⚠️ DIVIDENDOS EM RISCO? Lula, Bolsonaro, Ciro e Tebet querem taxar seus proventos e podem atacar sua renda extra em 2023. Saiba mais aqui

2020-02-13T08:43:55-03:00
Estadão Conteúdo
novas previsões

AIE prevê que demanda por petróleo vai encolher no 1º tri por causa de coronavírus

A agência reduziu sua previsão de alta na demanda mundial por petróleo em 2020 para 825 mil bpd

13 de fevereiro de 2020
8:43
Tanques de petróleo
Imagem: Shutterstock

A demanda global por petróleo vai encolher neste trimestre pela primeira vez em mais de uma década, em função do impacto da epidemia de coronavírus, segundo a Agência Internacional de Energia (AIE).

Em relatório mensal divulgado nesta quinta-feira, a AIE reduziu sua previsão de alta na demanda mundial por petróleo em 2020 em 365 mil barris por dia (bpd), para 825 mil bpd. A agência também alertou que haverá uma queda anual na demanda de 435 mil bpd no primeiro trimestre, que marcará o primeiro recuo trimestral em mais de dez anos.

O corte na projeção da AIE foi bem maior do que o anunciado ontem pela Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), que reduziu sua estimativa em 230 mil bpd.

"As consequências (do coronavírus) para a demanda global por petróleo serão significativas", afirmou a AIE em seu relatório, citando uma forte desaceleração do consumo de petróleo pela China, assim como de sua economia.

A AIE, que tem sede em Paris, calcula que a China respondeu por mais de três quartos do crescimento na demanda global por petróleo em 2019 e que seu consumo mais do que dobrou desde a epidemia de Sars ocorrida em 2003. "Há pouca dúvida de que (o novo coronavírus) terá um impacto maior na economia e na demanda por petróleo do que a Sars teve", diz a agência.

Ainda no relatório, a AIE apontou uma queda de 800 mil bpd na oferta de petróleo global em janeiro, sendo que a Opep teria sido responsável por 710 mil bpd do total. Em dezembro, a Opep e aliados - que incluem a Rússia - concordaram em aprofundar cortes na produção conjunta em 500 mil bpd, para 1,7 milhão de bpd, até o fim de março.

Apenas os Emirados Árabes Unidos foram responsáveis por 300 mil bpd da redução na oferta da Opep, de acordo com a AIE. Já a Arábia Saudita, líder informal da Opep, ampliou sua produção em 70 mil bpd no mês passado, a 9,72 milhões de bpd.

A AIE também manteve sua projeção de aumento na oferta fora da Opep este ano, em 2,1 milhão de bpd. A agência prevê que o avanço da produção dos EUA irá desacelerar, o que deverá ser parcialmente compensado por aumentos na oferta de Brasil, Noruega, Canadá e Guiana. Fonte: Dow Jones Newswires.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

CENTRAL DAS ELEIÇÕES

Eleições 2022: Veja como a imprensa internacional repercutiu o resultado da eleição

3 de outubro de 2022 - 10:35

Acompanhe a cobertura ao vivo das eleições 2022 com as principais notícias sobre os principais candidatos à Presidência e nos Estados

ELEIÇÕES 2022

Um teste para a democracia brasileira: Veja como a imprensa estrangeira está repercutindo o resultado da eleição

3 de outubro de 2022 - 10:29

Jornais, sites e revistas chamam a atenção para o desempenho melhor que o previsto pelas pesquisas do presidente Jair Bolsonaro

CAUTELA GLOBAL

Ativos de risco em xeque: bitcoin (BTC) sustenta patamar de US$ 19 mil, mas não empolga com dados esperados da semana; criptomoedas não saem do bear market

3 de outubro de 2022 - 10:00

Correndo o risco de parecer brutalmente realista, pouco se pode esperar de qualquer mudança no cenário daqui para frente

MERCADOS AO VIVO

Bolsa hoje: Ibovespa opera em alta acima de 3% com eleições e exterior; Sabesp (SBSP3) e Petrobras (PETR4) disparam

3 de outubro de 2022 - 9:05

RESUMO DO DIA: As bolsas internacionais operam sem direção definida nesta segunda-feira (3). No exterior, os investidores mantêm-se cautelosos e acompanham discursos de dirigentes do Federal Reserve (Fed) nos EUA. O grande destaque do dia é o cenário doméstico, com a digestão do primeiro turno eleitoral e a continuidade da disputa presidencial entre Lula (PT) […]

MERCADO EM 5 MINUTOS

Mercado em 5 Minutos: Quantas reviravoltas cabem em uma só mão?

3 de outubro de 2022 - 9:04

Investidores esperam por dados importantes sobre empregos nos EUA, se preparando também para a temporada de resultados corporativos

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies