Menu
2020-02-13T08:43:55-03:00
novas previsões

AIE prevê que demanda por petróleo vai encolher no 1º tri por causa de coronavírus

A agência reduziu sua previsão de alta na demanda mundial por petróleo em 2020 para 825 mil bpd

13 de fevereiro de 2020
8:43
Tanques de petróleo
Imagem: Shutterstock

A demanda global por petróleo vai encolher neste trimestre pela primeira vez em mais de uma década, em função do impacto da epidemia de coronavírus, segundo a Agência Internacional de Energia (AIE).

Em relatório mensal divulgado nesta quinta-feira, a AIE reduziu sua previsão de alta na demanda mundial por petróleo em 2020 em 365 mil barris por dia (bpd), para 825 mil bpd. A agência também alertou que haverá uma queda anual na demanda de 435 mil bpd no primeiro trimestre, que marcará o primeiro recuo trimestral em mais de dez anos.

O corte na projeção da AIE foi bem maior do que o anunciado ontem pela Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), que reduziu sua estimativa em 230 mil bpd.

"As consequências (do coronavírus) para a demanda global por petróleo serão significativas", afirmou a AIE em seu relatório, citando uma forte desaceleração do consumo de petróleo pela China, assim como de sua economia.

A AIE, que tem sede em Paris, calcula que a China respondeu por mais de três quartos do crescimento na demanda global por petróleo em 2019 e que seu consumo mais do que dobrou desde a epidemia de Sars ocorrida em 2003. "Há pouca dúvida de que (o novo coronavírus) terá um impacto maior na economia e na demanda por petróleo do que a Sars teve", diz a agência.

Ainda no relatório, a AIE apontou uma queda de 800 mil bpd na oferta de petróleo global em janeiro, sendo que a Opep teria sido responsável por 710 mil bpd do total. Em dezembro, a Opep e aliados - que incluem a Rússia - concordaram em aprofundar cortes na produção conjunta em 500 mil bpd, para 1,7 milhão de bpd, até o fim de março.

Apenas os Emirados Árabes Unidos foram responsáveis por 300 mil bpd da redução na oferta da Opep, de acordo com a AIE. Já a Arábia Saudita, líder informal da Opep, ampliou sua produção em 70 mil bpd no mês passado, a 9,72 milhões de bpd.

A AIE também manteve sua projeção de aumento na oferta fora da Opep este ano, em 2,1 milhão de bpd. A agência prevê que o avanço da produção dos EUA irá desacelerar, o que deverá ser parcialmente compensado por aumentos na oferta de Brasil, Noruega, Canadá e Guiana. Fonte: Dow Jones Newswires.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

Exile on Wall Street

Investimos em conversas que vão longe

São raros os dias em que tudo cai — ou tudo sobe —, e eles sugerem um mercado irracional, que não sabe bem o que está fazendo.

covid-19 no radar

Fitch reduz previsões de preço do petróleo por coronavírus e excesso de oferta

Para 2021, as novas projeções de preços médios da Fitch são de US$ 42 o barril de WTI e de US$ 45 o barril de Brent. Antes, eram de US$ 45 para o WTI e US$ 48 para o Brent.

dados da receita

Arrecadação de impostos soma R$ 116 bilhões em fevereiro

Impulsionada pelo resultado de janeiro, no primeiro bimestre, a arrecadação federal somou R$ 291,421 bilhões, segundo a Receita

novidade do banco central

BC vai editar circular regulamentando empréstimos com letras financeiras

Ainda haverá um prazo para operacionalização do instrumento. O BC não divulgou uma estimativa de quando, de fato, os empréstimos começarão a ser feitos

Títulos públicos

Veja os preços e as taxas do Tesouro Direto nesta quinta-feira

Confira os preços e taxas de todos os títulos públicos disponíveis para compra e resgate

medida anticrise

Governo calcula que 25 milhões terão salário reduzido para evitar alta acentuada do desemprego; entenda

Num cenário sem as medidas, o governo estima que as demissões poderiam atingir até 12 milhões de trabalhadores; país já tem 12,3 milhões de desempregados

crise nos eua

EUA registram 6,648 milhões de pedidos de auxílio-desemprego, novo recorde

Leitura da semana anterior, que até então havia sido recorde, foi revisada de 3,283 milhões para 3,307 milhões de pedidos

Dia de recuperação

Ibovespa sobe mais de 3%, impulsionado pela Petrobras e pelo salto de quase 30% no petróleo

O Ibovespa destoa das bolsas externas e opera em alta, sustentado pelo bom desempenho das ações da Petrobras em meio ao salto nas cotações do petróleo. No entanto, a cautela por causa da Covid-19 pressiona os ativos globais e impede que os ganhos sejam maiores por aqui

diante da crise

Cortes de emprego nos EUA disparam em março com coronavírus

Número saltou de 56.660 em fevereiro para 222.288 em março

dinheiro no caixa

Petrobras fecha acordo com Sete Brasil e vai reverter provisão de R$ 634 milhões

Anúncio dá mais fôlego para a companhia, que deve ter uma redução de receitas por conta da crise do coronavírus e da disputa de preços

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements