Menu
Nicholas Sacchi
Crypto News
Nicholas Sacchi
2019-07-17T23:39:08-03:00
Crypto news

Os desafios do Facebook para enfrentar os burocratas e defender a Libra, a sua moeda digital

Na primeira audiência realizada sobre a criptomoeda no Senado dos EUA, os parlamentares não pegaram leve. E não será nada fácil convencer a todos, já que a moeda está ligada a uma rede com mais usuários do que a população dos Estados Unidos

18 de julho de 2019
12:00 - atualizado às 23:39
Montagem do logo da Libra (Criptomoeda do Facebook Libra) em uma criptomoeda
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

Não é surpresa que o Facebook esteja enfrentando escrutínio regulatório com o seu projeto de meio de pagamentos. Afinal, estamos falando de uma rede com mais de 2 bilhões de usuários criando sua própria moeda.

Para se ter uma noção dessa ordem de grandeza, basta colocar o valor em perspectiva. A população dos EUA, por exemplo, é de 327,2 milhões de habitantes (dados de 2018).

Isso significa que o impacto de um novo meio circulante numa rede desta proporção ameaça a soberania de basicamente todas as moedas circulantes no mundo.

Não é à toa que a equipe responsável pelo projeto vem se reunindo com entidades regulatórias de todo o mundo a fim de endereçar todas as questões que eventualmente possam surgir.

Ontem foi a vez de David Marcus, líder do projeto Libra, ser ouvido no Senado americano. E os senadores não pegaram leve, já que o Facebook tem um histórico, digamos, não tão exemplar quando a questão em pauta é a privacidade do usuário.

E ela fica ainda mais complicada quando os dados obtidos pela empresa envolvem a vida financeira de seus usuários.

O Facebook terá ainda que traçar as diretrizes para proteção do consumidor num cenário extremamente complexo, haja vista que, como pontuou a senadora Kyrsten Sinema, não há clareza sobre a qual governo um usuário americano que utiliza uma carteira desenvolvida na Espanha e eventualmente tenha seu acesso violado deve recorrer.

Outra preocupação levantada pelos senadores é com relação à lavagem de dinheiro e ao financiamento ao terrorismo, que, segundo Marcus, a associação Libra endereçará com a aplicação dos mais elevados padrões de compliance utilizados no setor bancário, como KYC e AML.

O resultado continua sendo o mesmo, para nossa sorte: o Facebook está fazendo um esforço massivo para enfrentar os burocratas e ajudar a desenhar as diretrizes regulatórias para o setor, que poderá se beneficiar muito da iniciativa.

Vamos aguardar os próximos episódios…

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

As ações das novas petroleiras valem a pena?

Nos recentes movimentos de rotação de carteiras nos mercados, temos nos deparado com a dicotomia Velha Economia (empresas de segmentos tradicionais) e Nova Economia (empresas ligadas à tecnologia e novas formas de consumo). Dentro do que se convencionou chamar de Velha Economia, temos visto o destaque das empresas de commodities, justamente o forte do Brasil. […]

Problemas no paraíso

Cesp, Engie, AES Brasil e mais: seca reduz brilho de ações do setor de geração hídrica

Com menos água, as empresas geram menos em hidrelétricas, mas não ficam livres de cumprir os contratos de fornecimento de energia

Jabuti do bem?

MP da Eletrobras: contratação de térmicas a gás pode diminuir conta de luz, diz estudo da Abegás

A medida vem sendo criticada pela maioria das elétricas, que alegam que ela vai na contramão da modernização e competitividade do setor

Viagem bilionária

Bilhete dourado: comprador misterioso gasta R$ 1,4 bilhão para ir ao espaço com Jeff Bezos

O turista espacial superou cerca de sete mil ofertas em um leilão beneficente realizado para definir o tripulante da espaçonave New Shepard

Fechamento dos mercados

Vacinação no Brasil volta a fazer preço, e Ibovespa sobe 0,59%, deixando para trás cautela com ‘Super Quarta’; dólar recua mais de 1%

Mercado deve operar em compasso de espera até a próxima quarta-feira, quando os BCs do Brasil e dos Estados Unidos divulgarão as suas decisões de política monetária

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies