Menu
2020-03-30T17:56:45-03:00
Estadão Conteúdo
RATING SOBERANO

Com coronavírus, aumento de rating soberano no país fica para 2021, diz Austin Rating

Em relatório, a agência destaca que o déficit primário de 2020 deve superar os R$ 200 bilhões com os gastos adicionais para combater o coronavírus

30 de março de 2020
17:56
dinheiro impostos real
Imagem: Shutterstock

A piora do cenário econômico do Brasil com a pandemia de coronavírus deve adiar a melhora do rating soberano do País para 2021 - e apenas caso o governo retome a redução do déficit primário e da sua Dívida Bruta Geral, avalia a Austin Rating.

Em relatório, a agência destaca que o déficit primário de 2020 deve superar os R$ 200 bilhões com os gastos adicionais para combater o coronavírus.

"Será quase inevitável que a Dívida Bruta do Governo Geral (DBGG) atinja o nível de 80% entre o final de 2020 e o início de 2021", escreve o economista-chefe Alex Agostini, que assina o documento.

No texto, a agência revisou sua estimativa de taxa de câmbio ao final do ano para R$ 4,90 por dólar, devido à perda de atratividade nas operações de carry trade.

De acordo com a Austin, mesmo as ações de recompra de títulos soberanos brasileiros por parte do Banco Central não devem reverter esse quadro.

A agência ainda revisou as projeções para o déficit em conta corrente do País em 2020, de US$ 60 bilhões para US$ 43 bilhões.

"Esse alívio no déficit será decorrente de forte arrefecimento da atividade mercantil global, principalmente por demanda de commodities minerais e metálicas que, por sua vez, têm implicações diretas sobre o ritmo da demanda de serviços e rendas", diz o relatório.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

Mudou de ideia?

Elon Musk passa a recomendar cautela com o dogecoin às vésperas de sua participação no SNL

O bilionário, que já fez a moeda-meme disparar 60% com apenas um tweet, exibiu um alerta para as limitações do mercado de criptoativos

pandemia

Estudo aponta relação entre negacionismo de Bolsonaro e evolução da pandemia no Brasil

Segundo o levantamento, em cidades onde o presidente obteve mais de 50% dos votos no segundo turno das eleições de 2018, número de mortes foi 415% maior do que nos municípios onde ele perdeu o pleito

Insistência incomoda

Ex-presidente do BC Affonso Pastore acredita que ajuste parcial da Selic é insustentável

O economista defende o reconhecimento explícito de que a instituição perseguirá o ajuste integral da taxa básica de juros

Turbulência

Latam reduz prejuízo em 79% e anota perda de US$ 430,8 milhões no 1º trimestre

A receita operacional total da aérea foi de US$ 913,1 milhões no primeiro trimestre, queda de 61,2% sobre o mesmo período de 2020

Bitcoin popular

Goldman Sachs e Citibank anunciam novos investimentos em bitcoin

A ideia é tentar oferecer a maior variedade de serviços e evitar as oscilações, típicas e comuns no mundo das criptomoedas

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies