Menu
André Franco
Crypto News
André Franco
É engenheiro e especialista em criptomoedas da Empiricus
2019-04-05T14:47:39-03:00
Crypto News

Long bitcoin, short JPM coin

Conheça a criptomoeda totalmente controlada pelo JP Morgan, que terá como missão ajudar na transferência de recursos internacionais do banco

21 de fevereiro de 2019
6:02 - atualizado às 14:47
Logo do J.P. Morgan na tela de um computador
JP Morgan anunciou nesta semana sua mais nova ideia "inovadora"Imagem: Shutterstock

“Está longe de cumprir a promessa de criar um ecossistema pelo qual todos os participantes possam utilizar uma moeda digital universalmente aceita e resgatável.” Will Martino, ex-funcionário do J.P. Morgan e fundador da Kadena, sobre a JPM coin.

O trecho acima se refere à mais nova ideia “inovadora” que o J.P. Morgan anunciou nesta semana.

Uma criptomoeda totalmente controlada pelo banco que vai ajudar na transferência de recursos internacionais.

E como vemos esse movimento?

Bem assim:

Primeiro, eles riram daqueles que cogitavam falar que bitcoin era uma moeda.

Depois, tentaram separar duas coisas indissociáveis: criptomoeda e blockchain.

Agora, eles copiaram.

Nada mais que o curso natural da inovação e da disrupção.

Acostumar-se a ser apontado como errado para um dia ser ovacionado é o ciclo vivido por aqueles que se arriscam.

Foi assim com a energia elétrica, o avião e a internet.

Em 1995, todo aquele papo de que a internet mudaria a forma como as empresas trabalhavam era tido apenas como papo dos mais jovens e otimistas com o mundo.

Hoje, todas as mais mirabolantes ideias pensadas antes dos anos 2000 não apenas são verdades como também não dá para viver sem elas.

Não existe mais a ideia de estar ou não conectado. Simplesmente estar online é tão intrínseco ao mundo em que vivemos como respirar.

E grande parte do poder que a internet tem se centra no seu poder de rede, a famosa lei de Metcalfe.

Quanto maior a rede, maior o seu valor.

E, veja, na JPM Coin, a primeira falha, e a mais crucial para seu futuro, é exatamente a limitação do crescimento da sua rede.

Provavelmente não será uma rede que o banco vai permitir que qualquer pessoa acesse.

Para facilitar ao leitor menos técnico, a situação é similar ao que existe entre a internet e a intranet.

Não existe uma competição entre o que é melhor hoje em dia – a internet, global e distribuída, ou a intranet da sua empresa, centralizada e lenta.

A primeira é incomparavelmente mais rápida, completa e evolui naturalmente.

No entanto, se voltássemos algumas décadas, elas apresentariam desempenhos semelhantes nos anos 1990.

É por isso que hoje é possível comparar a JPM coin e o bitcoin e arrancar suspiros da plateia menos entendida.

Mas o bitcoin é diferente da moeda do banco e, no futuro, essa discrepância de potencial e resultado vai ficar cada vez mais clara.

Long bitcoin, short JPM coin.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

pandemia

Covid-19: número de mortes sobe para 361,8 mil no Brasil

Nas últimas 24 horas, foram registradas mais 3.459 mortes no país

seu dinheiro na sua noite

Petróleo, minério e tudo que há de bom

Entre o fantasma do Orçamento com pedaladas, a besta da PEC “fura-teto”, o gigante da CPI da Covid e o monstro da pandemia, o Ibovespa conseguiu hoje engatar a terceira alta seguida e fechar acima dos simbólicos 120 mil pontos, marca que o índice não via desde fevereiro. Mas como pode? Bem, mais uma vez […]

hoje não

Hering rejeita proposta da Arezzo para potencial fusão

Segundo a Cia. Hering, a proposta “não atende ao melhor interesse dos acionistas e da própria companhia”

Polêmica na privatização

CVM vai investigar CEEE por suposta omissão na divulgação de informações

A autarquia começará a apuração de uma denúncia de omissão de fatos relevantes sobre a privatização da estatal gaúcha

FECHAMENTO

Commodities em alta levam o Ibovespa acima dos 120 mil pontos pela primeira vez desde fevereiro; dólar recua

O clima incerto em Brasília segue assombrando os investidores, mas ainda assim a bolsa brasileira consegue fôlego com as commodities para se manter no azul

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies