⚠️ DIVIDENDOS EM RISCO? Lula e Bolsonaro querem taxar seus proventos e podem atacar sua renda extra em 2023. Saiba mais aqui

2020-02-28T12:15:55-03:00
Estadão Conteúdo
avanço na demanda

Financiamento imobiliário cresce 42,2% e atinge R$ 7,27 bilhões em janeiro

No acumulado dos últimos 12 meses até janeiro, o crédito imobiliário totalizou R$ 80,9 bilhões, alta de 37,9%

28 de fevereiro de 2020
12:15
patrocinado-imoveis

A concessão de financiamentos para a compra e a construção de moradias no País em janeiro de 2020 atingiu R$ 7,27 bilhões, o que representa crescimento de 42,7% em relação a janeiro de 2019 e baixa de 16,1% ante dezembro de 2019. O volume de empréstimos é o maior para o mês desde 2016.

No acumulado dos últimos 12 meses até janeiro, o crédito imobiliário totalizou R$ 80,9 bilhões, alta de 37,9%.

O aumento na liberação de financiamentos na comparação anual indica avanço na demanda, em virtude da queda dos juros.

Além dos custos para a compra do imóvel estarem menores, investidores têm optado por aplicar nessa categoria. Já a queda em comparação com dezembro está relacionada a fatores sazonais, uma vez que dezembro costuma ser o mês mais forte para transações desse tipo.

Os dados foram divulgados nesta sexta-feira, 28, pela Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip).

Os números consideram apenas os financiamentos com recursos originados nas cadernetas de poupança. Não entram aqui, por exemplo, os empréstimos com dinheiro originado no Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), destinados ao Minha Casa Minha Vida (MCMV).

Em termos da quantidade de imóveis, a pesquisa apontou que foram financiadas 27,9 mil unidades em janeiro de 2020, elevação de 38,9% ante janeiro de 2019 e redução de 11,9% em relação a dezembro. Nos últimos 12 meses, os recursos atenderam 305,8 mil imóveis, alta de 31,4%.

A Caixa Econômica Federal liderou a concessão de empréstimos em janeiro, com R$ 2,668 bilhões. Em seguida vieram Bradesco (R$ 1,525 bilhão), Itaú Unibanco (R$ 1,332 bilhão) e Santander (R$ 1,217 bilhão).

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

ESTRADA DO FUTURO

Uma nova safra de balanços vem aí: o que esperar dos resultados das maiores empresas de tecnologia do mundo?

6 de outubro de 2022 - 6:39

Há uma enorme diferença entre as expectativas para Amazon, Apple, Google e Microsoft; o mais importante é o que elas têm a dizer sobre os próximos trimestres

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

Embate entre Opep+ e Biden, nova pesquisa do Ipec e a pedra no sapato da Oi (OIBR3); confira os destaques do dia

5 de outubro de 2022 - 19:16

A decisão da Organização dos Países Exportadores de Petróleo e aliados (Opep+) de cortar a produção em dois milhões de barris por dia (bpd) para manter o mercado estável não agradou o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden. Com a inflação batendo insistentemente em sua porta e uma resistência da alta dos preços aos remédios […]

CONSOLIDAÇÃO

Líder em consolidação no setor de saúde, Hapvida (HAPV3) compra operadora de baixo custo por R$ 120 milhões

5 de outubro de 2022 - 18:57

A compra será feita por meio da subsidiária Intermédica e custará cerca de R$ 120 milhões

PRÉVIA DO BALANÇO

Multiplan (MULT3) vende R$ 4,7 bilhões e renova recorde de performance para um terceiro trimestre — confira os destaques da prévia operacional da companhia

5 de outubro de 2022 - 18:51

Todos os ativos do portfólio da empresa apresentaram crescimento de dois dígitos na comparação anual, com destaque para um shopping paulistano

ELEIÇÕES 2022

Ipec mostra Lula com 51% e Bolsonaro com 43% — confira a primeira pesquisa após o primeiro turno

5 de outubro de 2022 - 18:33

Considerando apenas os votos válidos, ou seja, excluindo os brancos e nulos, o petista aparece com 55%, ante 45% do presidente que tenta a reeleição

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies