Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-03-19T15:46:58-03:00
Estadão Conteúdo
Primeiros passos

Mourão diz que reforma da Previdência não é “solução de todos os males”

Presidente em exercício também afirmou que, enquanto as reformas não forem concluídas, será “um massacre” para os cidadãos

19 de março de 2019
15:11 - atualizado às 15:46
Hamilton Mourão, vice-presidente da República
Mourão defendeu que é preciso primeiro organizar o sistema tributário no país - Imagem: Flickr/Palácio do Planalto

O presidente em exercício, Hamilton Mourão, afirmou nesta terça-feira, 19, que a reforma da Previdência não é a solução de todos os males, mas sim um passo inicial. Em palestra a empresários do Distrito Federal, Mourão disse que a aprovação da reforma criará um ambiente de confiança. "Os investidores verão que o governo estará cumprindo promessas de campanha", disse o presidente em exercício.

Mourão enfatizou que a reforma não irá solucionar da noite para o dia a crise fiscal do País, mas, reforçou, é "o passo inicial". Na avaliação dele, o início do segundo semestre seria o prazo ideal para aprovação da reforma. "Isso é o ótimo. Mas o ótimo é inimigo do bom."

O presidente em exercício também defendeu uma reestruturação do sistema tributário para "dar condições para que o País possa voltar a crescer".

Para ele, enquanto todas as reformas não forem concluídas, será "um massacre" para os cidadãos. "Vamos reformar a Previdência, o sistema tributário, privatizar tudo o que tiver que ser privatizado e reformar o sistema educacional. Vamos também tirar o peso das costas de quem produz", disse.

Questionado por empresários, Mourão defendeu que é preciso primeiro organizar o sistema tributário, reduzir o peso de cada imposto e incluir todos na base de pagamento.

"Precisamos organizar o sistema, ele é caótico. Não sabemos o que temos que pagar. O passo seguinte será a redução do peso de cada um desses impostos. Todo mundo tem que estar na base pagadora. Todo mundo vai pagar, mas vai pagar menos", disse. Mourão, no entanto, afirmou que os detalhes de uma proposta que pode ser apresentada pelo governo no futuro está nas mãos do secretário especial da Receita Federal, Marcos Cintra.

Mourão disse que há um preço que o País terá que pagar no curto prazo para que no longo prazo "a nação sorria para todos". O presidente em exercício destacou que o problema estrutural do País é "o pequeno crescimento econômico e a deterioração das contas públicas".

A fala do vice de Bolsonaro também contemplou a defesa de uma abertura da economia, porém de forma "lenta, gradual e segura". "Temos que abrir a economia para o comércio mundial. Mas essa abertura tem que ser lenta, gradual e segura. Porque, enquanto não reformarmos o sistema tributário, será um massacre para nossa produção local", disse.

Defesa de Bolsonaro

Em seu discurso, Mourão saiu em defesa do presidente Jair Bolsonaro ao dizer que ele "não é uma ameaça à democracia". "Bolsonaro é um estadista, ele está pensando no futuro do País", disse. Mourão também afirmou que o governo atual "resgatou a confiança do povo brasileiro" e a primeira demonstração para isso foi a formação de um ministério menor e composto por indicações técnicas.

Durante a abertura do evento, o empresário Paulo Octávio destacou que o setor produtivo de Brasília espera do governo "muita eficiência" para atender às necessidades da população e dos empresários. Ele também afirmou que o grupo apoia a reforma da Previdência e defende a reestruturação do sistema tributário do País.

*Com Estadão Conteúdo.

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

O futuro está no céu

A acirrada corrida pelo ‘carro voador’

Além de chamar a atenção no mercado de capitais, as startups de “carros voadores” estão atraindo talentos e parceiros de setores mais tradicionais da economia

XP anuncia investimento na edtech Resilia

A Resilia é uma edtech que combina tecnologias que potencializam o aprendizado individualizado e em comunidade com um método de ensino que capacita potenciais talentos de uma forma mais rápida para o mercado digital

Análise

Investir em ações de banco ainda é uma boa? Veja 3 motivos que deixam a XP Investimentos cautelosa

Se no ano passado a postura era otimista, agora os analistas do setor financeiro da XP estão mais cautelosos, já que o cenário é de preços elevados dos ativos e uma concorrência e intervenções regulatórias preocupantes.

REFORMA TRIBUTÁRIA

PIB pode crescer 1,6% com redução de IR para empresas, indica estudo

O cálculo de 20% teve como base comportamento das empresas depois de um dos maiores aumentos na alíquota do imposto sobre dividendos no mundo – na França, em 2013, de 15,5% para 46%

ESG

‘Equidade racial se tornou prioridade dentro da Vivo’, diz presidente

Dentro da extensa agenda ESG, que concentra ações ambientais, sociais e de governança, a Vivo aposta na equidade racial

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies