Menu
2020-03-25T21:38:11-03:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Diretor de redação do Seu Dinheiro. Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA, trabalhou nas principais publicações de economia do país, como Valor Econômico, Agência Estado e Gazeta Mercantil. É autor dos romances O Roteirista, Abandonado e Os Jogadores
Crise do coronavírus

André Esteves, do BTG Pactual, defende venda de reservas cambiais no combate à crise

Esteve disse que, para começar, o Banco Central poderia se valer do lucro recente obtido com as reservas, estimado pelo BTG entre US$ 10 bilhões e US$ 15 bilhões

25 de março de 2020
21:15 - atualizado às 21:38
André Esteves, bilionário fundador do banco BTG Pactual
André Esteves, fundador do banco BTG Pactual - Imagem: CLAYTON DE SOUZA/ESTADÃO CONTEÚDO/AE/

Se as reservas internacionais do país representam um seguro, agora que houve o “sinistro” com a crise do coronavírus é hora de usá-las. A afirmação é de André Esteves, sócio-fundador do BTG Pactual.

As reservas cambiais brasileiras são compostas principalmente por títulos do tesouro dos Estados Unidos (Treasuries), que se valorizaram fortemente nas últimas semanas.

Esteves sugeriu que, para começar, o Banco Central poderia se valer desse lucro – estimado pelo BTG entre US$ 10 bilhões e US$ 15 bilhões.

O uso das reservas ainda contaria com a vantagem de reduzir a dívida do país, segundo o banqueiro, que participou de uma transmissão ao vivo no YouTube ao lado de Rogério Xavier, sócio da SPX Capital.

Para Esteves, a atuação do BC no câmbio poderia ser muito maior. “Eu não gosto de ver a moeda se desvalorizar nesse nível, com o grau de reservas que a gente tem e comprado liquidamente em dólares”, afirmou.

Para o sócio do BTG, a redução da taxa básica de juros (Selic) não é a melhor estratégia para lidar com os efeitos do coronavírus na economia, pelo menos nesse primeiro momento. “Não ganhamos o direito de baixar o juro a zero.”

Jabuticabas úteis

O sócio do BTG elogiou o conjunto de ações tomadas pelo governo até agora para conter os efeitos da crise na economia, mas defendeu uma “segunda geração” de medidas.

“Eu não inventaria muita moda e copiaria os programas que foram bem sucedidos lá fora”, disse.

Esteves mencionou as “jabuticabas” brasileiras que podem ser úteis neste momento, como os bancos públicos.

Ele defendeu especificamente o uso da BNDESPar, unidade de participações do banco de desenvolvimento, que poderia entrar no mercado comprando ações de empresas na bolsa. “Além de não ter custo fiscal, o banco ainda vai ganhar dinheiro no médio prazo.”

Fim do “lockdown”

Na discussão sobre a estratégia de isolamento social e paralisação da economia (lockdown) para conter a disseminação do vírus, Esteves defendeu a política, desde que seja por prazo limitado.

“É absolutamente necessário algum tipo de controle. Mas a medida deveria ser aplicada por algumas semanas, poucas semanas.”

Uma vez que os Estados estejam mais preparados para lidar com a pandemia e o "lockdown" tenha surtido o efeito de achatar a curva de crescimento do contágio do coronavírus, Esteves defendeu que a população mais jovem seja liberada das restrições.

“Estamos um um país pobre, onde morrem mais de 20 mil pessoas de subnutrição por ano. Com o lockdown, a cura pode ser mais grave que a doença” – André Esteves, BTG Pactual

*Conteúdo em atualização

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

entrevista pós-balanço

Risco de interferência política no Banco do Brasil é zero, diz novo CEO da instituição

Para o executivo, seria “forçar a barra” dizer que não haverá redução do número de agências em 2021; segundo ele, banco requer gestão técnica

Mercados hoje

Dados de emprego nos EUA surpreendem e bolsa opera em alta enquanto dólar cai

O payroll era o dado mais esperado do dia no exterior. Isso fez as bolsas europeias inverterem o sinal, os futuros do petróleo Brent caírem quase 1,0% e com certeza terá reflexos nos negócios ao longo do dia

O melhor do Seu Dinheiro

Lições de investimentos do Professor Polvo, balanços e outros destaques do dia

O cineasta Craig Foster teve uma ideia inusitada. Mergulhar todos os dias para acompanhar a vida de um polvo em uma floresta aquática de algas no litoral da África do Sul. Você pode conferir o resultado dessa aproximação que rendeu uma comovente “amizade” no documentário Professor Polvo, o vencedor do Oscar deste ano, que está disponível […]

Payroll

Payroll indica emprego mais fraco que o esperado nos EUA e reduz pressão por alta de juros

O relatório de emprego (payroll) mostrou a geração de 266 mil novos postos de trabalho em abril, bem abaixo da expectativa de 1 milhão do mercado

NA CARA DO GOL

Ibovespa tem nova chance de voltar aos 120 mil pontos; será que agora vai?

Enquanto agenda de balanços perde força, investidores voltam suas atenções para o payroll, o IGP-DI e as vendas no varejo

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies