Menu
2020-08-27T12:35:38-03:00
Estadão Conteúdo
Reforma tributária

Febraban diz que CBS aumentará o spread bancário em 1 ponto porcentual

Ele pediu que a reforma tributária a ser aprovada pelo Congresso Nacional simplifique impostos e reduza os custos associados ao cumprimento das obrigações tributárias

27 de agosto de 2020
12:35
Bancos - Itaú - Santander - Bradesco - Banco do Brasil
Imagem: Montagem Andrei Morais / Estadão Conteúdo / Shutterstock

O presidente da Federação Brasileira de Bancos (Febraban), Isaac Sidney, disse nesta quinta-feira que a proposta do governo de criação da Contribuição sobre Bens e Serviços (CBS) aumentará a alíquota de impostos cobradas das instituições financeiras e poderá representar um aumento de 1 ponto porcentual no spread bancário.

Em reunião virtual da Comissão Mista da Reforma Tributária, Sidney disse que os tributos representam 19,3% do spread bancário atualmente, o que, segundo ele, é mais do que a margem de lucro dos bancos. "Bancos não cobram juros elevados porque querem ou porque gostam", completou.

Ele pediu que a reforma tributária a ser aprovada pelo Congresso Nacional simplifique impostos e reduza os custos associados ao cumprimento das obrigações tributárias, que hoje correspondem a 200 mil horas de trabalho em todo o setor.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

Mercado agora

Ibovespa fecha em queda com descrença sobre possível recuo de ‘pedalada’

No exterior, expectativa em torno do primeiro debate entre os principais candidatos à presidência dos EUA inibiu apetite por risco

Fiador sem crédito

Investidores veem omissão de Guedes no Renda Cidadã e mostram cansaço com “Posto Ipiranga”

Agentes do mercado financeiro questionam voto de confiança no ministro da Economia como fiador da disciplina fiscal

recadinho

Relevância do cumprimento do teto no pós-crise será ainda maior, diz Tesouro

Tesouro Nacional reforçou o alerta de que é preciso acelerar as reformas para manter a confiança dos investidores e os juros baixos

impacto fiscal

Rombo nas contas do governo soma R$ 647,8 bilhões até agosto

O resultado, que reúne as contas do Tesouro Nacional, Previdência Social e Banco Central, sucede o déficit de R$ 87,835 bilhões de julho

GIGANTE DEBILITADO

Membro do Fed projeta contração de 3% do PIB dos EUA em 2020

Presidente da distrital de Dallas também estima crescimento de 3,5% da economia em 2021

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements