Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-10-14T14:25:02-03:00
Estadão Conteúdo
a saga das criptomoedas

Condições para a criação de moeda do Facebook não estão satisfatórias, diz França

Para o ministro de Economia e Finanças do País, a Libra, do Facebook, não pode se transformar em uma moeda soberana

17 de julho de 2019
10:23 - atualizado às 14:25
Montagem do logo da Libra (Criptomoeda do Facebook Libra) em uma criptomoeda
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

O ministro de Economia e Finanças da França, Bruno Le Maire, disse nesta quarta-feira que a criação de criptomoedas estará no foco do encontro entre ministros de Finanças e presidentes de bancos centrais do G7, grupo que reúne as sete economias mais avançadas do mundo. Conversando com repórteres às margens do encontro, em Chantilly, França, Le Maire afirmou que as condições para a criação da Libra, criptomoeda do Facebook e de mais outras empresas, não estão satisfatórias neste momento.

Le Maire também apontou que a Libra não pode se transformar em uma moeda soberana. "Uma de nossas prioridades na reunião de hoje é conter os riscos colocados por novas moedas, como a Libra, do Facebook", afirmou o ministro francês. Além disso, Le Maire apontou que o encontro financeiro do G7 será palco de debates sobre impostos aplicados a empresas de tecnologia, uma vez que há um desacordo entre a França e os Estados Unidos após Paris implementar um imposto de 3% sobre o faturamento de giant techs em solo francês.

De acordo com Le Maire, chegar a um acordo tributário digital será difícil, dado que a posição dos EUA se tornou "mais dura". O ministro, contudo, disse que o debate sobre o tema no G7 será decisivo, embora tenha ressaltado que não haverá um imposto global sem um acordo entre os membros do grupo. Le Maire assegurou que a França está disposta a cancelar a taxa de 3% se um acordo global sobre a avaliação das gigantes de tecnologia for alcançado.

"Vamos convidar [o secretário do Tesouro dos EUA, Steven] Mnuchin a acelerar os esforços para definir a taxação do século 21, invés de ameaçar com sanções e represálias que não são as melhores políticas entre aliados", disse o francês. Após a imposição do imposto francês, os EUA iniciaram uma investigação sobre a taxa, que deve afetar, principalmente, empresas como Google, Amazon, Facebook e Apple.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

Esquenta dos Mercados

Pré-mercado: ajuste pós-Copom e balanço da Petrobras devem movimentar a bolsa hoje

E mais: a temporada de balanços não dá trégua, com os ruídos de Brasília destoando do coro do Ibovespa

Olho na safra

Balanços que vão movimentar o mercado: Veja os números de BB, Braskem e Totvs

Resultados divulgados na noite de ontem se juntam aos da Petrobras no radar dos investidores, que devem ficar atentos à reação das ações

Palavra do CEO

Eduardo Ragasol, da Neogrid: Como o sucesso do cliente pode ajudar no desenvolvimento do seu negócio

Conhecimento é poder. Entenda a fundo seu cliente. Utilize toda a tecnologia e informações que estão à disposição. Alinhe expectativas. E meça o desempenho dos envolvidos

Se cuida, bitcoin!

Atualização EIP-1559: Ethereum (ETH) sobe mais de 5% com o ‘London Fork’; saiba o que muda para criptomoeda

Batizada de “hard fork London”, a Proposta de Melhoria do Ethereum 1559 (EIP-1559) deve reduzir taxas e tornar a moeda deflacionária

olho lá fora

Petrobras dispara 14% em NY, após balanço e antecipação de dividendos

Por volta das 21h (horário de Brasília), PBR subia 14%; empresa reportou forte fluxo de caixa e lucro surpreendeu analistas

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies