Menu
2019-07-16T15:20:11-03:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA. Trabalhou por 18 anos nas principais redações do país, como Agência Estado/Broadcast, Gazeta Mercantil e Valor Econômico. É coautor do ensaio “Plínio Marcos, a crônica dos que não têm voz" (Boitempo) e escreveu os romances “O Roteirista” (Rocco), “Abandonado” (Geração) e "Os Jogadores" (Planeta).
Bolsa

Ibovespa deve ter duas novidades na próxima carteira: BTG Pactual e NotreDame Intermédica

Foi o próprio BTG que fez os cálculos a partir dos critérios usados pela B3 para determinar quais ações fazem parte do Ibovespa, que terá nova composição a partir de setembro

16 de julho de 2019
14:31 - atualizado às 15:20
Sede da B3
Sede da B3 - Imagem: Shutterstock.com

O Ibovespa, principal índice de ações da bolsa, deve ganhar duas novas ações na carteira que terá validade entre setembro e dezembro: NotreDame Intermédica (GNDI3) e BTG Pactual (BPAC11).

Os cálculos foram feitos pela equipe de análise do próprio BTG Pactual a partir dos critérios usados pela B3 para determinar quais ações fazem parte do Ibovespa.

A bolsa faz um rebalanceamento dos papéis que compõem a cesta a cada quadrimestre. A carteira atual conta com 66 ações ou units (certificados de ações) de 63 empresas. As ações preferenciais do Itaú Unibanco (ITUB4) possuem hoje a maior participação no Ibovespa, com aproximadamente 10%.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter

Nas contas dos analistas do BTG, as units do banco devem entrar com uma participação de 0,64%, enquanto as ações da NotreDame Intermédica deverão ter um peso de 0,90% na carteira do principal índice da bolsa.

Existe ainda uma chance de os papéis do Carrefour Brasil (CRFB3) aparecerem entre as novidades, mas se a renovação da carteira acontecesse hoje eles não entrariam, escreveram os analistas, em um relatório a clientes.

Antes de entrar efetivamente em vigor, a bolsa divulga três prévias da próxima carteira do Ibovespa, sendo a primeira no dia 1º de agosto. O BTG não espera que nenhuma ação deixe o índice no próximo rebalanceamento. Confira também a nossa cobertura de completa de mercados hoje.

Bancos ampliam presença

Em uma avaliação por setores, quem mais deve ganhar presença na próxima carteira do Ibovespa em termos percentuais são as ações de saúde, de 0,74% para 1,62%.

Os bancos, que já possuem a maior participação no principal índice de B3, devem ampliar um pouco mais o domínio e ter o peso ampliado de 28,82% para 29,14% da carteira, ainda de acordo com o BTG. O setor de óleo e gás (basicamente Petrobras) é o que mais deve perder espaço no Ibovespa a partir de setembro, de 12,68% para 12,37%.

Como investir?

Para quem deseja investir em bolsa com uma exposição semelhante à da carteira do Ibovespa, existem duas formas: a primeira é por meio dos fundos de índice, mais conhecidos pela sigla em inglês ETF. Eles são negociados em bolsa como se fossem uma ação.

Existem quatro deles hoje que têm como objetivo seguir o Ibovespa: o BOVA11, sob gestão da BlackRock, o BOVV11, do Itaú, o XBOV11 (Caixa) e o recém-lançado BOVB11, do Bradesco.

Outra maneira de aplicar em uma carteira que acompanha o Ibovespa é via fundos de ações. Em ambos os casos, vale a pena conferir antes os custos, como a taxa de administração.

Mas com tantas opções disponíveis, qual a melhor forma? A nossa colunista Luciana Seabra dedicou uma coluna para responder a essa questão.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

RECUPERAÇÃO EXTRAJUDICIAL

Recuperação extrajudicial da Triunfo é suspensa pela 1ª Câmara do Tribunal de Justiça de São Paulo

Hoje, os papéis da companhia terminaram o dia cotados em R$ 2,07, o que representa uma alta de 11,29%. Apenas em janeiro, os papéis da Triunfo já subiram 22,49%

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Petrobras à beira da privatização

Caro leitor, São grandes as expectativas do mercado em torno das vendas de ativos estatais para o setor privado durante o governo Jair Bolsonaro. Recentemente, o secretário especial de Desestatização, Desinvestimento e Mercados, Salim Mattar, disse que a meta do governo federal é levantar R$ 150 bilhões em privatizações apenas em 2020. Mas Bolsonaro já […]

De volta aos 118 mil pontos

Noticiário corporativo dá as cartas e Ibovespa sobe mais de 1%; dólar cai a R$ 4,17

Num dia de calmaria no exterior, o Ibovespa fechou em alta firme, impulsionado pelo bom desempenho das ações das siderúrgicas, da Eletrobras e do setor de papel e celulose.

PETRÓLEO

Campo de Lula permanece em 2019 como o maior produtor de petróleo do Brasil

Primeiro campo supergigante brasileiro, Lula foi descoberto em 2006, representando hoje 34,2% da produção do País

PETRÓLEO

Produção de petróleo no Brasil cresce 7,78% em 2019, diz ANP

A maior alta foi registrada pela produção de petróleo na região do pré-sal, de 21,56%, para 633,9 milhões de barris, segundo agência

MAIS ESCLARECIMENTOS

Contrato para abrir ‘caixa-preta’ é da gestão Temer, diz presidente do BNDES

“Não foi esta diretoria que contratou a auditoria. Chegamos em julho no banco e 90% do relatório estava pronto”, afirmou Montezano

OLHO NO VAREJO

XP diz que ações de varejistas não estão caras e coloca Lojas Renner, Via Varejo e Vivara entre as apostas para setor

Para o analista, a alta nos múltiplos é reflexo do aumento das expectativas dos investidores com a melhora do consumo e expansão das varejistas. Mas ponderou que, ao mesmo tempo, tal fato diminui a margem de erro por parte das empresas

Altas e baixas

Eletrobras, siderúrgicas, Marfrig, JBS e Klabin: os destaques do Ibovespa nesta quarta-feira

As ações da Eletrobras reagiram positivamente à recomendação de compra pelo Itaú BBA. Siderúrgicas e Klabin também subiram, enquanto Marfrig e JBS caíram

em compasso de espera

Gol nega revés após Boeing adiar novamente retorno do 737 MAX

Modelo foi suspenso por autoridades em todo o mundo após dois acidentes deixarem centenas de mortos no fim de 2018 e início de 2019

de olho na avaliação

Aprovação de Bolsonaro cai para 47,8% em um ano, diz CNT/MDA

O chefe do Planalto, no entanto, se recuperou quando a comparação ocorre entre a última pesquisa, em agosto, e agora

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements