Menu
2020-02-28T12:32:57-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro

Gastos com consumo nos EUA sobem 0,2% em janeiro, como previsto

Já a renda pessoal avançou 0,6% no período, registrando o maior ganho em 11 meses e superando a previsão do mercado, de acréscimo de 0,4%

28 de fevereiro de 2020
12:01 - atualizado às 12:32
inflação consumo eletrônico
Imagem: Shutterstock

Os gastos com consumo nos Estados Unidos subiram 0,2% em janeiro ante dezembro, segundo dados com ajustes sazonais publicados hoje pelo Departamento do Comércio.

O resultado veio em linha com a previsão de analistas consultados pelo The Wall Street Journal. Já a renda pessoal avançou 0,6% no período, registrando o maior ganho em 11 meses e superando a previsão do mercado, de acréscimo de 0,4%.

Em relação aos dados de dezembro, o avanço dos gastos pessoais ante o mês anterior foi revisado para cima, de 0,3% para 0,4%. Já no caso da renda pessoal, a revisão foi para baixo, de +0,2% para +0,1%.

O relatório também mostrou que o índice de preços de gastos com consumo (PCE, na sigla em inglês) - medida de inflação preferida do Federal Reserve (Fed, o banco central americano) subiu 0,1% em janeiro ante dezembro.

O núcleo do PCE, que exclui itens voláteis como alimentos e energia, também avançou 0,1% no período, ficando abaixo da projeção de alta de 0,2%.

Na comparação anual, o PCE aumentou 1,7% e seu núcleo subiu 1,6% em janeiro.

*Com Dow Jones Newswires e Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

O varejo ferve

Renner mira compra da Dafiti com recursos da oferta de ações

Varejista anunciou captação de até R$ 6,5 bilhões na bolsa e pode usar os recursos para fazer uma proposta pelo e-commerce de moda

Pouso forçado

Demanda por voos deve encerrar o ano em menos da metade do nível pré-pandemia

O prejuízo total das companhias aéreas em 2021 deve ficar entre US$ 47 bilhões e US$ 48 bilhões, de acordo com a ação Internacional de Transporte Aéreo (Iata)

Agora vai?

Governo vai reduzir valor de arrecadação por áreas “micadas” do pré-sal em novo leilão

A arrecadação que o governo pretende receber pela exploração de dois campos do pré-sal foi reduzida em R$ 25,5 bilhões; novo leilão deve acontecer em dezembro

Mercado de capitais

FGTS embolsa quase R$ 900 milhões com venda de ações da Alupar em oferta

O fundo que reúne o dinheiro dos trabalhadores com carteira assinada tinha uma participação de 12% no capital do grupo de geração e transmissão de energia

O melhor do Seu Dinheiro

Tiradentes e as bolhas financeiras, o balanço da Netflix e outros destaques do dia

Joaquim José da Silva Xavier percebeu que alguma coisa estava fora da ordem ali pelos idos de 1789. A extração de ouro estava em franco declínio, mas a Coroa portuguesa não parava de exigir o quinto sobre tudo o que saía das Minas Gerais. Mais ou menos na mesma época, ideias surgidas na Europa que pregavam […]

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies