Menu
2020-08-18T16:57:02-03:00
Estadão Conteúdo
OPINIÃO POPULAR

‘Nova CPMF’ tem aprovação maior se financiar desoneração e Renda Brasil, mostra pesquisa XP/Ipespe

46% da população concorda com a criação do tributo se servir para financiar a desoneração, enquanto 37% discordam.

18 de agosto de 2020
16:55 - atualizado às 16:57
Paulo Guedes
Paulo Guedes na abertura oficial do Fórum de Investimentos Brasil. - Imagem: Brasil Investment Forum

A possibilidade de criação de uma nova CPMF, aventada pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, tem simpatia da população desde que sirva para desonerar a folha de pagamento das empresas. De acordo com recorte da pesquisa XP/Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas (Ipespe) de agosto, divulgado há pouco, 46% da população concorda com a criação do tributo se servir para financiar a desoneração, enquanto 37% discordam. Outros 7% não tinham opinião e 11% não responderam.

Esse é o cenário de maior aprovação do tributo sobre movimentações financeiras. Caso o novo tributo sirva para custear o Renda Brasil, há um empate nas opiniões: 43% concordam e outros 43% discordam. Para 5%, não faz diferença; 10% não responderam.

Caso a nova CPMF sirva para equilibrar as contas públicas, no entanto, 64% da população se diz contrária à medida. Outros 21% afirmam concordar com o tributo, enquanto 6% se disseram indiferentes e 9% não responderam. No pior cenário, em que o imposto seria criado sem nenhuma contrapartida, 78% da população é contrária. Apenas 12% são a favor, enquanto 1% se disseram indiferentes e 8% preferiram não responder.

Segundo a pesquisa, 59% das pessoas disseram não lembrar de como era cobrada a CMPF, contra 38% que afirmaram se lembrar. Na faixa de 18 a 34 anos, 78% das pessoas afirmaram não se recordar da contribuição, contra 45% das que têm mais de 55 anos. O tributo vigorou entre 1997 e 2007 - sua última alíquota foi de 0,38%.

Para 41% da população, a elevada carga é o principal problema do sistema tributário brasileiro. Outros 28% mencionaram a falta de transparência, enquanto 14% disseram que o maior problema é a injustiça e 6%, a complexidade. Outros 11% não responderam.

A pesquisa XP/Ipespe realizou 1.000 entrevistas telefônicas do dia 13 ao dia 15 de agosto. A amostra considerou sexo, tipo de cidade, região, idade, porte do município, religião, ocupação, nível educacional e renda. A margem de erro é de 3,2 pontos porcentuais.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

Acabou a mamata?

Congresso reage a supersalários da cúpula do governo

Medida beneficia diretamente o presidente Jair Bolsonaro e seu vice, Hamilton Mourão

Vieram fortes

Commodities e dólar em alta turbinam lucros de exportadoras no 1º trimestre

Expectativa é de efeito positivo sobre o PIB, mas comportamento desigual das empresas de capital aberto preocupa analistas

Indústria em expansão

Brasil vive ‘boom’ de gestoras de recursos

De janeiro a março, Anbima registrou 27 novas gestoras

Pandemia

Governo proíbe entrada de estrangeiros em voos provenientes da Índia

Restrição vale também para Reino Unido, Irlanda do Norte e África do Sul

Imposto de renda

Cerca de 12 milhões de pessoas ainda não enviaram declaração

Balanço foi divulgado pela Receita Federal na sexta-feira; prazo termina em 31 de maio

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies