Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-04-05T10:23:24-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Corrupção

Ghosn recebeu US$ 8,9 milhões em pagamentos “impróprios”, acusam Nissan e Mitsubishi

Ex-presidente do Conselho de Administração das duas companhias, Carlos Ghosn teria recebido US$ 8,9 milhões em pagamentos “impróprios”

18 de janeiro de 2019
9:37 - atualizado às 10:23
Carlos Ghosn
Carlos Ghosn, ex-presidente do grupo Renault-Nissan. - Imagem: Shutterstock

A Nissan e a Mitsubishi informaram nesta sexta-feira, 18, que o executivo brasileiro Carlos Ghosn, ex-presidente do Conselho de Administração das duas companhias, recebeu US$ 8,9 milhões em pagamentos "impróprios" realizados por uma subsidiária que ambas mantinham na Holanda.

A Mitsubishi informou que Ghosn recebeu os pagamentos entre abril e novembro do ano passado, depois de ser contratado pela Nissan-Mitsubishi BV, estabelecida em junho de 2017 em território holandês.

As companhias disseram que seus atuais diretores executivos - Hiroto Saikawa da Nissan e Osamu Masuko da Mitsubishi - não foram consultados sobre os pagamentos, embora também fossem executivos da empresa holandesa, ao lado de Ghosn.

A Nissan afirmou crer que os pagamentos a Ghosn foram "resultado de má conduta" e que vai tentar reaver o dinheiro.

Ghosn foi preso no dia 19 de novembro em Tóquio e posteriormente indicado por fraudes financeiras. O executivo nega irregularidades.

Nesta sexta, uma corte em Tóquio rejeitou o pedido da defesa de Ghosn para que fosse uma estabelecida uma fiança, para que ele pudesse responder ao processo em liberdade.

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

Privatização dos correios

Câmara dá início à sessão que discute privatização dos Correios; acompanhe

A venda da estatal está prevista no Projeto de Lei 591/21, do Poder Executivo; a proposta permite a transformação dos Correios em empresa de economia mista

Alta (segura) dos papéis

Parceria com o Grupo Caoa faz ações da seguradora Wiz (WIZS3) subirem mais de 5%; confira detalhes do acordo

A empresa celebrou uma parceria comercial contratual com prazo de vigência de 12 meses com a Caoa Corretora de Seguros, por meio de sua controlada Wiz Conseg

Primeiro dia

Ação da Raízen (RAIZ4) estreia na bolsa em alta de mais de 1%

Pouco depois da abertura, porém, papel retornou para a faixa de preço do IPO; maior abertura de capital do ano na B3 movimentou R$ 6,9 bilhões

Depois dos resultados, a bonança

Opções de Petrobras disparam até 540% em 1 dia com lucro e dividendo bilionários

O lucro acima do esperado pelo mercado no segundo trimestre deste ano e a antecipação de R$ 31,6 bilhões em dividendos animaram a bolsa

Deixa para outra hora!

Mudança de planos: instabilidade no mercado faz Athena desistir de IPO bilionário; saiba os detalhes

Em maio, a companhia de saúde já havia pedido a suspensão do IPO por 60 dias, por conta da volatilidade alta do mercado. Na última quarta-feira, 04, oficializou a desistência do pedido de registro de oferta pública

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies