Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-07-30T07:51:03-03:00
Estadão Conteúdo
mudança de planos

Por FGTS, Caixa quer adiar saída de funcionários que aderiram ao PDV

Programa de demissão do banco público havia conseguido a adesão de 3,5 mil funcionários; Caixa pediu para adiar a saída de cerca de dois mil, todos eles atendentes em agências.

30 de julho de 2019
7:50 - atualizado às 7:51
Caixa Econômica Federal
Caixa Econômica Federal - Imagem: Shutterstock

Para atender à demanda com os saques do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), a Caixa avisou seus funcionários que vai adiar parte dos desligamentos previstos no programa de demissão voluntária (PDV). De acordo com fontes, o anúncio foi feito na semana passada pelos vice-presidentes Valter Nunes (Distribuição, Atendimento e Negócios) e Roney de Oliveira Granemann (Gestão de Pessoas) em um vídeo streaming.

O programa de demissão do banco público, aberto no fim de maio, havia conseguido a adesão de 3,5 mil funcionários. A Caixa pediu para adiar a saída de cerca de dois mil, todos eles atendentes em agências. Muitos já estavam com o dia marcado para a saída.

A decisão gerou polêmica e transtornos. Alguns funcionários estão buscando aconselhamento jurídico sobre o tema. Essa pressão pode fazer com que o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, volte atrás na decisão, avalia uma fonte.

“Nunca vi tanto desrespeito com os empregados em 30 anos de empresa. O cancelamento do PDV chega a parecer piada de mau gosto. Como se a decisão de cada empregado que aderiu ao programa não tivesse sido pensada e repensada. Como se não tivéssemos projetos pessoais após a opção pelo desligamento”, reclamou uma funcionária na rede interna do banco. A Caixa foi procurada, mas preferiu não se manifestar.

O grande fluxo esperado pelas agências da Caixa após a liberação do saque e como o banco iria operacionalizar os atendimentos foi um dos motivos para o adiamento do anúncio da medida pelo governo.

Movimentação

O governo anunciou na semana passada a liberação de saques de até R$ 500 de contas ativas (referentes a contratos de trabalho atual) e inativas do FGTS neste ano. O limite é por conta. Ou seja, se o trabalhador tiver uma conta ativa e uma inativa, poderá sacar R$ 1 mil. O valor foi antecipado pelo Estadão/Broadcast.

A projeção do governo é que os saques do FGTS e também do PIS-Pasep (cujo calendário de liberação começa em agosto) injetem R$ 42 bilhões na economia até 2020. Hoje, há cerca de 260 milhões de contas ativas e inativas no FGTS. Desse total, cerca de 211 milhões (80%) têm saldo de até R$ 500. Segundo o governo, 96 milhões de brasileiros serão beneficiados.

No governo Michel Temer, foi permitido o saque de contas inativas do FGTS. De acordo com a Caixa, os saques somaram R$ 44 bilhões, com 25,9 milhões de trabalhadores beneficiados.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

BARRADAS NO BAILE

Madero e ISH Tech cancelam planos de IPO, elevando para 12 número de desistências na B3 neste ano; veja o que atrapalha as ofertas

E esse número pode crescer ainda mais, pois a Corsan também deve adiar sua oferta em breve. Por enquanto, restam 20 candidatas à estreia na B3

OPERAÇÃO COMPLEXA

Superintendência do Cade dá sinal verde para compra do Big pelo Carrefour, mas prescreve remédios para evitar concentração; entenda

O órgão prevê medidas estruturais e comportamentais para mitigar os problemas concorrenciais identificados durante a análise da operação

Mercados Hoje

Ibovespa tenta se manter em alta em dia negativo em NY e de grande cautela com expectativa em relação ao Fed

Dia é bastante negativo em Wall Street e especialmente na Europa, com temor de invasão da Rússia à Ucrânia e reunião do Fed na quarta-feira

Novo serviço

Saiba se você tem algum dinheiro ‘esquecido’ para receber do banco

O Banco Central disponibilizou serviço para que cidadãos e empresas consultem se têm saldos “esquecidos” em bancos ou valores a receber de devoluções ou cobranças indevidas

Tendências da bolsa

AGORA: Ibovespa futuro cai mais de 1% em novo dia de perdas, em linha com clima negativo em Wall Street; dólar sobe

Mercados se mantêm cautelosos, na expectativa da reunião do Fed amanhã (26) e ainda de olho na escalada das tensões entre Rússia e Ucrânia

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies