectativa em torno acordo entre democratas e republicanos sobre estímulo nos EUA sustentam bom humor dos investidores

INVESTINDO

Petrobras assume concessões na Foz do Amazonas após desistência da Total

Blocos estão em águas ultraprofundas, áreas consideradas prioritárias no plano de investimento da companhia

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements