Menu
2020-01-21T11:28:55-03:00
tendências

Monitor do PIB da FGV aponta alta de 0,3% em novembro ante outubro

Monitor do PIB antecipa a tendência do principal índice da economia a partir das mesmas fontes de dados e metodologia empregadas pelo IBGE

21 de janeiro de 2020
11:26 - atualizado às 11:28
pib crescimento
Imagem: Shutterstock

O Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro cresceu 0,3% na passagem de outubro para novembro, segundo o Monitor do PIB, apurado pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre/FGV). Na comparação com novembro de 2018, a economia cresceu 1,6% em novembro de 2019.

"O resultado positivo da economia em novembro, em comparação a outubro, foi influenciado pelo consumo, tanto do mercado interno quanto do externo, com crescimento do consumo das famílias e das exportações", justificou Claudio Considera, coordenador do Monitor do PIB-FGV, em nota oficial.

O Monitor do PIB antecipa a tendência do principal índice da economia a partir das mesmas fontes de dados e metodologia empregadas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), responsável pelo cálculo oficial das Contas Nacionais.

"Destaca-se que o crescimento do consumo das famílias está sendo impulsionado pelo aumento do consumo de serviços. Com relação à FBCF (Formação Bruta de Capital Fixo, medida dos investimentos no PIB), a despeito do resultado positivo interanual, o resultado ajustado sazonalmente mostra, em novembro, a terceira queda consecutiva da taxa mensal do indicador. Este resultado é explicado, principalmente, pela retração de máquinas e equipamentos. Tais resultados continuam sinalizando que a recuperação da economia está mais ancorada na expansão do consumo do que dos investimentos", completou Claudio Considera.

Em termos monetários, o PIB alcançou aproximadamente R$ 6,606 trilhões de janeiro a novembro de 2019, em valores correntes.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

Disputa com a Stone

Linx se recusa a assinar protocolo de oferta da Totvs, que sobe tom contra conselheiros da empresa

Totvs ainda não desistiu do negócio, mas disse que os conselheiros independentes da Linx trataram a oferta da companhia de forma desigual em relação à proposta feita pela Stone

seu dinheiro na sua noite

A segunda onda (e o primeiro teste)?

A bolsa brasileira ganhou 1 milhão de pessoas físicas nos últimos seis meses. São novos investidores que praticamente não sabem o que é perder dinheiro na renda variável. O Ibovespa registrou uma alta de respeitáveis 40% entre março — o epicentro do terremoto nos mercados provocado pela crise do coronavírus — e agosto. O ganho […]

abertura de capital

Bradesco planeja IPO da Ágora e corretora deve se separar do banco até o fim do ano

Analistas do Goldman Sachs tiveram conferência com os diretores do Bradesco, Leandro Miranda e Carlos Firetti. O plano é realizar o IPO depois de a Ágora conquistar o segundo lugar do setor em termos de participação de mercado — o que é previsto para acontecer dentro de 4 ou 5 anos

Tenebrosas transações

Ibovespa fecha em queda e dólar sobe com escândalo envolvendo bancos da Europa e dos EUA

Aumento de casos de covid-19 na Europa e morte de juíza federal norte-americana constituíram ingredientes adicionais à forte aversão ao risco nos mercados globais

INDO PARA A BOLSA

CSN autoriza IPO da parte de mineração e atualiza projeções

CSN decidiu pelo IPO da unidade de mineração “à luz das condições favoráveis e perspectivas positivas do mercado de minério de ferro”

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements