Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2020-04-06T09:01:52-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
pessimismo no mercado

Mercado prevê queda de 1,18% do PIB e Selic a 3,25% em 2020

Projeção da semana passada era de um recuo de 0,48% do PIB e de Selic a 3,50%, segundo o Boletim Focus

6 de abril de 2020
8:44 - atualizado às 9:01
Ibovespa mercados em queda
Os investidores devem apertar os cintos: o Ibovespa futuro abriu em forte queda hoje - Imagem: Shutterstock

O mercado financeiro espera que o Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil caia 1,18% em 2020 e que a taxa básica de juros, a Selic, termine o ano a 3,25%, segundo o Boletim Focus, do Banco Central, desta segunda-feira (6).

A estimativa dá o tom do pessimismo que se instaurou entre os agentes financeiros desde a crise desencadeada pelo novo coronavírus. Algumas casas, como o Itaú Asset, esperam uma queda de mais de 3% do PIB neste ano.

Quanto ao Focus, a projeção da semana passada era de um recuo de 0,48% do PIB e de Selic a 3,50%. Um mês atrás, a expectativa compilada na publicação era de um avanço de 1,99% da economia e de taxa básica de juros a 4,25% ainda neste ano.

Confira os principais números da publicação desta segunda-feira:

2020

IPCA: 2,72% (ante 2,94%)
Selic: 3,25% (ante 3,50%)
PIB: -1,18% (ante -0,48%)
Câmbio: R$ 4,50 (ante R$ 4,50)

2021

IPCA: 3,50% (ante 3,57%)
Selic: 4,75% (ante 5,00%)
PIB: 2,50% (ante 2,50%)
Câmbio: R$ 4,40 (ante R$ 4,30)

2022

IPCA: 3,50% (ante 3,50%)
Selic: 6,00% (ante 6,50%)
PIB: 2,50% (ante 2,50%)
Câmbio: R$ 4,30 (ante R$ 4,24)

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

Tendências da bolsa

AGORA: Ibovespa futuro abre em queda após aumento de juros e IGP-M acima do esperado e dólar avança hoje

A agenda de balanços conta com Petrobras e Vale, enquanto o exterior deve sentir cautela antes da inflação nos EUA amanhã

O melhor do Seu Dinheiro

Nem tudo é terra arrasada pela alta dos juros, o mercado pós-Copom e outros destaques do dia

O aperto monetário ressuscitou a renda fixa, com alguns CDBs voltando a pagar taxas de 1% ao mês ou mais.

COLUNA DO JOJO

Bolsa hoje?: Unidos do Aperto Monetário… Nota… Dez!

Como se não bastasse ter que se preocupar com os resultados de Vale e Petrobras, que juntas representam mais de 20% do Ibovespa, ainda teremos que digerir a alta de 150 pontos-base da Selic

De olho na bolsa

Esquenta dos mercados: bolsa deve refletir taxa de juros mais alta em dia de leitura do PIB dos EUA

A agenda de balanços conta com Petrobras e Vale, enquanto o exterior deve sentir cautela antes da inflação nos EUA amanhã

NA DÚVIDA, ADIA

No restabelecimento da presença obrigatória em Brasília, governo fica sem quorum e retira PEC dos Precatórios

Nova tentativa de votação é esperada para hoje, mas o temor de que não haja deputados em quantidade suficiente para a aprovação persiste

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies